Edição 275Dezembro 2017
Segunda, 18 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado em 1/09/2017 - 8:33 am em | 0 comentários

Divulgação

Educação de São Paulo escolhe a mascote do Projeto Gestão Democrática

“Diálogo”: desenho criado por Isabelly Lesse, de Hortolândia

Educação de São Paulo escolhe a mascote do Projeto Gestão Democrática

Com a participação de estudantes da rede estadual de São Paulo foi escolhida, por meio de votação popular, uma mascote para o Projeto Gestão Democrática. A vencedora foi Isabelly de Freitas Lesse, da E.E Professora Paulina Rosa, de Hortolândia, no interior de São Paulo.

Representando a Super Força da Gestão Democrática, “Diálogo” é o nome da nova mascote. Em formato de um balão de diálogo, a mascote foi idealizada segurando uma lupa, simbolizando a transparência, e o holograma de um livro, como representação da educação e políticas públicas educacionais. “O formato de holograma é como se, por meio do diálogo, possa-se emitir uma super força, gerada pela união de todos os envolvidos no processo e que têm o ‘poder de unir esforços’ e fazer a Gestão Democrática acontecer na escola”, justifica a aluna.

As estudantes Gabrielli Rodrigues, da E.E Comendador Pedro Morganti, de Rincão, e Melyssa Cezario Lima, da E.E João Antonio Rodrigues, de Atibaia, ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente. Isabelly, Gabrielli e Melyssa ganharão bicicletas, passaportes de visitas a museus e kits de livros. Todos os alunos e professores finalistas receberão kits com livros e certificados de participação.

Ao todo, foram produzidos quase 8 mil desenhos, com a participação de mais de 15 mil alunos. Além do desenho, os candidatos elaboraram um texto sobre o conceito da obra e um “Diário de Bordo”, com o registro das etapas do processo de criação. Uma comissão de especialistas ficou responsável pela escolha dos finalistas dentre os 164 trabalhos enviados pelas diretorias de ensino. Foram avaliados quesitos de criatividade, originalidade e relação com o tema. Por fim, nove modelos de mascote disputaram a final.

Criado em 2016, o projeto Gestão Democrática tem como foco dialogar com todos os membros da comunidade escolar e modernizar a legislação do Grêmio Estudantil, Conselho Escolar e Associação de Pais e Mestres. A primeira ação foi a elaboração de um questionário, cuja participação chegou a meio milhão de pessoas. Neste ano, entre maio e junho, as escolas em todo o Estado tiveram a chance de avaliar a própria realidade e propor soluções em encontros locais.