Edição 308Setembro 2020
Quinta, 22 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado em 23/03/2020 - 7:15 am em | 0 comentários

Reprodução

Parada obrigatória!

Pelo bem da sua, da minha e da saúde de toda a comunidade

Parada obrigatória!

Nelson Tucci

O Brasil parou. Funcionam os serviços essenciais e alguns setores da economia, virtualmente. Há meia dúzia de irresponsáveis, sempre, que tratam a ameaça do novo coronavírus como uma “gripezinha”. Não, esse vírus, ainda sem vacinas e remédios de combate imediatos, não deve ser menosprezado. Pelo bem da sua, da minha e da saúde de toda a comunidade. Ele pode te derrubar, sim, e você não levantar nunca mais. Portanto, sejamos responsáveis. Cada um fazendo a sua parte. Ouça o que dizem os médicos e ignore conversas de outras patentes.

Com foco na segurança e na saúde dos familiares e funcionários das montadoras associadas à Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a Anfavea, informa que, em função do agravamento da crise gerada pelo Covid-19, todas as empresas associadas analisavam, no final da semana que passou, ações de paralisação das suas fábricas no Brasil, e discutindo caso a caso com seus respectivos sindicatos.

Nos Estados Unidos, México e Canadá (a América do Norte), e maior parte da Europa, montadoras de automóveis já pararam. No Brasil o movimento tomou corpo nesta semana que passou. A General Motors – líder de vendas de veículos leves no mercado nacional com a marca Chevrolet – anunciou que dará férias coletivas para todos os seus funcionários do Brasil a partir de 30 de março (ainda!).

A Volkswagen do Brasil comunicou a suspensão de atividades de todas as suas unidades no país a partir de hoje, por três semanas. Já a Honda determinou que, a partir da quarta-feira, 25, as atividades produtivas em Sumaré e Itirapina/SP passarão por ajustes. A empresa irá suspender a produção por 20 dias, com retorno previsto para 14 de abril, podendo este ser postergado para 27 de abril. “A retomada da produção dependerá das orientações dos governos federal e estadual, das condições de segurança dos colaboradores e dos impactos da pandemia no mercado de automóveis”, informa em nota à imprensa. Durante esse período, os colaboradores envolvidos diretamente no processo produtivo entrarão em férias coletivas. Para os colaboradores que desempenham atividades administrativas vem sendo adotado o regime de home office.

A Mercedes para dia 30 de março, no Brasil, com previsão de retorno das atividades em 22 de abril, “dependendo da situação do país”. A empresa comunicou também que antecipará a sua campanha de vacinação contra a gripe: “A medida não tem relação direta com o coronavírus, mas ajuda a tranquilizar os colaboradores em casos de sintomas gripais”.

A Toyota do Brasil informa que suspenderá a produção de suas quatro plantas industriais no país a partir de amanhã com retorno previsto para 6 de abril. Enquanto a o Groupe PSA América Latina decidiu interromper a produção em sua fábrica de Porto Real/RJ, de amanhã a 21 de abril. A produção da Peugeot/Citroën será reiniciada dependendo da futura situação no país.

Leia mais em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Veículos & Negócios é publicada mensalmente na versão impressa do jornal Perspectiva e atualizada semanalmente no blog.

Responder