Edição 280Maio 2018
Quarta, 20 De Junho De 2018
Editorias

Publicado na Edição 253 Fevereiro 2016

Divulgação

Projeto busca certificação Aqua-HQE

Cobertura em forma de “U” faz a mediação ambiental do conjunto

Projeto busca certificação Aqua-HQE

O escritório Mindlin Loeb+Dotto Arquitetura, de São Paulo, elaborou o projeto do 3º Batalhão da Polícia Ambiental, em Guarujá. O empreendimento deverá ter a obra licitada ainda este ano e contempla exigências que visam a certificação pelo processo Aqua, que promove práticas sustentáveis na construção e é desenvolvido a partir da certificação francesa Démarche HQE (Haute Qualité Environmentale), aplicado no Brasil pela Fundação Vanzolini.

O projeto para o novo batalhão buscou se integrar à paisagem fazendo uso de uma cobertura com dimensão longitudinal em forma de um grande “U” invertido. A cobertura faz a mediação ambiental do conjunto, protegendo os volumes que sob ela se abrigam da radiação direta, da chuva e parcialmente da ação dos ventos e maresia.

Sob a cobertura estarão abrigados vários edifícios independentes e articulados, definidos de acordo com suas particularidades de utilização. A opção permite flexibilidade ao conjunto construído sob a cobertura e futuras ampliações, além de viabilizar a setorização dos espaços, com maior possibilidade de controle ambiental setorial e menor consumo de energia.

O escritório Mindlin Loeb+Dotto Arquitetura baseia a prática da arquitetura nos princípios ambientais e de identidade cultural, e desenvolve um trabalho de constante experimentação para permitir que novas soluções contribuam para uma convivência mais equilibrada e igualitária no planeta, qualquer que seja a escala do projeto.

Estabelecido em 2002 por seu fundador o arquiteto Rodrigo Mindlin Loeb, criou uma plataforma de colaborações que se iniciou com o desenvolvimento do projeto para a nova Embaixada do Irã em Brasília, projeto conceitual do arquiteto Bahram Shirdel. Associado desde 2011, o arquiteto Caio Atílio Dotto integra esta plataforma.

Em 2013 concluiu sua obra de maior relevância, a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, desenvolvida em parceria com o arquiteto Eduardo de Almeida. Nesta obra foi responsável pelo gerenciamento técnico dos projetos e da construção, além de desenhar os interiores e peças especiais de mobiliário.

Pela Biblioteca Brasiliana recebeu com Eduardo de Almeida o Prêmio de Melhor Obra de 2013 da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). A obra foi uma das representantes da Arquitetura Brasileira dos últimos 100 anos no Pavilhão do Brasil da Bienalle de Veneza 2014.

Responder