Edição 275Dezembro 2017
Domingo, 17 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 261 Outubro 2016

Divulgação

Strada continua funcional. E bonita!

Apesar da pinta de carro de passeio, a Strada é um utilitário

Strada continua funcional. E bonita!

Nelson Tucci

O utilitário foi criado em 1998, mas é a partir de 2000 que o Fiat Strada começou a vender feito pãozinho quente. E não parou mais. Fomos ver o que é que a Strada tem…

Picape com perfil agressivo, a Strada é um prato cheio para quem gosta de autos esportivos. Com rodas de liga leve, aro 16, possui uma ótima câmara de ré e providencial sensor de estacionamento (que fica enlouquecido, com sinais sonoros sequenciais, com um obstáculo a menos de 30 cm). A barra de apoio da caçamba é interessante e funcional.

Aquela terceira porta, muito já se disse, é um belo diferencial. Mas apesar da pinta de carro de passeio, a Strada é um utilitário. E, como tal, tem lá suas diferenças. Exemplo a ser considerado é o banco traseiro, extremamente útil para bagagens de mão e crianças. Já para adultos a coisa fica bem apertada.

Internamente tem instrumentos funcionais de painel e multimídia, hoje em dia quase obrigatórios. Há um visualizador de equilíbrio da carroceria. Os espelhos laterais são ótimos e o ar condicionado cumpre bem o papel.

O câmbio manual de 5 marchas lembra muito o do Palio, assim como o motor 1.8 remete à perua Weekend. O torque só é bom em alta, porque na baixa demora demais pra encher o motor. A direção é leve, mas esterça pouco em manobras. Os pneus largos são para uso misto e não comprometem a dirigibilidade no asfalto; ao contrário, o carro é fácil e seguro de dirigir.

Rodando sempre com o mesmo motorista, em nossa avaliação, a Strada Adventure Extreme rendeu 7,2 km/litro na cidade e 9,7 km/litro na estrada, com etanol. Já a gasolina – em um tom sempre maneirinho de dirigir – chegou a fazer 16 km/litro na estrada.

Leia Veículos & Negócios atualizada semanalmente em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br