Edição 275Dezembro 2017
Domingo, 17 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado em 11/08/2017 - 8:23 am em | 0 comentários

Divulgação

Ciclo debate legado do arquiteto e urbanista Jorge Wilheim

Wilheim: soluções vibrantes e obras inovadoras

Ciclo debate legado do arquiteto e urbanista Jorge Wilheim

O arquiteto Jorge Wilheim (1928-2014) foi importante urbanista brasileiro e por mais de seis décadas transformou seu conhecimento sobre a dinâmica urbana em soluções vibrantes e obras inovadoras, buscando, melhorar a qualidade de vida nas metrópoles em desenvolvimento. Em 2018, Wilheim completaria 90 anos e sua família prepara uma série de eventos em celebração ao seu legado, que abrange debates, ciclos e exposições sobre as contribuições de Wilheim às cidades.

Para marcar o início dessa programação, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc realiza, do próximo dia 22 a 12 de setembro, na capital paulista, o ciclo “Jorge Wilheim, o pensador de cidades”. Por meio de testemunhos de amigos e profissionais, o ciclo apresenta alguns aspectos inovadores de seus projetos e suas ideias acerca do desenvolvimento das cidades. Entre os convidados estão Jaime Lerner, Nabil Bonduki, Luiz Fernando Cruvinel Teixeira, Laura Tetti, Ivan Maglio, Rosa Grena Kliass, Mario Franco, Marcia Grosbaum, Regina Meyer, Maria Antonieta Bentes, Rovena Negreiros e Mário Mazzilli.

Wilheim é responsável por um legado inestimável de emblemáticas obras e conceitos, entre os quais vários cartões postais paulistanos, como o Parque Anhembi (1967-73) e os projetos de reurbanização do Vale do Anhangabaú (1981-91) e do Pátio do Colégio, sítio da fundação de São Paulo (1975).

Da sua prancheta também saíram os projetos de muitas das referências arquitetônicas e urbanas que conhecemos, tais como: a sede do Clube Hebraica (1961), o TAIB – Teatro de Arte Israelita-Brasileiro (1961), o Serviço Social das Indústrias (Sesi) – Vila Leopoldina (1974), a sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (1975), o centro de diagnósticos do Hospital Albert Einstein (1978/85), a Galeria Ouro Fino, o Shopping Center 3 (1961), diversas escolas profissionais para o Senac, e muitos outros. Por trabalhos profissionais, recebeu os prêmios “Tarsila do Amaral” (1956), “Governador do Estado” (1964), “IAB de Urbanismo” (1965 e 67), “IAB para Ensaio” (1965 e 67), “Pensador de Cidades Luiz Antonio Pompéia” (2010) e a Ordem do Mérito de Brasília (1985).

No campo político, Wilheim ocupou cargos públicos e institucionais com o intuito de melhorar a forma como as pessoas se relacionam com as cidades, guiado pela concepção de que a participação social é indispensável para o urbanismo. Foi secretário de Economia e Planejamento do Estado de São Paulo (1975-79); duas vezes secretário de Planejamento da capital paulista (1983-1985 e 2001-2004); secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (1987-1990); além de presidente da Emplasa, Empresa Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo (1991-1994).

Suas principais marcas no Governo do Estado de São Paulo foram a criação do Procon, da Fundação Seade, da EMTU, e do “Passe do Trabalhador”, hoje conhecido como Vale Transporte. No comando da Emplasa elaborou o primeiro Plano Metropolitano da macrometrópole paulista. Como secretário de Planejamento do Município de São Paulo, criou o pioneiro Passe do Idoso, o Cadastro Cultural das Referências Urbanas, o Conselho de Política Urbana, o Fundurb, o Plano Diretor Estratégico e os 31 Planos Estratégicos das Subprefeituras de São Paulo.

Esta é a programação, que acontecerá no Centro de Pesquisa e Formação do SESC, na Rua Dr. Plínio Barreto, 285, 4º andar:

22/08, 19 às 21h30: Inovação no planejamento urbano

Pensamento, visão, método e propostas de Jorge Wilheim para o desenvolvimento do planejamento urbano, com destaque para as cidades de Curitiba, São Paulo e Goiânia.

Com Jaime Lerner, arquiteto e urbanista, ex-prefeito da cidade de Curitiba; Nabil Bonduki, arquiteto e urbanista, professor de Planejamento Urbano da FAU-USP; Luiz Fernando Cruvinel Teixeira, arquiteto e urbanista, autor do projeto urbano da cidade de Palmas (Tocantins); e mediação de Ivan Maglio, engenheiro e doutor em Saúde Ambiental pela USP.

29/08, 19 às 21h30: Inovação na gestão pública

Relatos de experiências na gestão pública por meio de testemunhos de profissionais que atuaram na Secretaria de Planejamento da Prefeitura de SP (1983/86-2000/04) e no processo de criação e implantação da primeira Secretaria Estadual do Meio Ambiente do País.

Com Laura Tetti, graduada em História e Ciências Sociais; Ivan Maglio, engenheiro e doutor em Saúde Ambiental pela USP; e mediação de Nina Vaisman, arquiteta, paisagista e urbanista com diversas participações em planos diretores em São Paulo e outros Estados.

05/09, 19 às 21h30: Inovação na arquitetura e no urbanismo

Aborda o processo de criação de suas obras, seu método e os bastidores de alguns significativos projetos de sua carreira.

Com Rosa Grena Kliass, arquiteta e paisagista pela FAU-USP; Mario Franco, contemporâneo de Jorge Wilheim e parceiro em diversas obras, como o Parque Anhembi; Marcia Grosbaum, arquiteta e urbanista, com experiência acadêmica e profissional em Estudos Urbanísticos; e mediação de Regina Meyer, arquiteta, professora e coordenadora do Laboratório de Urbanismo Metropolitano da FAU USP.

12/09, 19 às 21h30: Pesquisa e criação na gestão pública

Trata de alguns projetos emblemáticos de Jorge Wilheim, como o Plano de Desenvolvimento Territorial do Estado de SP (1975-79), as iniciativas de pesquisa sobre o álcool como combustível, a criação do Procon e do SEADE, além da sua visão metropolitana refletida na sua gestão da Emplasa.

Com Maria Antonieta Bentes, economista pela USP; Rovena Negreiros, advogada, doutoranda em Economia do Setor Público na Unicamp; e mediação de Mário Mazzilli, sociólogo, mestre em Comunicação e Semiótica, jornalista e gestor cultural.

Informações e inscrições pelo site www.sescsp.org.br/cpf ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.