Edição 322Novembro 2021
Segunda, 06 De Dezembro De 2021
Editorias

Publicado na Edição 322 Novembro 2021

Divulgação

Parceria entre corretores? Como assim?

Abdala: “Comissão pode ser o valor que as partes estipularem, de 0% a 100%”

Parceria entre corretores? Como assim?

Carlos Abdala

É muito comum vermos entre colegas de profissão, no caso refiro-me aos corretores de imóveis, a expressão “parceria”. Isto sempre me chamou a atenção, talvez por conta de estar há tanto tempo vivendo e trabalhando em outro ambiente cultural e legal e, por consequência, entender as nuances da vida de maneira diversa.

Aqui, na Flórida, dispomos de um ambiente profissional altamente saudável e propício ao desenvolvimento individual. Os ritos da profissão são descritos na lei estadual conhecida como Chapter 475 Florida Statutes. Ela regulamenta desde a formação de novos profissionais até sua atuação diária. Nela há a instituição denominada FREC – Florida Real Estate Commission –, composta por sete membros, sendo três indicados pelo governador e os demais pelas associações regionais, o equivalente ao brasileiro CRECI, Conselho Regional de Corretores Imobiliários.

A lei prevê que os negócios imobiliários sejam feitos, não obrigatoriamente, mas comumente, com dois profissionais – onde cada um deve defender o seu cliente vendedor ou comprador. Repito, essa prática não é obrigatória, mas muito, muito comum, pelo simples fato de que um lado da negociação não se sente confortável em ser atendido por alguém que atua na assessoria do “outro lado”. Seria como alguém se consultando com o advogado da outra parte. Um tanto absurdo!

Essa prática encontrou ótimos resultados e até beneficiou a utilização do grande instrumento profissional de uso dos corretores, que não só é o grande aliado de todos os novatos, mas também sem o qual torna-se impossível atuar no mercado residencial atual – o MLS, Multi Listing System.

Esta ferramenta permite que todos os corretores que tenham optado por se filiar à associação de Realtors, que seria o equivalente ao CRECI – os denominados REALTORS –, tenham acesso a todos os imóveis captados pelos demais Realtors. Assim, por aqui, não existem mais os “fichários” das imobiliárias, pois todos tem o mesmo “fichário”, o MLS. A principal consequência desta ferramenta acaba sendo a valorização profissional, ou seja, não se procura por uma imobiliária que tenha o imóvel que você quer, mas pelo Corretor (Realtor) que tenha boa reputação e possa lhe prestar bom serviço.

Muitos, mesmo no Brasil, já viram os cartões de visitas dos corretores daqui, que incluem a sua própria foto e não apenas o logotipo da empresa. Este é o motivo! O grande “produto” é o Realtor, já que todos tem o mesmo “fichário”. Assim, a competência e experiência destacam os profissionais. Quero também ressaltar que a filiação à associação para se denominar Realtor e ter acesso a todas as ferramentas por ela disponibilizadas não é obrigatória, podendo-se simplesmente obter a licença profissional mediante aprovação no curso preparatório e na prova final de competência do Departamento de Regulamentação Profissional da Flórida (DBPR).

E quanto à remuneração? Sim, muito importante, afinal todos trabalhamos para viver. O sistema prevê que aquele que “captou” o imóvel assim o faça, mediante Contrato de Representação Exclusiva, e ao disponibilizá-lo no MLS informe a remuneração que ele oferece para aquele eu trouxer o comprador, normalmente 50% da “corretagem” que ele contratou com o vendedor.

Aqui também há algo interessante: a comissão pode ser o valor que as partes estipularem, de 0% a 100%. Não há “tabela de honorários”, até porque é prática ilegal considerada como formação de cartel profissional. A comissão usual é determinada pelo funcionamento do mercado, e usualmente em torno de 4% a 6% dependendo do imóvel, do preço estar ou não de acordo com o mercado atual, e mesmo a velocidade de vendas na região.

Aqui entra minha discordância quanto ao termo “parceria”. Ora, se o corretor do vendedor não tem qualquer vínculo com o corretor do comprador, está aberto a trabalhar atendendo todos os profissionais indistintamente, não havendo qualquer pré-conhecimento profissional, se remunera a todos igualmente para lhe trazer um potencial comprador e, ainda, estes dois profissionais atuam em defesa de interesses distintos, onde estaria a “parceria”?

Muitas vezes esses dois profissionais, e certamente vendedores e compradores também, nunca se encontrarão (pessoalmente). Todo o negócio deve ser feito por telefone, mensagens e finalizado por e-mail, até para que se tenha registro das respectivas atuações profissionais. Lembra do FREC, lá no início? Esta Comissão existe para fiscalizar os corretores e adora pegar aqueles que não atuem em estrita observância das regras profissionais, ou simplesmente não defendam seus respectivos clientes. Deixar de revelar à outra parte itens redibitórios que sejam de seu conhecimento, ou custos inerentes ao imóvel, tais como taxas de condomínio, reparos previstos, indenizações efetuadas por Seguro de Danos ao Imóvel etc., podem acarretar a suspensão, ou mesmo a cassação da licença profissional.

O resultado de toda essa regulamentação é termos uma profissão respeitada, bem remunerada e um mercado imobiliário saudável, ágil, uma vez que cada imóvel listado no MLS passa a ser acessado por quase 12.000 profissionais na região (e não só por aqueles da sua imobiliária), e parametrizado por ser o MLS um enorme arquivo de todos os imóveis residenciais, não só atualmente disponíveis, mas também vendidos nos últimos 5 anos!!!

No fim das contas, tudo isso tem seu pilar central na Representação Exclusiva de Venda, no Brasil chamado Contrato com Exclusividade, resultando em benefício dos vendedores, compradores, corretores, associações e toda a sociedade.

Vamos adiante.

Carlos Abdala é Real Estate Broker / Mortgage Broker (BK 3005081) / (NMLS 1701189) +1 407 308 8536 carlosabdala@hotmail.com / carlos@mortgagemoneylending.com

No folheto, foto do profissional e serviços prestados

Publicado na Edição 321 Outubro 2021

Divulgação

Imóvel em nome de offshore?

Imposto a incidir sobre o imóvel a ser transferido pode chegar a 60% do seu valor

Imóvel em nome de offshore?

Carlos Abdala

Sim – imóvel em nome de offshore! –, se você quiser ter um na Flórida, EUA, e protegê-lo de eventual imposto sobre transmissão do bem em caso de falecimento do proprietário (Itcmd). Afinal, todos nós um dia morreremos, certo?

Quando adquirimos um imóvel, temos diversos objetivos, que passam pelo desfrutar, render e… deixar um patrimônio para aqueles que tanto amamos em vida. Aí entra a questão do imposto sobre a herança. Ora, ninguém gosta de pagar imposto. Mas só há um jeito de evitá-lo; e é …

Leia mais

Publicado na Edição 321 Outubro 2021

Divulgação

Opção sustentável à construção civil

Benefícios do tijolo ecológico

Opção sustentável à construção civil

A Alphaz Concept, incorporadora que desenvolve projetos sustentáveis com soluções ecológicas, adotou a utilização dos tijolos ecológicos, que reduzem em 90% o consumo de água, dispensam a queima de carvão e diminuem a utilização de argamassa no canteiro de obras. Alternativa ao processo de fabricação do tijolo tradicional de argila, que causa degradação ambiental, o tijolo ecológico, além de provocar impacto menor, tem produção mais barata e oferece redução de custos às obras.

“Esse tipo de tijolo é ecológico também por ser produzido a partir de restos de …

Leia mais

Publicado na Edição 320 Setembro 2021

Divulgação

O melhor está por vir

Orlando Downtown: região apresenta crescimento constante

O melhor está por vir

Carlos Abdala

Quando se fala em Flórida o que vem à mente é Miami e Orlando. Miami uma cidade ícone desde os anos 50 com seu charme latino, Verão de um ano, carros esportivos, mulheres bonitas e dinheiro, muito dinheiro. Orlando lembra os parques da Disney que aqui se desenvolveram nos anos 70 trazendo diversão, muita diversão.

Após esse meio século podemos dizer que o melhor está por vir. O que mais impressiona aqueles que optaram por aqui viver é o ritmo constante de crescimento, inovações, dinamismo e …

Leia mais

Publicado na Edição 320 Setembro 2021

SindusCon-SP lança universidade

Ao celebrar 87 anos de fundação em 8 de setembro, o SindusCon-SP anunciou a criação de sua universidade, com o intuito de aperfeiçoar os conhecimentos dos colaboradores das empresas do setor, associadas ou não à entidade, com cursos práticos e objetivos, em parcerias com entidades e professores especializados na área de construção e assuntos afins.

O objetivo é complementar a grade curricular dos cursos de engenharia, arquitetura e outros, com noções de boas práticas para tratar de todas as etapas construtivas, tais como contenções e fundações em obras …

Leia mais

Publicado na Edição 320 Setembro 2021

Transformação digital trará mais competitividade

O crescimento do PIB da construção civil no primeiro trimestre bateu 2,1%, superando o do PIB do Brasil, com 1,2%, o que projeta um cenário positivo e que trará mais competitividade, principalmente pelo “boom” da transformação digital. Assim, para ter destaque no mercado, a melhor estratégia é atentar para as soluções tecnológicas a fim de reforçar o monitoramento, a racionalização e cortes de custos.

Davi Filgueiras, head de Transformação Digital (TD) da Guiando, cita três recursos tecnológicos que ajudam a acelerar a transformação digital de empresas do ramo …

Leia mais

Publicado na Edição 319 Agosto 2021

Divulgação

Oportunidade de negócios em Orlando

Demanda na Flórida, EUA, revela aumento da base consumidora

Oportunidade de negócios em Orlando

Na Grande Orlando, bem como na região de Miami, o mercado está com alta liquidez e lembra o período de 2005, quando havia dificuldade para comprar imóveis devido a grande procura, como acontece agora. A avaliação é do corretor de imóveis Carlos Abdala, que iniciou carreira em 1985, no Brasil, e desde 1997 atua como real estate broker na Flórida, Estados Unidos. Natural de Santos, Abdala pondera, no entanto, que há causas bem diferentes e menos preocupantes: “Enquanto naquela época o mercado era artificialmente movimentado pela oferta de …

Leia mais

Publicado na Edição 319 Agosto 2021

Diversidade em ambientes corporativos

Refletir sobre como tornar menos tóxico e com mais diversidade o ambiente corporativo e nossas atitudes é a proposta de Elisa Tawil, fundadora do Mulheres do Imobiliário, que dará pistas do caminho a seguir em palestra no Secovi Talks, na quarta-feira 25, das 14 às 18 horas.

Elisa revela que a predominância masculina na liderança dos mais diversos setores vem gradativamente cedendo espaço para a presença e influência das mulheres. “Quanto antes entendermos esse processo, mais rapidamente acontecerá a revisão de posturas, valores e superação de padrões ultrapassados”, …

Leia mais

Publicado na Edição 319 Agosto 2021

Areia artificial na argamassa

A LafargeHolcim iniciou a implantação de infraestrutura para um novo módulo de operação destinado à produção de areia artificial na unidade de Cajamar, na região metropolitana de São Paulo, para atender demanda de empresas de fabricação de argamassa. Com investimento de R$ 17 milhões, o projeto vai gerar 100 empregos diretos na fase de implementação. A previsão é que o produto esteja disponível a partir de outubro, com produção anual de 240 mil toneladas e receita de R$ 20 milhões. A areia artificial, produzida a partir de brita, …

Leia mais

Publicado na Edição 301 Fevereiro 2020

Reprodução

Sonho concreto

Beschizza: “Opções de financiamento também se apresentam em formatações variadas, tendo como principal respaldo os juros baixos e oferta de crédito no mercado”

Sonho concreto

Ricardo Beschizza (*)

O sonho da casa própria é acalentado por milhões e milhões de brasileiros. O déficit habitacional que, infelizmente, só cresce, mostra o tamanho da missão que o setor da construção civil tem condições de abraçar, colaborando com a retomada do desenvolvimento, abrindo postos de trabalho e fazendo a economia girar.

Estamos vivendo um novo momento e aprendendo a conviver com uma taxa de juros baixa como há muitos anos não se via. Temos confiança que o desenvolvimento está sendo retomado de forma linear e não …

Leia mais

Publicado na Edição 301 Fevereiro 2020

Feicon Batimat credencia profissionais

O credenciamento on-line para a 26ª edição da Feicon Batimat pode ser feito até 30 de março para profissionais do varejo, engenheiros, construtores e arquitetos, garantindo acesso gratuito à feira, de 31 de março a 3 de abril, no São Paulo Expo, em São Paulo. Nesta versão serão 85 mil m² de área e mais de 700 expositores nacionais e internacionais. “Nestas três décadas de história a Feicon já se transformou em um grande marco no calendário da construção civil. Em uma feira com tantas atividades, muitas acontecendo …

Leia mais

Publicado na Edição 301 Fevereiro 2020

Acervo FAMS

Memórias de além-mar…

Silvestre Gomes: “Minhas raízes não se quebraram nunca, e são elas que alimentam minha obra”

Memórias de além-mar…

O escritor Silvestre Gomes gravou seu depoimento ao Programa Memória-História Oral em 29 de novembro de 2018, no Salão Camoniano do Centro Cultural Português de Santos. Na entrevista, Silvestre fala sobre suas lembranças vividas em Portugal e no Brasil, onde chegou nos anos 1960, e de como suas experiências inspiram a sua obra, que já conta com três romances editados.

Vindo de Vilarinho, Manhouce, Portugal, onde nasceu em 1950, Silvestre Gomes chegou ao Brasil em 1966, radicando-se em Santos. Com sensibilidade aguçada para a música, aprendeu a tocar …

Leia mais

Publicado na Edição 297 Outubro 2019

Unidos e despidos… Todos ganham!

Ricardo Beschizza e André Marques Canoilas

O título é uma mera provocação. O que queremos alertar e evidenciar – por conta do atual cenário social, econômico e político que vivemos – é a necessidade de a sociedade civil, de forma organizada e dedicada, se unir e, despida de quaisquer ideologias e vaidades, lutar pelo bem comum de nossa rua, bairro, cidade, região, estado ou país.

Infelizmente, por muitos e muitos anos, achamos que escolher nossos representantes bastava. Que era responsabilidade do poder político resolver todos os problemas, mazelas …

Leia mais

Publicado na Edição 277 Fevereiro 2018

Divulgação

Retomada imobiliária “surpreendente”

Petrucci: “Perspectiva de retorno do emprego na construção civil a partir do segundo semestre de 2018”

Retomada imobiliária “surpreendente”

O mercado imobiliário da cidade de São Paulo acompanhou o momento de retomada da macroeconomia e, depois de registrar os pontos mais baixos de seus indicadores no ano de 2016, apresentou resultados no ano passado.

“A reação do mercado imobiliário em 2017 foi surpreendente e superou as expectativas do início do ano”, afirmou Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP, o Sindicato da Habitação: “A retomada dos lançamentos e da comercialização de imóveis novos na cidade de São Paulo contribui para ampliar a perspectiva de retorno do emprego na construção …

Leia mais