Edição 271Agosto 2017
Domingo, 24 De Setembro De 2017
Editorias

Publicado em 10/07/2017 - 8:23 am em | 0 comentários

Divulgação

Elétricos apontam o caminho

Mais 5% ao consumo global de eletricidade

Elétricos apontam o caminho

Nelson Tucci

Os veículos elétricos serão responsáveis pela maioria das vendas de automóveis novos em todo o mundo até 2040 e deverão representar 33% de todos os veículos leves de passeio, de acordo com uma nova pesquisa publicada na última sexta-feira pela equipe de transportes da Bloomberg New Energy Finance.

O documento baseia-se em análises detalhadas das prováveis futuras reduções no preço das baterias de íon de lítio e em perspectivas para os outros componentes de custo em veículos elétricos e veículos com motores de combustão interna, ou ICE (sigla em inglês). Foram considerados também os crescentes compromissos com EV (sigla em inglês para veículos elétricos) das montadoras e ao número de novos modelos de EV que elas planejam lançar.

A principal descoberta da pesquisa é que a revolução dos elétricos irá remover 8 milhões de barris de combustível de transporte por dia e adicionar 5% ao consumo global de eletricidade.

Colin McKerracher, principal analista em transportes avançados da BNEF, disse: “Vemos um momento de inflexão importante para a indústria automotiva global na segunda metade da década de 2020. Os consumidores irão descobrir que os preços de venda antecipados para EVs são comparáveis ou inferiores aos dos veículos ICE comuns em quase todos os grandes mercados até 2029”.

A previsão mostra que as vendas de veículos elétricos em todo o mundo vão crescer de forma constante nos próximos anos, do recorde de 700 mil visto em 2016 para 3 milhões até 2021. Nesse momento, eles representarão quase 5% das vendas de veículos leves de passeio na Europa, um aumento de um pouco mais de 1% atualmente, e cerca de 4% nos EUA e na China.

Salim Morsy, analista sênior da equipe de transportes avançados da BNEF e autor principal do relatório, comentou: “Há um caminho viável para um forte crescimento de EVs, mas ainda é necessário muito mais investimento em infraestrutura de carregamento em todo o mundo. A incapacidade para fazer o carregamento em casa, em muitos mercados locais e regionais, faz parte da razão pela qual prevemos que os EVs representem pouco mais de um terço da frota de carros globais em 2040 e não um número muito maior”.

Leia mais em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Veículos & Negócios é publicada mensalmente na versão impressa do jornal Perspectiva e atualizada semanalmente no blog.