Edição 316Maio 2021
Sexta, 18 De Junho De 2021
Editorias

Publicado na Edição 316 Maio 2021

Divulgação

Controle da hipertensão

Telemedicina: médico pode acompanhar paciente crônico com mais frequência

Controle da hipertensão

Doença muitas vezes assintomática, a hipertensão arterial atinge cerca de 65 milhões de pessoas no país e, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), é responsável por 80% dos AVCs e 60% dos infartos. Por hora são registradas, em média, 40 mortes por razões cardiovasculares. Chamada popularmente de pressão alta, pode atingir desde crianças a idosos, de ambos os sexos.

Segundo o cardiologista Roberto Botelho, diretor do Instituto do Coração do Triângulo e médico da Conexa Saúde, a hipertensão também é a principal causadora de insuficiência cardíaca e renal: “Ela está entre as quatro principais causas de morte no Brasil e suas origens são múltiplas, sendo sedentarismo, obesidade, diabetes, colesterol alto e causas hereditárias as principais. As pessoas precisam dar mais atenção aos riscos atribuídos à hipertensão. Elas têm a doença e nem sabem”.

Nesse contexto, as consultas médicas realizadas por meio de plataformas de telemedicina têm sido cada vez mais usadas para o atendimento, tratamento e monitoramento de pacientes hipertensos, ainda mais em época de distanciamento social, provocado pela pandemia. Com a ajuda da tecnologia, o médico pode acompanhar um paciente crônico com mais frequência.

Dados recém-lançados da pesquisa “Telemedicina no Brasil”, realizada pelo Datafolha e pela Conexa Saúde entre os meses de novembro e dezembro de 2020, mostram que 61% dos pacientes entrevistados gostam de ter o acompanhamento do profissional de saúde por meio da ferramenta, sendo que para 77% do total de pacientes, a telemedicina se destaca pela praticidade.

Na consulta online, o médico pode ter a ajuda de dispositivos tecnológicos, facilmente encontrados em farmácia, como o aparelho de aferir pressão, pulso e frequência cardíaca que mostram em tempo real as condições do paciente, que ao utilizar esses equipamentos, consegue fornecer os dados em tempo real para o médico. Outra vantagem é o monitoramento periódico da jornada do paciente, com orientações de profissionais complementares no tratamento como nutricionistas e psicólogos.

Publicado na Edição 316 Maio 2021

Divulgação

Potência no tratamento biocosmético

Sabonete em barra puro vegetal cremoso e esfoliante Tukumã

Potência no tratamento biocosmético

Natura Ekos, que há 20 anos une beleza e sustentabilidade, relança toda a linha da marca com fórmula que oferece três vezes mais potência no tratamento biocosmético para as diferentes necessidades da pele, indo além da hidratação. Assim, Ekos reafirma o conceito de Biobeleza, pois não dá mais para pensar em beleza individual sem pensar na beleza que se preocupa com performance, mas sempre guiada pelo respeito, cuidado com as pessoas e a natureza.

A modelo Gisele Bündchen é a nova embaixadora da marca e Amazônia Viva. As …

Leia mais

Publicado na Edição 316 Maio 2021

Música ajuda no tratamento do idoso

A música pode ser um instrumento terapêutico importante no tratamento do idoso com problemas cognitivos e psicológicos. Para a psicóloga Daniela Bernardes, do Residencial Club Leger, de São Paulo, a musicoterapia pode ajudar a fomentar a interação social e influir positivamente na qualidade de vida do idoso. “Canções e composições nos remetem aos momentos de outrora e podem despertar boas sensações e sentimentos”, avalia Bernardes.

A musicoterapia é uma técnica de tratamento que utiliza a música associada a várias atividades para tratar várias alterações da saúde, pois melhora …

Leia mais

Publicado na Edição 315 Abril 2021

Divulgação

Redução nas cirurgias de catarata

É ideal operar quando os óculos já não oferecem correção satisfatória

Redução nas cirurgias de catarata

O oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, presidente do Instituto Penido Burnier (IPB), afirma que a redução no número de cirurgias de catarata no Brasil é preocupante, o que pode causar outros problemas de saúde. Ele se baseia em levantamento do DataSUS, que aponta que de 2019 para 2020 o número anual no Brasil caiu cerca de 38%, passando de 576 mil para 357,8 mil operações.

Surgem no país cerca de 120 mil novos casos de catarata ao ano. O último levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), do qual …

Leia mais

Publicado na Edição 315 Abril 2021

Divulgação

Prioridade para pacientes com obesidade

Risco de morte por Covid-19

Prioridade para pacientes com obesidade

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (Sbcbm) se posicionou favorável a vacinação prioritária contra a Covid-19 para pacientes com obesidade grave. Para a entidade, a providência é fundamental, além de constituir um direito consagrado na Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (LBI).

“A vacinação tem um impacto substancial na redução da incidência, hospitalizações, admissões em unidades de terapia intensiva e mortes, especialmente entre indivíduos vulneráveis como é o caso dos pacientes que possuem obesidade grave e doenças associadas a ela”, afirmou o presidente da …

Leia mais

Publicado na Edição 315 Abril 2021

Atualização do Plano de Vacinação

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) publicou nota técnica intitulada “Plano de Vacinação contra a Covid-19 que o Brasil precisa na perspectiva de vacina para todas e todos, já!”, que traz diversas orientações e recomendações ao Ministério da Saúde e governo federal para que atualize o Plano de Vacinação Contra a Covid-19. O CNS afirma que a pandemia tem afetado principalmente jovens de 30 a 49 anos, a partir de dados fornecidos pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O órgão aprofunda a discussão sobre as estratégias de vacinação, considerando …

Leia mais

Publicado na Edição 314 Março 2021

Divulgação

Ansiedade após a segunda dose

Pandemia: que cada idoso consiga aceitar a situação, a partir de recursos emocionais próprios

Ansiedade após a segunda dose

Analisando a ansiedade do idoso em ter a vida normalizada depois da aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19, a psicóloga Daniela Bernardes, do Residencial Club Leger, na capital paulista, alerta a necessidade de ter bastante atenção à informação passada a estas pessoas. Como se sabe, a vacinação, por si só, não garante o retorno ao convívio com parentes e amigos. Assim, cuidados sanitários e afastamento social continuam sendo fundamentais neste processo.

“Primeiramente devemos compreender que somos seres ‘imediatistas’, temos enorme dificuldade de aceitar que ações …

Leia mais

Publicado na Edição 314 Março 2021

Divulgação

Dicas de alimentação equilibrada

Conceito Alimentação para Vencer - Kachimeshi

Dicas de alimentação equilibrada

A melhor maneira de manter a saúde e o peso em dia é a reeducação alimentar, pois balancear o que se come proporciona saúde e ajuda a prevenir sobrepeso, diabetes, hipertensão e o alto índice de colesterol ruim no sangue. Pensando nisso, a equipe de marketing-nutrição da Ajinomoto do Brasil preparou uma lista com dicas para melhorar os hábitos alimentares, seguindo os direcionamentos do conceito Alimentação para Vencer – Kachimeshi, programa de educação nutricional da Ajinomoto.

Café da manhã.  Escolha um alimento do grupo de cereais e …

Leia mais

Publicado na Edição 314 Março 2021

Divulgação

Prevenir o câncer de colo de útero

Março Lilás: alerta para a transmissão do HPV

Prevenir o câncer de colo de útero

Março também é marcado pelo mês de alerta à prevenção do câncer de colo do útero, conforme propõe o Março Lilás. A campanha busca conscientizar as mulheres sobre os riscos dessa enfermidade, causada pelo Papilomavírus Humano, o HPV, que é considerada a doença sexualmente transmissível de maior prevalência no mundo. Com aproximadamente 570 mil casos novos por ano no mundo, o câncer do colo do útero é o quarto mais comum entre as mulheres. A doença é responsável por 311 mil óbitos por ano e a quarta que …

Leia mais

Publicado na Edição 313 Fevereiro 2021

Divulgação

Pais biológicos de novo

FIV auxilia homens vasectomizados

Pais biológicos de novo

Além da reversão da cirurgia, que possibilita que os homens vasectomizados sejam pais novamente, uma opção eficaz e segura é a Fertilização In Vitro (FIV). Conforme explica o ginecologista Marcos Sampaio, diretor da Clínica Origen de Medicina Reprodutiva, para realizar a vasectomia, de acordo com a lei de planejamento familiar nº 9263/1996, o homem deve ter mais de 25 anos e, no mínimo, dois filhos vivos: “A cirurgia provoca uma azoospermia obstrutiva, condição caracterizada pela ausência de espermatozoides no sêmen ejaculado devido a um bloqueio que impede o …

Leia mais

Publicado na Edição 313 Fevereiro 2021

Divulgação

Tecnologia na conquista do equilíbrio

Rodrigo: idealizador do Reconect me

Tecnologia na conquista do equilíbrio

Se um aplicativo que monitora gasto diário de calorias já faz diferença para incentivar o usuário a executar pelo menos um exercício físico por dia para atingir a meta, imagine um que promove o mesmo estímulo em mais 11 áreas da vida? Esta é a proposta do Reconect me, um anti-burnout para smartphone que provê desafios nos setores que a pessoa indica que precisa melhorar.

Segundo o idealizador Rodrigo Granja, todas as interações físicas, emocionais, perguntas e respostas contidas no aplicativo têm o objetivo de guiar e inspirar …

Leia mais

Publicado na Edição 313 Fevereiro 2021

Divulgação

O que é lipofracionada?

Em pequenas partes do corpo

O que é lipofracionada?

A lipoaspiração do tipo fracionada é uma atualização da lipo comum, capaz de eliminar 100% da gordura localizada presente em áreas como abdômen, cintura, costas, coxas e braços. Precursor da técnica no país, o cirurgião plástico Victor Cutait conta que a lipofracionada tem o princípio da lipoaspiração comum, que é aspirar a gordura, mas, realiza a eliminação segmentando o procedimento em diferentes sessões para cada parte do corpo.

“É feita a marcação da região do corpo que possui gordura localizada, aplica-se anestesia local e depois apenas aquela área …

Leia mais

Publicado na Edição 312 Janeiro 2021

Divulgação

Inimigas da visão

Telas na infância podem desencadear alterações na visão

Inimigas da visão

A pandemia impôs o confinamento das crianças em casa e levou ao uso compulsivo do celular, tablet e computador nas atividades educacionais ou recreativas. De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, nossos olhos se desenvolvem até os oito anos de idade e este estilo de vida pode comprometer o sistema visual: “Isso explica porque vários estudos indicam que o excesso de telas eletrônicas na infância pode desencadear alterações na visão. Uma delas é a miopia acomodativa, dificuldade temporária de enxergar à distância provocada …

Leia mais

Publicado na Edição 312 Janeiro 2021

Cresce procura por cuidadores

A Senior Concierge, que presta serviços para a terceira idade, aponta um aumento de 50% nas solicitações de cuidadores de idosos, em razão da pandemia – afinal, o grupo de pessoas com mais de 60 anos, considerado de risco, soma mais de 75% dos óbitos decorrentes da Covid-19; e a cada 10 vítimas da doença, mais de sete são idosos, segundo o Ministério da Saúde.

Considerando que ao ser internado o integrante desse grupo precisa de acompanhante, muitas famílias têm recorrido aos cuidadores profissionais para evitar o contágio. …

Leia mais

Publicado na Edição 311 Dezembro 2020

Divulgação

Sobre a bromidrose

Odor excessivo nas axilas pode ser sinal de algo mais grave

Sobre a bromidrose

Quantas vezes você se deparou com odores de pessoas nas ruas, nos ônibus, em festas, o famoso “desodorante vencido”. Ocorre que nem sempre ele está ligado ao descuido com a higiene e sim com um problema de saúde. O mesmo exemplo vale para aqueles que apresentam suor excessivo nos pés e ao tirarem os sapatos afastam quem está por perto com popular “chulé”, também ligado à produção de suor e que ao ter contato com fungos e bactérias produz um cheiro forte.

O suor que causa mau cheiro …

Leia mais

Publicado na Edição 311 Dezembro 2020

Pacientes com epilepsia refratária

Reeducar o funcionamento do cérebro

Pacientes com epilepsia refratária

Mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem com a epilepsia, uma doença neurológica cujo impacto vai muito além da sua saúde física. Trata-se de uma condição caracterizada por alterações recorrentes da função cerebral, chamadas convulsões ou crises convulsivas, que podem durar alguns segundos ou até minutos.

Segundo o neurocirurgião da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Sandro Natali, cerca de 30% a 40% dos pacientes não respondem aos medicamentos e tratamentos convencionais, comprometendo diversos aspectos da vida: “Nesses casos, chamados de epilepsia …

Leia mais

Publicado na Edição 310 Novembro 2020

Divulgação

Fonoterapia após internação

Uma semana de intubação pode gerar problemas na voz

Fonoterapia após internação

Na esteira das complicações pós-Covid-19 diversas especialidades médicas passaram a olhar para outros problemas gerados, entre os quais, os relacionados à voz, em decorrência do processo de intubação muitas vezes necessário ao tratamento. Segundo a fonoaudióloga Bruna Rainho Rocha, do Hospital Paulista, na capital, sete dias de intubação podem ser suficientes para gerar complicações relacionadas à laringe.

A rouquidão é sintoma mais frequentes após a intubação do paciente e costuma ser temporária. Mas, há situações graves, que podem gerar fraqueza na voz. “As pregas vocais ficam localizadas na …

Leia mais

Publicado na Edição 310 Novembro 2020

Divulgação

Polinose. Você sabe o que é?

Primavera e a incidência de doenças respiratórias

Polinose. Você sabe o que é?

Popularmente conhecida como alergia ao pólen, a polinose é uma rinite alérgica estimulada pelo pólen das flores, árvores e plantas herbáceas que, quando espalhadas pelo vento, causam rino-conjuntivite e asma. Seus sintomas são vermelhidão, inchaço e lacrimejamento dos olhos, além de espirros, coceira, obstrução e escorrimento nasal.

“Com a polinização das plantas e a florescência das árvores nesta época do ano, a quantidade de grãos de pólen transportados pelo ar aumenta, causando maior incomodo naqueles que já sofrem de alergias provocadas por outros agentes como ácaros, pelos de …

Leia mais

Publicado na Edição 309 Outubro 2020

Divulgação

Esquizofrenia. Pandemia pode dificultar tratamento

Isolamento social compromete diagnóstico precoce e adesão

Esquizofrenia. Pandemia pode dificultar tratamento

Estudo mostra que a pandemia do novo coronavírus tende a piorar o cenário da esquizofrenia. Além de dificultar o diagnóstico, potencializado pelo isolamento social, pode aumentar o risco de recaídas em pacientes com esquizofrenia, pois o estresse e restrições resultantes da quarentena podem acarretar a piora dos sintomas psiquiátricos que, quando não estabilizados, têm mais chances de resultar em novos surtos.

Dados de pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 130 países, mostra que a pandemia interrompeu os serviços essenciais de saúde mental em 93% dos …

Leia mais

Publicado na Edição 309 Outubro 2020

Divulgação

Mais queixas de dores na coluna

Piora com isolamento social e trabalho em home office

Mais queixas de dores na coluna

O corpo sente as consequências da nova rotina imposta pela pandemia. Uma pesquisa da Fiocruz revelou que 50% das pessoas que tinham dor crônica na coluna pioraram durante o isolamento social e o trabalho em home office. Neste contexto, combinam a falta de atividade física, o uso excessivo do computador e as mudanças nas tarefas domésticas.

Entre os problemas elencados está a dor no nervo ciático. Segundo o médico ortopedista Rafael Barreto, o ciático é o nervo mais longo do corpo humano e responsável pelos movimentos dos músculos …

Leia mais