Edição 308Setembro 2020
Segunda, 19 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 308 Setembro 2020

Divulgação

Conselho de Turismo discute ações no estado de São Paulo

Trem dos Romeiros: linha entre a capital e Aparecida

Conselho de Turismo discute ações no estado de São Paulo

Reunião do Conselho de Turismo do Estado de São Paulo (Conturesp) discutiu em setembro o projeto do Trem dos Romeiros, que levará turistas da capital paulista até Aparecida. A estratégia de incentivo ao turismo religioso foi explicada por Fábio Barbosa, da THG Consultoria Viagens de Trem, ao informar que estão em recuperação 10 carros e a locomotiva. São carros de aço inox do final das décadas de 40 e 50, que pertenceram à antiga Estrada de Ferro Central do Brasil, e que entre 1994 e 98 operaram entre São Paulo e Rio de Janeiro com o nome de Trem de Prata.

Segundo Barbosa, os equipamentos estão sendo recuperados em oficinas localizadas em Cruzeiro: “Este meio de transporte vem ao encontro da modernidade, com carro bar, restaurante e dormitórios, com a expectativa de termos 28 mil passageiros/ano”.

Ele adiantou que o projeto considera importante o apoio da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo (Setur), pois envolverá agentes e operadores de turismo para seu fomento, com muita mão de obra beneficiada diretamente, como mecânicos, maquinistas, guias de turismo e até indiretos, envolvendo hospedagens, gastronomia e artesanato.

Outro tema do encontro, o “Turismo de Proximidade”, foi abordado pelo secretário executivo da Setur, Guilherme Miranda: “É certo que as pessoas que voltarem a viajar, após este longo período de pandemia, não vão querer ir muito longe, daí a denominação de Turismo de Proximidade. Isto significa deslocamentos mais curtos, no máximo num raio de 200 quilômetros em torno das capitais e grandes cidades”.

Miranda frisou que o estado tem tudo para este fim, com opções de praias, parques, serras, muito verde, inúmeros destinos a céu aberto: “Devemos estar preparados para essas viagens responsáveis, respeitando os protocolos e diminuindo as aglomerações”.

Responder