Edição 318Julho 2021
Quarta, 04 De Agosto De 2021
Editorias

Publicado na Edição 318 Julho 2021

Fotos Divulgação

Mobilidade diversificada

Sportsman 570 (Polaris): uso em corredores turísticos e em situação de enchentes

Mobilidade diversificada

Nelson Tucci

De forma ainda lenta, mas visível, a paisagem urbana vai mudando pouco a pouco no quesito mobilidade. Nas capitais, os novos modelos híbridos e elétricos já não são tão raros. Neste primeiro semestre do ano, por exemplo, rodaram mais caminhões e menos carros. Além do aumento de motos (só na cidade de São Paulo são quase 1,1 milhão, segundo o Detran), bicicletas e patinetes, breve deveremos ter modelos singulares classificados como “veículos recreativos”. E três importadoras já botaram a cara, ou melhor, o corpo todo no mercado associando-se à Abeifa, a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores. São elas a BRP, CFMoto e a Polaris.

O estado de São Paulo – com população superior a 45 milhões de habitantes, equivalente a toda a Argentina – vai ganhando novos contornos na mobilidade. E não só porque tem mais gente (cerca de 20% da população do país) por aqui, mas porque o poder aquisitivo também ajuda. De acordo com a Abraciclo, as vendas do primeiro semestre – divulga a Agência Brasil – totalizaram 517.154 unidades de biciclos (modelos Street, Trail e Motoneta). Um mercado crescente (na contramão da crise econômica por que passam o país e o mundo, com a pandemia), que este ano deverá movimentar R$ 10 bilhões. Já as bicicletas tradicionais, se sofisticando aqui e ali, ano a ano, são em número (de 2021) de 1,6 milhão de unidades, só na capital paulista – o que equivale dizer que existem 13 bikes para cada grupo de 100 moradores.

Neste ano o Brasil deverá produzir 2,46 milhões de automóveis (de acordo com a Anfavea, associação das montadoras). Em razão da situação econômica, agravada pela falta de componentes (entre 100 mil e 120 mil deixaram de ser produzidos no país, no primeiro semestre), os veículos devem crescer menos em vendas (projeção de 21% sobre o ano anterior), mas caminhões – leves e pesados – impulsionados pelo agronegócio e entregas das vendas online, que cresceram muito na pandemia, deverão ter aumento de 30%.

De olho em tantos números, os importadores e fabricantes de veículos recreativos já estão buscando um lugarzinho ao sol. Segundo João Henrique Oliveira, a Abeifa criou até uma nova categoria para os recreativos, somando, agora, um total de 16 marcas associadas. E justificou: “A entidade dá mais um passo importante em sua trajetória de 30 anos, depois de abrir o mercado brasileiro em 1990 para as tecnologias mais atualizadas em veículos automotores, ao design automotivo e ao balizamento de preços. Na sequência, contribuiu com a transformação de importadoras em fábricas no país e, neste momento, ao introduzir novas tecnologias em eletrificação veicular”.

Agora, com apoio da associação, os novos modelitos precisam de regulamentação federal para circular por ruas e avenidas. “A busca pela regulamentação de circulação desses veículos é um movimento natural, tendo em vista que cada vez mais nossos produtos fazem parte do cotidiano dos brasileiros, que nos questionam frequentemente sobre autorização para circulação em regiões próximas de centros urbanos. O objetivo é poder responder a todas as questões de maneira clara, seguindo o que for estabelecido”, explica Fernando Alves, Country Manager da BRP para o Brasil.

Leia Veículos & Negócios atualizada semanalmente em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Veículos BRP aguardam licença para circular por ruas e avenidas

Publicado na Edição 318 Julho 2021

Compliance nas pequenas e médias

O conceito de compliance vem ganhando destaque dentro das empresas, pois atuar de forma alinhada não apenas com as exigências da legislação e também basear sua atuação nas melhores práticas de conformidade é algo cada vez mais valorizado no mundo corporativo. Hoje as pequenas e médias empresas também precisam estar atentas ao tema se quiserem crescer e continuar sendo fornecedoras e parceiras de outras companhias.

Para adotar o compliance não é necessário grande investimento. “É preciso quebrar esse paradigma, pois compliance é para todas as empresas. As pequenas …

Leia mais

Publicado na Edição 317 Junho 2020

Divulgação

Novo mix nas ruas. E nos céus

E-VOLT da EmbraerX: futuro da mobilidade aérea urbana

Novo mix nas ruas. E nos céus

Nelson Tucci

Se você acredita em Papai Noel é possível que o veja, ainda neste ano, pilotando um carro voador em vez daqueles prosaicos trenós. E se prefere ter os pés, ou rodas, no chão também terá boas surpresas com os elétricos, híbridos e alguns modelos movidos a combustível fóssil, porém estilizados. O fato é que a indústria da mobilidade está se ajustando de olho no seu próprio futuro.

O mercado de automóveis não é tão simples assim, por isso é preciso calma. Entusiasmo é bom, mas há …

Leia mais

Publicado na Edição 317 Junho 2020

Centros de apoio profissional

O projeto Casa da Juventude foi lançado em São Paulo com a proposta de oferecer espaços multiuso de apoio ao público jovem no início da vida profissional. Os equipamentos terão ações de incentivo à qualificação, empreendedorismo, busca de oportunidades de emprego e renda e área de trabalho colaborativo, estimulando a criação de novos projetos e negócios entre o público juvenil. O governo do estado investirá R$ 20 milhões na criação de espaços em municípios de pequeno porte em diversas regiões. O projeto será gerido pela secretaria de Desenvolvimento …

Leia mais

Publicado na Edição 317 Junho 2020

Divulgação

Mapeamento para monitorar impacto ambiental

Fábrica da Roca Brasil Cerámica, em Campo Largo/PR

Mapeamento para monitorar impacto ambiental

A Roca Brasil Cerámica compartilhou o resultado de sua Análise de Ciclo de Vida (ACV), que monitora o impacto de seus processos e produtos no meio ambiente. “Somos a primeira indústria de revestimentos cerâmicos nacional a investir em tal mapeamento”, afirmou o managing director Sergio Wuaden: “Acreditamos na relevância desses indicadores para nosso planejamento estratégico, entendendo os desafios e oportunidades que a Roca Brasil Cerámica tem pela frente, para trabalhar sempre com muita ecoeficiência”.

A ACV mapeou as etapas de extração da matéria-prima, transporte de insumos e produção …

Leia mais

Publicado na Edição 316 Maio 2021

Divulgação

“Apesar de…” o país volta a crescer

O difícil é saber exatamente quanto, mas que cresce, cresce

“Apesar de…” o país volta a crescer

Nelson Tucci

Os portos gaúchos somam crescimento de 4,89% na movimentação de cargas. No Paraná, só as importações têm de 12% a 13% mais volume. Em Santos, o maior complexo portuário do país, março de 2021 contra março de 2020 mostrou crescimento de 30% no volume de cargas em contêineres e no acumulado do primeiro trimestre há registro de movimento recorde, com total de 35,3 milhões de toneladas, representando 11,1% a mais que no 1º trimestre do ano passado. Além do impulso da soja e do açúcar no …

Leia mais

Publicado na Edição 316 Maio 2021

Características essenciais do CEO de startup

A aceleradora de startups Bluefields acredita que o CEO – sigla do cargo em inglês Chief Executive Officer, que em português equivale a diretor-geral – é peça chave para determinar o sucesso ou fracasso de uma empresa, assim como lidar com qualquer um dos resultados. No programa de aceleração The Big BaM!, executado pela Bluefields, líderes de startups atuantes no mercado passam por aulas sobre o tema para lapidar suas habilidades e saber como atuar no cargo. Com essa expertise, a empresa selecionou as principais características para …

Leia mais

Publicado na Edição 316 Maio 2021

Plano de expansão do Farmácias APP

Para suprir a aceleração do digital e a alta demanda do delivery, ocasionadas pelo isolamento social, o Farmácias APP, aplicativo de venda online de saúde e beleza, iniciou seu plano de expansão. A princípio, o projeto foca as regiões Sul, Sudeste e Nordeste. A ação está sendo executada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A meta para 2021 é atingir a marca de 10 mil lojas parceiras, sendo uma apoiadora do varejo no mundo digital. “Queremos …

Leia mais

Publicado na Edição 315 Abril 2021

Divulgação

Estranho mercado brasileiro

Pessoas ávidas por veículos 7 lugares, dispostas a pagar de R$ 130 mil a R$ 815 mil por um novo modelo

Estranho mercado brasileiro

Nelson Tucci

Pelo menos seis lançamentos de SUVs ocorrerão ainda este ano no Brasil. Os chamados 7 lugares estão em alta e as montadoras vão surfar esta onda, por mais que o mercado esteja estranho, aos solavancos, e o país ainda mais volátil no todo.

Os mais “experientes” hão de lembrar: dizia-se, no século passado, que vivíamos na “Belíndia”, um misto de Bélgica (com classes empoderadas, estabilizadas e de alto consumo per capita) e Índia (maioria de população pobre e muito pobre). Com o tempo – e aqui …

Leia mais

Publicado na Edição 315 Abril 2021

Oligopólio no setor de bebidas

O setor de bebidas no Brasil é caracterizado por ser um oligopólio, ou seja, poucas empresas possuem a maior fatia de mercado disponível. Essas empresas atualmente são Coca-Cola e Ambev, que juntas detém uma fatia acima de 70% do mercado geral de bebidas brasileiro. Segundo o presidente da Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras), Fernando Rodrigues de Bairros, essa característica de mercado traz prejuízos à concorrência, inicialmente por causar uma barreira à entrada de novos competidores, uma vez que devido à concentração é necessário um elevado …

Leia mais

Publicado na Edição 315 Abril 2021

Reprodução

Zoho expande atividades

Zoho Brasil em Florianópolis

Zoho expande atividades

A Zoho, que oferece aplicativos de software de negócios, comemora seu 25º aniversário com o plano de abrir 100 novos escritórios em todo o mundo nos próximos três anos, um dos quais no Brasil. Sediado em Florianópolis/SC, o escritório será liderado por Rodrigo Vaca, gerente de operações no Brasil, responsável também pela implantação das atividades no país.

Além de Rodrigo, a Zoho Brasil conta com Jonathan Melo e Fabiana Lansner, respectivamente, diretores de marketing e comercial. A decisão de sediar a Zoho Brasil em Florianópolis foi estratégica, pensando …

Leia mais

Publicado na Edição 314 Março 2021

Divulgação

Batalha do chip

Indústria automotiva registra falta de componentes

Batalha do chip

Nelson Tucci

A gente pode botar a culpa no tal do 5G. Também pode responsabilizar o titular do Ministério da Logística (se existir um) pela sua inoperância explícita. Alternativamente, também entram no jogo do empurra os fabricantes de celulares que usam mais do que precisam desses componentes. Mas, pensando direito, vai sobrar é para os moleques que ficam nos seus joguinhos super-mega-hiper eletrônicos o dia todo. Com isto, faltam semicondutores no mercado e os carros ficaram a ver navios, esperando que estes tragam de outras bandas o “aditivo …

Leia mais

Publicado na Edição 314 Março 2021

Divulgação

Inteligência contra ameaças cibernéticas

Cibercriminosos manipulam e destroem sistemas

Inteligência contra ameaças cibernéticas

Preocupação constante das empresas, as ameaças cibernéticas representam um grande perigo à integridade dos dados da companhia. Afinal, os cibercriminosos manipulam e destroem sistemas, com potencial para danificar organizações, roubar dados sensíveis dos funcionários e clientes e vazar informações confidenciais. Neste contexto, o Instituto Daryus de Ensino Superior Paulista (Idesp) criou a pós-graduação em Cyber Threat Intelligence (CTI), que visa suprir a demanda do mercado de trabalho em busca de profissionais capacitados. O curso, que antes era restrito apenas aos policiais e às forças armadas, tem como objetivo …

Leia mais

Publicado na Edição 314 Março 2021

Divulgação

EDP entrega usina solar para a NGK

Previsão é gerar 1.821 MWh e evitar a emissão de 104 toneladas de CO2 por ano

EDP entrega usina solar para a NGK

A multinacional EDP, que atua no setor elétrico por meio da EDP Smart, entregou sua segunda usina de energia solar construída para a NGK do Brasil, que opera nos segmentos automotivo e de revestimentos porcelanizados. Localizada em Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo, a nova planta abastecerá a fábrica com 1.821 MWh de energia ao ano, o suficiente para abastecer 758 residências com consumo médio anual de 2.400 kWh.

O empreendimento conta com 3 mil módulos de 420 Wp e nove inversores, que utilizam dois hectares …

Leia mais

Publicado na Edição 313 Fevereiro 2021

Divulgação

Para a economia tomar fôlego

Setor aposta em recuperação neste ano para compensar os prejuízos do estranho ano de 2020

Para a economia tomar fôlego

“Sentindo frio em minh’alma

Te convidei pra dançar

A tua voz me acalmava

São dois pra lá, dois pra cá”

Aldir Blanc / João Bosco

Nelson Tucci

A indústria automotiva bem que começou otimista o ano, quando o presidente da associação das montadoras, Luiz Carlos Moraes, chamou de “otimismo moderado”. A entidade aposta na produção de 2,37 milhões de veículos automotores (inclusos os automóveis, utilitários leves, ônibus e caminhões), com o que o mercado interno cresceria 15% sobre 2020. Mas as coisas parecem “andar de lado” no Brasil, …

Leia mais

Publicado na Edição 313 Fevereiro 2021

Divulgação

Ansiedade no trabalho

Distúrbio atinge colaboradores

Ansiedade no trabalho

Colaboradores se sentem mais conectados aos colegas de trabalho do que à liderança da empresa e isso gera ansiedade. Isso ocorre porque a proximidade é que gera conexão. A falta dela, e de tudo o que vem junto – como empatia e escuta-ativa –, acaba provocando sentimentos negativos no ambiente de trabalho, como frustração, cansaço e desânimo. Esta é uma das conclusões da pesquisa Comunicação Não-Violenta nas Organizações no Brasil, da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje).

Aplicada nas cinco regiões do Brasil em empresas nacionais e multinacionais …

Leia mais

Publicado na Edição 313 Fevereiro 2021

Divulgação

Projeto incentiva embalagens sustentáveis

Frascos de protetor solar fabricados com plástico processado

Projeto incentiva embalagens sustentáveis

Grupo Boticário desenvolve o projeto Seaside, na área de Pesquisa & Desenvolvimento da companhia, que utiliza resíduos plásticos descartados incorretamente nas praias para a produção de embalagens ecologicamente responsáveis. Na primeira fase do projeto, em parceria com a Globalpet (que compra o plástico de cooperativas de catadores do litoral de São Paulo), foram recolhidas 265 toneladas de plástico, que, após processado e transformado em resina, originam embalagens de protetor solar e outros itens do portfólio da marca.

Com foco em sustentabilidade, economia circular, redução do impacto ambiental e …

Leia mais

Publicado na Edição 312 Janeiro 2021

Divulgação

Cooperativismo impulsiona economia

Setor é responsável por significativa parte do PIB nacional

Cooperativismo impulsiona economia

Com 7 mil cooperativas atuantes no país, empregando 425 mil pessoas e atendendo 14,6 milhões de brasileiros, o cooperativismo tende a ser um dos grandes impulsionadores da economia em 2021, especialmente com os aprendizados trazidos pela pandemia. O momento auxilia o segmento a quebrar barreiras nos centros urbanos, onde sempre encontrou dificuldades de penetração em comparação com as cidades do interior.

As crises política, econômica e sanitária vividas pelo Brasil nos últimos anos são grandes responsáveis na busca por soluções coletivas. “Quanto mais as pessoas percebem que não …

Leia mais

Publicado na Edição 312 Janeiro 2021

Divulgação

BNE aponta profissões em alta

Vacinação reduzirá incertezas

BNE aponta profissões em alta

O Banco Nacional de Empregos (BNE) elencou 12 ocupações que devem ser tendência neste ano: desenvolvedor de software, analista de sistemas, pedreiro, mestre de obras, ajudante de pedreiro, auxiliar de carga e descarga, operador de empilhadeira, entregador, enfermeiro, técnico de enfermagem, farmacêutico e médico. Para o CEO do BNE, Marcelo de Abreu, 2021 deve começar com menos força quando comparado a 2020: “Temos 77% de aumento da movimentação do mercado de trabalho geralmente em janeiro, porém, com a pandemia este número será menor. Apesar deste cenário, setores que …

Leia mais

Publicado na Edição 311 Dezembro 2020

Divulgação

Insumos e câmbio ameaçam

Movimento da economia mais parece um “S” que propriamente um “V”

Insumos e câmbio ameaçam

Nelson Tucci

A falta de insumos, o crescimento dos casos de Covid-19 e as incertezas do câmbio já acenderam a luz amarela no setor automobilístico. O ano novo começará com incertezas. O 2020 já ficou para trás, mas com uma história de volatilidade grande, já que em função da pandemia tivemos um primeiro semestre desastroso, do ponto de vista econômico, e um segundo mais alentador com crescimento de produção e vendas sobre bases mensais anteriores. No acumulado do ano, o crescimento será negativo, mas, em razão do tombo …

Leia mais