Edição 292Maio 2019
Quinta, 27 De Junho De 2019
Editorias

Publicado na Edição 292 Maio 2019

Fotos Sandra Netto

Pelo desenvolvimento da região

Beschizza: “Incentivando o mercado imobiliário, o serviço e o comércio irão prosperar, pois isso acontece onde se tem habitação”

Pelo desenvolvimento da região

Sandra Netto

Fundada em 16 de julho de 1981, a Assecob, Associação dos Empresários da Construção Civil da Baixada Santista, completa 38 anos de atividades, tendo o engenheiro civil Ricardo Beschizza (foto) como presidente do Conselho Administrativo. A cerimônia de posse aconteceu em abril passado – oportunidade em que Beschizza apresentou os novos diretores regionais de duas entidades parceiras: Lucas Muniz Elias Teixeira, que assumiu a função no SindusCon-SP, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo; e Ricardo Gobatti, no Secovi-SP, o Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo.

Filiado à Assecob desde 2000, na gestão do engenheiro Manuel Tavares da Silva Filho, Ricardo Beschizza atua como empresário desde 2003, quando fundou a Besmon Empreendimentos Imobiliários em sociedade com Renato Monteiro. Nesta entrevista ele aborda as perspectivas de sua gestão, enfatizando que permanecerá fiel aos objetivos da Assecob, cujo foco é participar do desenvolvimento das cidades da Baixada Santista.

Qual a importância da Assecob para o mercado imobiliário e da construção civil da Baixada Santista? A Assecob foi criada num momento de modificação da lei de uso e ocupação do solo de Santos e de outras cidades da região. Mudanças com forte impacto no mercado imobiliário. Desde aquela época, passou a prevalecer o entendimento de organizarmos nossa participação nos Conselhos das administrações públicas, visando debates temas como código de edificação, plano diretor, proteção ambiental, zoneamento ecológico e econômico, enfim, tudo o que se relaciona ao desenvolvimento da cidade. Afinal, com desenvolvimento tem mercado imobiliário, se não tiver desenvolvimento, não tem mercado imobiliário.

Quais as prioridades de sua gestão? Temos o importante papel de passar a linguagem do mercado para as Prefeituras, para que essas necessidades se traduzam em legislação, visando com que o ordenamento jurídico potencialize desenvolvimento imobiliário, gerando desenvolvimento econômico-social.

Como o sr. avalia o mercado? Estamos vivendo um momento interessante, com a taxa Selic a 6,5%, o que faz baixar os juros para o financiamento habitacional. O mercado possui leis que garantem segurança para o empreendedor e o comprador, como alienação fiduciária, patrimônio de afetação, lei dos distratos, e recentemente a legislação da multipropriedade imobiliária. São normas que movimentam o mercado e que, bem utilizadas, geram desenvolvimento.

Qual a expectativa? Hoje a dinâmica do comprador é muito rápida, os anseios do cliente estão numa velocidade eletrônica. Por outro lado, nosso setor ainda funciona a médio prazo, exigindo tempo para o empresário comprar terreno, aprovar projeto, construir, o que pode levar de quatro a cinco anos. O segmento jovem, por exemplo, não enxerga o imóvel como patrimônio, mas como uma passagem da vida dele, numa escala veloz, que muda constantemente, admitindo, entre outros conceitos, o uso compartilhado.

Como é possível alavancar novos negócios em Santos? Entendo que é preciso produzir habitação para baixa renda no Centro da cidade. Incentivando o mercado imobiliário, o serviço e o comércio irão prosperar, pois é exatamente isso que acontece onde se tem habitação. Para isso, contudo, é preciso uma legislação que possa rever alguns níveis de proteção, pois hoje, além do Centro, há áreas de Santos que embora já possuam uma boa infraestrutura urbana (água, esgoto, energia, equipamentos públicos etc.), não conseguem alavancar o desenvolvimento imobiliário.

Percebe-se uma certa estabilidade no mercado em Praia Grande. Como o sr. avalia? Vejo Praia Grande como a cidade com maior potencial de expansão na Baixada Santista, que entende a responsabilidade de facilitar o esforço de quem está produzindo e ao mesmo tempo atender o anseio de quem quer comprar uma unidade imobiliária. Há um entendimento muito próximo da Prefeitura no sentido de que a legislação tem que estar de acordo com o mercado. Afinal, em última análise, é o mercado que vai determinar o que pode fazer e o que não pode, pois o empresariado quer construir para vender e vai transformar esses negócios em impostos para o município.

Há tendências que se destacam no mercado? Na verdade, o mercado imobiliário se demonstra cada vez mais segmentado. Hoje há uma vertente para os empreendimentos com compartilhamento de espaços (co-living, co-working) em algumas capitais do país. É necessário desenvolvermos produtos para as futuras gerações e para a Terceira Idade. Precisamos estar atentos para esta nova dinâmica do mercado, pois as mudanças estão acontecendo muito rápido.

Qual a expectativa em relação ao governo federal? Estivemos recentemente no 91º ENIC, Encontro Nacional da Indústria da Construção, promovido pela CBIC, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção, a qual somos associados. Estavam presentes, entre outros, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que anunciou privatização de aeroportos e estradas e parcerias para a construção de ferrovias; o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que explanou sobre a simplificação dos procedimentos no licenciamento ambiental para a indústria da construção; e o ministro da Economia, Paulo Guedes, que colocou a importância fundamental da reforma da Previdência, que será a mãe de todas as reformas, para o destravamento da economia nacional. Também participou o presidente da Câmara, deputado federal Rodrigo Maia, que exaltou a confiança e a liderança no ministro Paulo Guedes no processo de aprovação da Reforma da Previdência, e que, juntamente com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, irão conduzir nas respectivas casas a aprovação da matéria nos próximo meses, para que o país tenha credibilidade e previsibilidade, as quais gerarão a confiança necessária para que os investimentos, internos e externos, possam promover o desenvolvimento da nossa nação. Estamos confiantes que com essas medidas, e outras que virão, os resultados econômicos positivos irão acontecer.

Corpo diretivo

Esta é a nova composição do corpo diretivo da Assecob. Conselho Administrativo: presidente, Ricardo Beschizza; vice-presidente secretário, Mateus Muniz Elias Teixeira; vice-presidentes, Antonio Manoel Lopes de Carvalho, Carlos Eduardo Azevedo Passos e Roberto Luiz Barroso Filho. Conselho fiscal: titulares, João Batista de Azevedo, Alcides Gonçalves Laureano e Alfredo Piedade Martins; suplente, João Carlos Ferreira Simões. Conselho deliberativo: presidente, Luiz Antonio Paiva dos Reis; vice-presidente, Gustavo Zagatto Fernandes.

Publicado na Edição 292 Maio 2019

Divulgação

Pronto para morar

Annecy, no Bairro Mercês: um dos principais da capital paranaense

Pronto para morar

A construtora Ennio Fornea está entregando o residencial Annecy, na Alameda Princesa Izabel, 291, Bairro Mercês, um dos mais tradicionais de Curitiba. O empreendimento foi construído em terreno de 3.300 m² e possui 92 unidades, com seis tipos diferentes, a partir de 77,09 m² até 116,95 m² de área exclusiva.

Os apartamentos contam com três quartos, mas as plantas podem ser adaptadas conforme o gosto do comprador. Além dos modelos tradicionais, o Annecy contempla apartamentos garden e cobertura. Todas as unidades possuem sacada com churrasqueira e uma vaga …

Leia mais

Publicado na Edição 290 Março 2019

Fotos Luiz Carlos Ferraz

Confiança no mercado

Unique Offices Avenue: empreendimento corporativo adota soluções sustentáveis

Confiança no mercado

Sandra Netto

A Macuco Incorporadora e Construtora Ltda. realiza em Santos o edifício Unique Offices Avenue. Com arquitetônica sofisticada, o corporativo reúne praticidade e eficiência, que combinam com a localização estratégica, na Avenida Ana Costa, 230, uma das mais importantes vias de acesso da cidade. O Unique Offices Avenue possui 25 pavimentos, com opção de conjuntos de 45 a 650 metros quadrados, projetados com especificações essenciais que permitem fácil ajuste às necessidades do cliente. As 250 vagas de estacionamento estão distribuídas no subsolo, térreo e em quatro pavimentos.…

Leia mais

Publicado na Edição 289 Fevereiro 2019

Divulgação

Pets dentro do condomínio

Seed, na Vila Olímpia: terraço Pocket Forest e área comum Petfriendly

Pets dentro do condomínio

Apostando no mercado pet – o Brasil possui mais de R$ 32 milhões de pets, em sua maioria cães e gatos, num mercado que movimenta R$ 25 bilhões por ano e continua em crescimento –, a Gamaro Incorporadora entrega em março o edifício Seed. O residencial ocupa terreno de 2.805,09 metros quadrados na Vila Olímpia, na capital paulista, e contempla terraço Pocket Forest e área comum Petfriendly, ou seja, os animais terão espaço especial para passear e brincar.

“Quando as pessoas adotam seus pets, eles adequam suas vidas …

Leia mais

Publicado na Edição 289 Fevereiro 2019

Divulgação

Punta Del Este ganhará museu

Espaço será refúgio e diálogo entre artistas contemporâneos consagrados e emergentes

Punta Del Este ganhará museu

Em privilegiado cenário, a Fundação Pablo Atchugarry – dirigida pelo artista plástico uruguaio de mesmo nome – homenageará a arte latino-americana, inaugurando um museu temático com exposições itinerantes de grandes mestres contemporâneos e talentos emergentes do continente. “Será um refúgio e um diálogo entre artistas contemporâneos consagrados e emergentes”, disse Atchugarry, ao anunciar o projeto que será realizado em Punta del Este em 2020/21.

No dia 1º de abril começa a construção do museu nos terrenos da fundação, em Manantiales, Maldonado. O novo prédio, projetado pelo arquiteto uruguaio …

Leia mais

Publicado na Edição 289 Fevereiro 2019

Construtoras retomam lançamentos

Os empresários da indústria imobiliária de Goiás estão confiantes na projeção otimista para o setor e compartilham a avaliação de especialistas na retomada do mercado em 2019. Eles estão baseados na perspectiva de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), manutenção da baixa taxa de juros, controle da inflação, maior confiança no novo governo e a entrada em vigor de algumas novidades já no começo do ano – como o aumento para R$ 1,5 milhão no financiamento imobiliário pelo FGTS e a recente regulamentação das normas sobre distratos para …

Leia mais

Publicado na Edição 288 Janeiro 2019

Divulgação

Energia solar é alternativa sustentável

San Blas Residence: até 95% de economia em energia elétrica com a instalação de 24 placas fotovoltaicas

Energia solar é alternativa sustentável

Fonte de energia renovável em crescimento, a energia solar fotovoltaica está cada vez mais barata. O valor caiu até 80% nos últimos 10 anos, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Em Santa Catarina, as construtoras estão antenadas para a mudança, principalmente pela garantia de economia, que pode chegar a 95% na fatura do condomínio.

No San Blas Residence, da Lumis Construtora e Urbanismo no Bairro João Paulo, em Florianópolis, os moradores contam com um sistema de energia solar, projetado e instalado pela Quantum …

Leia mais

Publicado na Edição 288 Janeiro 2019

Divulgação

Retorno de até 12% ao ano

Nova modalidade de P2P Lending

Retorno de até 12% ao ano

A construtora Vitacon, de São Paulo, lançou a possibilidade de qualquer investidor aplicar R$ 1 mil em Certificado de Depósito Bancário (CDB) – um título de renda fixa emitido pelo Banco Topázio. Com prazo de resgate de 24 meses, o CDB possibilita rendimento anual de até 12,8%. Ele é feito em plataforma na internet, elaborada em parceria com a CapRate. Não há taxa de administração, nem burocracia.

Esta nova modalidade de P2P Lending é similar à realizada em 2015, quando a Vitacon lançou um crowdfunding imobiliário e criou …

Leia mais

Publicado na Edição 288 Janeiro 2019

Construtora investe em reuso de água

O reuso de águas cinzas, aquelas provenientes de chuveiros, torneiras de banheiros e máquinas de lavar, é uma alternativa da Construtora Trisul em seu empreendimento Place Madalena, na capital paulista. De acordo com o superintendente de Marketing, Lucas Araujo, a iniciativa leva a uma economia de 6.650.000 litros/ano de água. Para o bolso, algo em torno de R$ 135.600/ano. Segundo Robson Artélite dos Santos, gerente de obras da Trisul, o empreendimento trabalha com soluções e elementos sustentáveis desde a sua concepção. A principal estratégia de sustentabilidade do Place …

Leia mais

Publicado na Edição 288 Janeiro 2019

Divulgação

Gestão automatizada da obra

Entre outros benefícios, ações preventivas e corretivas

Gestão automatizada da obra

Para suportar a expectativa de crescimento no mercado imobiliário e ter a oportunidade de estruturar toda a operação da melhor maneira possível é fundamental que as empresas do setor invistam em tecnologia. Software desenvolvido para o segmento, o Mobuss Construção é capaz de manter todos os registros de obras necessários organizados e controlados, colaborando para uma gestão profissional, eficiente e automatizada.

O uso de tecnologias aplicadas à gestão da área de construção facilita o trabalho no canteiro através dos registros de obras, organizando documentos, a rotina, o consumo …

Leia mais

Publicado na Edição 287 Dezembro 2018

Divulgação

Empreendimento sustentável atrai brasileiros

Belas Clube de Campo – Lisbon Green Valley: foco ambiental em Lisboa

Empreendimento sustentável atrai brasileiros

Condomínio preferido dos brasileiros em Portugal, o Belas Clube de Campo – Lisbon Green Valley recebeu pelo segundo ano consecutivo o Prêmio Construção Sustentável e Eficiência Energética, entregue no Salão Imobiliário de Portugal 2018 (SIL). Em 2017, o condomínio recebeu a distinção pelas townhouses do empreendimento. Desta vez, a premiação envolveu o edifício de 16 apartamentos, com tipologias T1 a T3, de autoria do arquiteto Eduardo Capinha Lopes, pelas suas características inovadoras e sofisticadas.

O reconhecimento foi decisão unânime da Fundação AIP e do Conselho Estratégico do SIL …

Leia mais

Publicado na Edição 287 Dezembro 2018

Divulgação

Soluções inovadoras

Trimble Earthworks: nova geração de sistemas de controle de nivelamento

Soluções inovadoras

A Trimble, fabricante mundial de tecnologias avançadas para a produtividade, trouxe soluções tecnológicas de última geração para a M&T Expo, Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, realizada em novembro, no São Paulo Expo, na capital paulista.

As apresentações práticas sobre a aplicação da tecnologia na construção aconteceram na Arena Smart Construction. Conforme Fátima Gonçalves, diretora de Novos Negócios da Trimble, o objetivo da empresa foi apresentar soluções inovadoras para o segmento de construção de infraestrutura, edificações e mineração, combinando a altíssima precisão de ferramentas, como o …

Leia mais

Publicado na Edição 287 Dezembro 2018

Divulgação

Para reduzir o impacto do horário de Verão

Medida reduz insegurança de quem tem que sair cedo de casa

Para reduzir o impacto do horário de Verão

Até 17 de fevereiro moradores de 10 estados brasileiros mais o Distrito Federal, querendo ou não, precisarão conviver com o polêmico horário de Verão. A medida atende à exigência do governo para economizar energia elétrica. A intenção é aproveitar a luminosidade extra, peculiar da estação. A estimativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é de que nos mais de 120 dias de vigor do horário especial haja uma economia de 0,5% no consumo de eletricidade no País.

O que é difícil de evitar é o …

Leia mais

Publicado na Edição 286 Novembro 2018

Divulgação

Economia e produtividade

Solução auxilia softwares na modelagem de edificações

Economia e produtividade

Criados inicialmente para auxiliar exércitos em missões de espionagem, os drones vêm ganhando novas utilizações em diversos setores da sociedade. Na construção civil, as pequenas aeronaves não tripuladas já são consideradas soluções viáveis para reduzir o tempo de obras e auxiliar os softwares na modelagem de edificações.

“Equipados com sensores, os drones podem ser usados para capturar uma enorme gama de dados, tornando mais eficientes vários processos da construção”, explica o engenheiro Roberto de Souza, idealizador da Rede Construção Digital, iniciativa que reúne 32 empresas do setor, entre …

Leia mais

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

Divulgação

Empresários em busca de inovação

Visita ao Vale do Silício revela novas tecnologias de startups

Empresários em busca de inovação

Com o objetivo de acompanhar e entender o avanço das construtechs, startups que desenvolvem tecnologias para o mercado da construção civil, 13 organizações do setor foram ao Vale do Silício, nos Estados Unidos. Os representantes de cada organização puderam conhecer 10 startups do reconhecido polo de inovação mundial, que integram um mapeamento de 255 empresas voltadas ao setor da construção, desenvolvido pelo Centro de Tecnologia de Edificações (CTE), em parceria com a StartSe.

Com a viagem foi possível identificar três grupos de tecnologias que devem impactar a construção …

Leia mais

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

Atenção, startups da construção!

A Vedacit está com as inscrições abertas para seu primeiro ciclo de aceleração dentro do Vedacit Labs. As construtechs interessadas podem se inscrever até 11 de novembro no site www.vedacitlabs.liga.ventures

Serão selecionadas cinco startups. Cada uma receberá investimento (seed money) de R$ 100 mil, além de seis meses de residência no WeWork em São Paulo, quatro meses de aceleração em parceria com a Liga Ventures e o incentivo para geração de negócios no segmento de construção civil.

A iniciativa é voltada a projetos focados em Digital – entre …

Leia mais

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

Divulgação

Janelas inteligentes

Solução IoT para automação de persiana integrada

Janelas inteligentes

A Udinese, que fabrica componentes e acessórios para esquadrias, lança o Udiconnect, solução gratuita para automação de persiana integrada que promete revolucionar o mercado da construção. Aderente ao conceito de Internet das Coisas (IoT), funciona por wifi e pode ser controlada por aplicativo baixado em qualquer modelo de smartphone.

A tecnologia permite múltiplos acessos quando liberados previamente via registro. “Estamos bem otimistas com o lançamento do Uniconnect, pois além de garantir comodidade para ambientes residenciais ao permitir a programação da abertura e fechamento de persianas à distância, oferece …

Leia mais

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

Divulgação

Parceria na construção de alto padrão na capital

MPD e SDI: juntas no River One, no Butantã, ao lado da Marginal

Parceria na construção de alto padrão na capital

Com entrega prevista para 2022, a MPD Engenharia fechou parceria com a incorporadora SDI Desenvolvimento Imobiliário para construção do River One, no Butantã, ao lado da Marginal Pinheiros, na capital paulista. O empreendimento é de uso misto, com 36 pavimentos, sendo 15 residenciais, 14 corporativos, um pavimento térreo para lojas, um espaço para instalação de um teatro e mais um pavimento residencial para utilização de atividades de lazer, como academia, entre outras. Terá também três andares para estacionamento de veículos.

“Estamos muito felizes com a conquista deste importante …

Leia mais

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

Vendas e lançamentos crescem na Baixada Santista

Estudo do Secovi-SP demonstra que o mercado imobiliário da Baixada Santista está em ritmo de recuperação. Entre julho de 2017 e junho de 2018, foram lançados 3.739 imóveis na região, desempenho 32,8% superior ao verificado nos 12 meses acumulados no período anterior, de julho de 2016 a junho de 2017. Em termos de vendas, foram comercializados 2.941 imóveis no mesmo período, número 66,1% maior que o registrado no período avaliado, quando as vendas totalizaram 1.771 unidades. Nos 12 meses acumulados até junho deste ano, o VGV (Valor Global …

Leia mais

Publicado na Edição 283 Agosto 2018

O controle da pressão na hidráulica predial

Na medida em que os edifícios crescem em altura, aumenta também a preocupação em manter a pressão, vazão e velocidade da água, controlar os níveis de ruído, segurança etc., dentro dos parâmetros estabelecidos nas normas brasileiras em todos os pontos das instalações hidráulicas. Para resolver estas questões satisfatoriamente, Daniel Rezende, diretor comercial da Hidrotech, afirma que é preciso adotar soluções específicas. Em alguns casos o problema é a falta de espaço suficiente para instalar todos os equipamentos de controle necessários, enquanto em outros as normas em vigor ainda …

Leia mais