Edição 291Abril 2019
Segunda, 20 De Maio De 2019
Editorias

Publicado na Edição 287 Dezembro 2018

Divulgação

Ferrovia Transiberiana!

Quatro rotas são operadas pela Imperial Russia Train

Ferrovia Transiberiana!

As paisagens cênicas, a cultura e as lendas da mítica ferrovia Transiberiana podem ser aproveitadas em quatro viagens oferecidas pela Trains & Tours Lufthansa City Center, agência brasileira da TT Operadora, e operadas pela Imperial Russia Train (IRT). Trata-se do verdadeiro transiberiano imperial das ferrovias russas e é uma oportunidade única de vivenciar o que a Rússia tem de melhor: a grandiosidade histórica, a mescla de culturas e riquezas e o esplendor arquitetônico.

O roteiro original parte de Moscou e segue até Vladivostok (pode-se fazer no sentido inverso também) e têm duração de 14 dias. São nove paradas no total, que incluem Moscou, onde o passageiro terá oportunidade de conhecer a Praça Vermelha, a Catedral de São Basílio, o famoso Kremlin e até as estações de metrô, que parecem palácios subterrâneos; Kazan, capital da República do Tartaristão e grande polo cultural da Rússia; Ecaterimburgo, localizada na parte oriental dos Montes Urais, já na fronteira com a Ásia; Novosibirsk, maior cidade da Sibéria, onde há um museu dedicado à ferrovia Transiberiana; Irkutsk, repleta de monumentos históricos e considerada a capital oriental da Sibéria; e Khabarovsk, para conhecer importantes museus e fazer um passeio de barco pelo rio Amur, que forma uma fronteira natural entre Rússia e China.

O ponto alto é a visita ao Lago Baikal, Patrimônio Mundial pela Unesco, que tem 636 quilômetros de comprimento e 80 quilômetros de largura, e é o maior em volume de água doce do mundo, bem como o mais profundo. Lá os turistas farão um passeio de barco, visitarão o singular museu dedicado à fauna e à flora locais – há mais de 1.000 espécies de plantas e mais de 1.500 de animais – e depois poderão fazer compras em um mercado local.

Para quem deseja ampliar a riqueza cultural da viagem, outra opção é percorrer o trajeto de Moscou a Pequim (ou no sentido inverso). O destaque desta rota é que depois da parada em Ulan-Ude, última cidade russa desta rota, o trem desviará da ferrovia Transiberiana e seguirá pela ferrovia Transmongoliana com sentido a Ulan Bator, capital da Mongólia. Lá, os principais pontos turísticos são o mosteiro budista Gandantegchinlen, o maior e mais importante do país; o Memorial Zaisan, em homenagem aos soldados soviéticos mortos na Segunda Guerra Mundial; e a Praça Sükhbaatar, que abriga estátuas de Damdin Sükhbaatar, líder político da Revolução da Mongólia de 1921, e do conquistador Gengis Khan. Por fim, o trem segue viagem e finaliza sua jornada em Pequim.

A Transiberiana é a mais lendária e a maior ferrovia do mundo. Possui 9.289 quilômetros de extensão e quatro rotas distintas, sendo que a principal começa em Moscou e termina em Vladivostok, além de passar por oito fusos horários. Mais em (11) 4878.1085.

Trem oferece ambiente mágico: a Transiberiana é a mais lendária e a maior ferrovia do mundo