Edição 297Outubro 2019
Domingo, 17 De Novembro De 2019
Editorias

Publicado na Edição 297 Outubro 2019

Sem palavras

Luiz Carlos Ferraz

Um movimento que deve divertir, especialmente, filósofos, sociólogos e antropólogos – entre outros degraus do conhecimento que ainda não foram descobertos –, a Humanidade está se reinventando a cada instante, mas isto não significa que esteja sendo devidamente explicada para que tais descobertas sejam tornadas públicas e assimiladas honestamente pelo senso comum. Neste descompasso entre as inovações, não e nunca será de causar espanto que o novo venha a ser e esteja, como está, sendo confundido – e até distorcido com o que se convencionou denominar tradicional. A angústia há de ser gigante para quem, cientista ou não, percebe essa evolução e não consegue encontrar ou criar palavras para expressar o que está acontecendo ao seu redor, em sua comunidade, seu país, enfim, no planeta. Algumas vezes, ao destilar evidências para se fazer compreender o inventor será, talvez, obrigado a simplificar, lapidar, comprimir…, e ao fazê-lo, em meio à dor da incompreensão, da perseguição, do preconceito, enfim, da ignorância, naturalmente ele distorcerá o achado, que continuará perdido em alguma esquina do tempo.

Publicado na Edição 296 Setembro 2019

Quinto dos infernos

Nelson Tucci

Criada no século XVIII, a expressão “quinto dos infernos” teve origem na carga tributária de um quinto (ou 20%), estabelecida pela Coroa Portuguesa. Tamanho exagero criou um sentimento de indignação nacional e a Inconfidência Mineira personificou tal contrariedade. Daí para frente conhecemos bem a história. Hoje, passados 300 anos, a carga tributária beira os 40%; ou seja, o dobro do famigerado “quinto dos infernos”! Trata-se de um preço altíssimo para serviços prestados, invariavelmente, de baixa qualidade. Por isso a insatisfação permanece nos mais variados setores da …

Leia mais

Publicado na Edição 295 Agosto 2019

Reportagem infeliz

Luiz Carlos Ferraz

Abatida pelo crescente descrédito de leitores e anunciantes, em meio a intrincado plano de recuperação judicial e troca no controle societário do grupo que a edita – o que talvez explique o ódio que a contamina –, a revista Veja revelou todo o desespero desse seu inferno e de forma sensacionalista, bem ao estilo da mais chula “imprensa marrom”, desferiu ataques às cidades da Baixada Santista. Não se trata de manifestar exacerbado bairrismo, muito menos de pretender censurar o tradicional veículo de comunicação, mas tão …

Leia mais

Publicado na Edição 294 Julho 2019

Mais que boa vontade!

Nelson Tucci

Independentemente de você amar ou odiar a terra do Tio Sam, o fato é que a Embaixada em Washington não é um brinquedinho. Simpatias ou antipatias pelo atual inquilino da Casa Branca também não tiram o gigantismo do país. Maior economia do mundo, com PIB de US$ 22 trilhões, os Estados Unidos são um oceano de oportunidades e por esta mesma razão precisam ser vistos e tratados com muita habilidade diplomática. O jogo político é bruto e o econômico ainda mais. O Brasil, com pouco mais …

Leia mais

Publicado na Edição 293 Junho 2019

Inovar é preciso

Nelson Tucci

Vivemos tempos acelerados. A tecnologia dá passos gigantescos, minuto a minuto, e as relações humanas e estruturais precisam se adequar às novas demandas desse emaranhado de transformações que permeiam os nossos dias. Mais que palavra da moda, SUSTENTABILIDADE é um conceito que, parece, veio para ficar. Paralelamente, somos desafiados à prática da INOVAÇÃO. Vamos entender a necessidade evolutiva de inovar, não apenas em tecnologia, mas em processos organizacionais e nos humanos também. Gente precisa “inovar” sempre, sendo mais gentil e solidária; com isto ganhamos todos, evitando-se …

Leia mais

Publicado na Edição 292 Maio 2019

Consciência racista

Luiz Carlos Ferraz

Diante das ações desencadeadas de forma orquestrada pelo grupo que assumiu o poder, parece restar pouca dúvida sobre o esforço da máquina em reforçar, sem constrangimento, uma certa e odiável consciência racista no país. Tal artimanha, queremos crer, não prosperará, pois o planeta está atento aos descompassos da paródia governamental. Cumpre notar que não se trata (apenas!) de brancos x negros ou cousa que o valha, mas do racismo na acepção da palavra, que atinge mais diretamente os negros, mas que – sobejamente conhecido – …

Leia mais

Publicado na Edição 291 Abril 2019

A mãe, não!

Luiz Carlos Ferraz

Decididamente, não é preciso articular uma premissa maior apenas para conferir lógica às minhas breves reflexões, pois não há nada mais incontroverso do que o significado de mãe. Há quem diga que mãe é tudo. Concordo e arremato: tudo é tudo! Recorro ao conceito do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, de que o arquétipo há de ser um padrão comum a todos os seres humanos, para vislumbrar que no caso da mãe ele projeta um conjunto das mais belas imagens, cuja mais sublime, certamente, é …

Leia mais

Publicado na Edição 290 Março 2019

A hora de cada um

Luiz Carlos Ferraz

Em meio à patifaria que há décadas turbina a República do Brasil, a Operação Lava Jato segue contabilizando resultados positivos, ainda que a passos tímidos, colocando alguns poucos corruptos na cadeia, mesmo que apenas por horas ou dias, dando a sensação de que o império da impunidade está sendo solapado. Será? Evidente que não é bem assim, pois ao mesmo tempo em que se comemora a decisão de juízes insuspeitos – em contraponto à proliferação de habeas corpus concedidos por ministros suspeitos –, é possível …

Leia mais

Publicado na Edição 289 Fevereiro 2019

Touro ou cavalo?

Nelson Tucci

Número não é algo que se deva desprezar. De forma simplória, raciocinemos: se alguém lhe pergunta sobre o 11° mandamento, o 28° estado brasileiro, o segundo satélite natural da Terra ou pela 18ª regra do futebol, desconfie. E, conforme o caso, chame a polícia.

A matemática antiga, a de “meia idade” e a novíssima também ensinam que 27 x 3 é igual a 81 (touro no jogo do bicho). Assim, sempre que o Senado votar deverão existir no máximo (isto é, se ninguém faltar) 81 votos, …

Leia mais

Publicado na Edição 288 Janeiro 2019

Não há vinho!

Luiz Carlos Ferraz

À espera de milagres anunciados, o Brasil segue os primeiros dias de 2019 sem livrar-se do intrincado sistema de corrupção que o sustenta, não de hoje, mas por tantas décadas, talvez séculos de exploração. Natural que o mar de lama não se abriria num passe de mágica, ou, como prometido, por meio de um milagre. A constatação, no entanto, de que a farinha é toda do mesmo saco, e que será preciso cortar as vísceras para livrar o país da já conhecida sanha de salafrários, …

Leia mais

Publicado na Edição 287 Dezembro 2018

#ElaSim

Nelson Tucci

O jornal Perspectiva e a Virtual Comunicação e Sustentabilidade resolveram dar um presente a você leitor (a)! Afinal, o mês pede confraternização e mais generosidade. As empresas parceiras criaram o índice FRB e sugerem utilizá-lo todos os dias. Felicidade Regional Bruta é um parâmetro que medirá o nosso grau diário de felicidade. Em breve será publicada a tabela completa, mas vamos exemplificar. Você acordou e sentiu a brisa marítima: ganha 100 pontos. Você está mais longe da praia, mas sabe que mora em um dos melhores …

Leia mais

Publicado na Edição 286 Novembro 2018

Choque de confiança

Luiz Carlos Ferraz

Ainda que as urnas tenham revelado um profundo abismo entre as mentes e corações dos eleitores brasileiros, notadamente na escolha do novo presidente, é impossível desprezar o fato de que a eleição do sr. Jair Bolsonaro gera uma onda com reflexos positivos na economia. É certo, da mesma forma, que a “resistência” aglutinada nos partidos de esquerda já questiona: na economia de quem? Longe de se retomar a polêmica de campanha, o que se busca neste breve espaço é ressaltar a aceitação do projeto neoliberal, …

Leia mais

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

(Re) unir com diálogo

Luiz Carlos Ferraz

Numa Democracia, a voz das urnas é insofismável. Não tem o que discutir; embora admita gemer e espernear… Quem ganha, conquista absoluta autoridade para comemorar à exaustão e, durante o período do mandato, exercer plenamente o poder delegado pelo povo – procurando, é claro, honrar as promessas feitas e repetidas na campanha; enfim, governar para todos com ética e responsabilidade. Quem perde… Ora, quem perde telefona para o vitorioso e deseja sucesso, agradece ao eleitor os votos que recebeu, mas que não foram suficientes. Se …

Leia mais

Publicado na Edição 284 Setembro 2018

Bonde da história

Nelson Tucci

O Jornal Perspectiva tem 34 anos de vida e acompanhou todas as eleições presidenciais pós-ditadura militar, o que lhe autoriza a avaliar, no atual quadro de candidatos, a inexistência de um que seja eficiente para enfrentar todos os problemas do Brasil, ou tão confiável a ponto de não promover alianças (?) com os diversos partidos existentes, ou, ainda, que tenha o condão de resolver o déficit fiscal, a corrupção, a falta de segurança, de educação, de saúde, enfim, seja capaz de amenizar a miséria do povo. …

Leia mais

Publicado na Edição 283 Agosto 2018

Epidemia ética II

Luiz Carlos Ferraz

A nação brasileira necessita de uma vacina para salvar a ética. Desde Aristóteles, ela é estudada no planeta e se faz alerta para a sua falta; mas até hoje não se inventou a fórmula ou se descobriu o gene – quem sabe o desvio seja genético? – que faz com que este ou aquele cidadão tenha ou não ética. No Brasil, por algum motivo que não me atrevo a especificar, reconhecendo a dificuldade de uma comprovação cientifica, prolifera uma elite claramente sem ética. Não que …

Leia mais

Publicado na Edição 282 Julho 2018

Haja cartomante…

Nelson Tucci

“A cigana leu o meu destino… / Eu sonhei!… / Bola de cristal… / Jogo de búzios, cartomante… / E eu sempre perguntei… / O que será o amanhã?… / Como vai ser o meu destino?”

A música “O Amanhã”, celebrizada por Simone, é uma inspiração nesses dias. Senão vejamos: em março deste ano, especialistas ouvidos pelo Banco Central apostavam em um PIB 3% maior neste ano. Depois de uma cruel recessão vinda de três anos anteriores, finalmente chegava o momento de crescer – ainda que …

Leia mais

Publicado na Edição 281 Junho 2018

Mais uma Copa!

Nelson Tucci

O Brasil é um país tão organizado que primeiro vai torcer para a seleção e só depois fará convenções partidárias para, oficialmente, iniciar a campanha eleitoral para presidente da República e renovação (?) do Congresso. O pleito é algo menos importante que a artilharia do Brasil na Copa da Rússia e, por isso, pode esperar. Nem parece, mas já se passaram quatro anos de uma época em que pessoas recordavam a letra daquela música do Chico: “Dormia / A nossa pátria mãe tão distraída / Sem …

Leia mais

Publicado na Edição 280 Maio 2018

Perdeu!

Luiz Carlos Ferraz

Embora soe apressada a análise neste momento sobre a crise gerada pela estupenda mobilização nacional realizada pelos caminhoneiros, a única certeza que se tem é que o atual governo está irremediavelmente desmoralizado – não bastasse o fato de que muitos de seus representantes, especialmente o presidente Michel Temer, estão sendo investigados em escândalos de corrupção. Com todo respeito aos colegas da Imprensa, mas é evidente que o leitor, o ouvinte e o telespectador comum – e neste universo se incluem os manifestantes de forma geral …

Leia mais

Publicado na Edição 279 Abril 2018

Um novo Noé

Luiz Carlos Ferraz

É de estarrecer o alerta divulgado há alguns dias sobre a morte de animais atropelados nas estradas brasileiras. São 475 milhões de espécimes por ano, o que significa uma morte a cada 15 segundos, segundo levantamento do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE). Aqui não é o caso de se aprofundar na causa apontada pelos especialistas, que sustentam a combinação da expansão das cidades, desordenadamente inchadas pelo ser humano, com a diminuição dos habitats naturais dos animais, criminosamente destruídos pelo mesmo agente. …

Leia mais

Publicado na Edição 278 Março 2018

Mar de rosas?!?

Nelson Tucci

O próximo governo, a ser eleito em outubro, herdará um país em ordem. Poucas vezes na história estivemos tão bem. Apesar da “marolinha” dos últimos três anos, que penalizou as economias no mundo por igual, o Brasil já conseguiu dar a volta por cima. Tanto que o aumento de 14,4% da dívida interna, em 2017, elevando o patamar a modestos R$ 3,4 trilhões não preocupa o governo atual. Isto será recuperado com o vigor do crescimento do PIB, que economistas do Banco Mundial já estimam poderá …

Leia mais