Edição 327Abril 2022
Terça, 17 De Maio De 2022
Editorias

Publicado na Edição 322 Novembro 2021

Fotos Divulgação

Volta às origens

Linha Olaria: busca por um lar que abrace

Volta às origens

Detalhe do décor que é considerado essencial para criar a atmosfera correta refere-se ao revestimento. Neste sentido, as linhas que evocam a estética artesanal se tornaram a pedida perfeita para projetos que se aproximam de refúgios, trazendo uma volta às origens, ao essencial, afirma Christie Schulka, marketing manager da Roca Cerámica.

Para ela, as linhas handmade são capazes de criar uma decoração afetiva, que traz calma e tranquilidade. Charmosos e únicos, esses revestimentos são ótimas escolhas para ambientes acolhedores, capazes de recarregar as energias: “Em nosso portfólio incorporamos linhas que exploram todo um lado artístico, homenageando técnicas tradicionais”.

É o caso da linha Olaria, que reproduz o aspecto artesanal da técnica italiana em que as cerâmicas eram decoradas e queimadas manualmente, trazendo cores marcantes e estampas clássicas da época, traços de desgaste natural e nuances destonalizadas.

Técnicas têxteis também foram revisitadas – como o romântico tye-die, visto na linha Brush, ou o tão conhecido patchwork, que marca a linha Quilt. Nela, o revestimento evoca tecidos envelhecidos pelo tempo, compondo paginações mais sóbrias, mas extremamente acalentadoras.

Mais do que as técnicas, os revestimentos handmade encantam pela sutileza. “São peças que imprimem até mesmo as imperfeições dos trabalhos artesanais, trazendo mais humanidade para as paredes”, opina Christie. Isso é visto também na linha Porto. Ao prestar uma homenagem a azulejaria portuguesa, a linha conta com peças de pequenos formatos, com grafismos levemente desgastados.

Linha Quilt: revisitando técnicas têxteis

Responder