Edição 308Setembro 2020
Domingo, 25 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado em 28/03/2020 - 8:50 am em | 0 comentários

Marcelo Martins/Secom-PMS

Santos se estrutura para o pico da pandemia do novo coronavírus

UPA da Zona Leste: hospital de campanha com 46 novos leitos

Santos se estrutura para o pico da pandemia do novo coronavírus

Mais de 500 novos leitos públicos de clínica médica e UTI serão abertos em abril pela Prefeitura de Santos nos chamados hospitais de campanha, estruturas temporárias voltadas ao atendimento em situações de emergência na área da saúde – no caso atual, para o atendimento a casos de Covid-19.

A medida leva em conta a previsão de especialistas de que o pico da epidemia do novo coronavírus no Brasil ocorrerá a partir da segunda quinzena de abril.

Neste momento, o segundo e o terceiro andares da UPA Central estão em reforma para abrigar 61 novos leitos (56 de clínica médica e 5 UTIs).

O Hospital Arthur Domingues Pinto, no Complexo Hospitalar da Zona Noroeste, em fase final de reforma, se prepara para oferecer 32 leitos (19 de clínica médica e 13 UTIs). Outros 25, todos de clínica médica, serão abertos na sede Afip Medicina Diagnóstica, com a adaptação de consultórios para leitos de isolamento. A UPA da Zona Leste, com abertura prevista para abril, já iniciará os atendimentos como hospital de campanha, com 46 leitos (41 de clínica médica e 5 UTIs).

Os hospitais filantrópicos Santa Casa de Santos e Beneficência Portuguesa já ampliaram a quantidade de leitos de UTI e clínica médica ao Sistema Único de Saúde (SUS) – são 70 leitos a mais na Santa Casa (30 de clínica médica e 40 UTIs) e 33 na Beneficência (24 de clínica médica e 9 UTIs).

O Complexo Hospitalar dos Estivadores já iniciou os atendimentos aos casos de Covid-19, após ampliação da capacidade de atendimento com mais 20 leitos de UTI e 30 de clínica médica.

A esses leitos se juntam os já disponíveis no Hospital de Pequeno Porte (nove de clínica médica e cinco UTIs) e no Hospital Guilherme Álvaro, gerido pelo Estado, com 20 leitos de UTI e 20 de enfermaria para o enfrentamento à Covid-19.

Outras parcerias estão em andamento com instituições privadas para a abertura de mais leitos SUS até abril, de forma a ampliar para mais de 500 a quantidade de leitos públicos e atender toda a população que venha a necessitar de internação por causa da pandemia.

“Estamos buscando estruturas já existentes para a ampliação dos leitos. A maior parte deles servirá para estabilizar os pacientes infectados que necessitem de isolamento, mas não necessariamente de UTI”, explica Fábio Ferraz, secretário municipal de Saúde.

Nesta semana, o governo do estado de São Paulo anunciou que enviará verbas aos municípios para auxílio no enfrentamento ao novo coronavírus. Santos receberá R$ 4,3 milhões, que complementarão o investimento já realizado pelo município na aquisição de equipamentos médicos para os leitos e de proteção individual aos profissionais de saúde (máscaras, luvas, aventais, gorros, óculos de proteção). De acordo com o secretário de Saúde, a verba deve chegar no início do próximo mês.

Responder