Edição 273Outubro 2017
Quinta, 23 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado em 1/10/2016 - 6:06 pm em | 0 comentários

Fotos Ivan Storti/Divulgação

Vitórias de Moledas e Rose marcam noitada de boxe em Santos

Pablo e Moledas, que castigou o argentino: vitória por pontos

Vitórias de Moledas e Rose marcam noitada de boxe em Santos

Numa noite histórica para o boxe regional, os pugilistas Felipe Moledas (Memorial/Evolution) e Rose “The Queen” Volante eletrizaram o público que lotou ontem o ginásio do Clube Internacional de Regatas, na Ponta da Praia, em Santos.

O programa teve entrada gratuita e envolveu oito lutas arbitradas pela Associação Paulista de Boxe (APB), numa realização do Grêmio Memorial da Memorial Necrópole Ecumênica e apoio da Prefeitura de Santos, Promifae, Beneficência Portuguesa, Clube Internacional de Regatas e Shopping Pátio Iporanga.

No combate principal, o peso super leve Moledas venceu o desafio internacional contra o argentino Pablo Rico, após seis roundes de muita trocação. A vitória foi por pontos, por unanimidade, e agora Moledas – que é Campeão Brasileiro Super Pena e Campeão Leve pela Associação Nacional de Boxe (ANB) – possui um cartel invicto, com 12 lutas, sendo sete por nocaute.

A peso leve Rose “The Queen” enfrentou um combate duro contra Luana Silva. No terceiro rounde, apesar de sua vantagem, sofreu um corte no supercílio esquerdo, o que preocupou seu corner. Ao final, Rose venceu Luana por decisão unânime dos árbitros, mantendo seu cartel invicto de 8 lutas, 5 por nocaute.

Atual detentora dos cinturões de bi-Campeã Latina na versão do Conselho Mundial de Boxe (WBC) e bi-Campeã Internacional da WIBA (Women’s International Boxing Association), a Associação Internacional de Boxe Feminino, “The Queen” deu mais um passo visando desafiar o título mundial da categoria da WIBA.

Em outra luta profissional, peso pena, Leonardo Rufino, do Espírito Santo, venceu Alex Rosário, do Guarujá, por nocaute técnico a 1 minuto e 27 segundos do 5º rounde.

O programa contou ainda com cinco lutas de boxe olímpico, cada uma prevista para 3 roundes. A primeira foi na categoria peso leve e registrou a vitória de Luis Marques (Jabaquara EC), por pontos, por decisão unânime, sobre Leandro Prado (Zebrão Boxe).

Também por pontos, por decisão unânime, o peso super médio Hiago Gonçalves (Memorial/Evolution) ganhou de Max (AEM Boxe).

Na categoria meio pesado, Diogo Oliveira (Jabaquara EC) venceu Janderson Soares (Memorial/Evolution) por pontos.

No que foi considerado o melhor confronto amador da noite, o peso super médio Fernando Henrique (Nigue Team) derrotou por decisão unânime Renato Silva (Zebrão Boxe).

Em outra luta que agitou as torcidas, o tricampeão do “Luvas de Ouro”, o peso super pesado Renato “Sassá” Martins (Memorial/Evolution) venceu André Santos (Fábrica de Monstros) por nocaute, a 1 minuto e 40 segundos do segundo rounde.

Rose e Luana: combate duro vencido por “The Queen”