Edição 310Novembro 2020
Sábado, 05 De Dezembro De 2020
Editorias

Publicado em 17/02/2016 - 9:05 am em | 0 comentários

Casa da Esperança de Santos recebe novos casos de microcefalia

Desde 18 de janeiro a Casa da Esperança de Santos recebeu sete crianças com microcefalia dos municípios de Santos e São Vicente. A diretora Clínica da instituição, neurologista infantil Maria Lúcia Leal dos Santos, salienta que todas as mães relataram ocorrência de dores no corpo e manchas vermelhas no primeiro trimestre de gestação. Em 2015 foram atendidos durante todo o ano quatro casos.

Coincidência ou não é fato que os novos casos têm causado grande preocupação na classe médica. Na Casa da Esperança todos os esforços são realizados para o melhor atendimento dos bebês.

“A criança após a primeira consulta neurológica e, se necessário ortopédica, já é encaminhada para a fisioterapia de solo e respiratória, fonoaudiologia e para o Grupo de Estimulação Precoce (GEP), com atendimento semanal”, explica Maria Lúcia: “A avaliação neurológica e ortopédica dessas crianças é feita a cada 40 dias, enquanto dos outros pacientes da Instituição é realizada a cada seis meses, exceto nos quadros convulsivos”.

Conforme explica a diretora Clínica, a instituição tem “infraestrutura e profissionais para dar o suporte necessário aos bebês, inclusive psicológico para a família que fica bastante fragilizada com a situação”. Todo o tratamento oferecido pela Casa da Esperança é gratuito.

A instituição, que completa 59 anos de fundação no dia 24 de julho, atua na reabilitação física, intelectual e/ou sensorial de crianças e adolescentes de zero a 18 anos de toda a Baixada Santista e Litoral Norte e Sul do Estado de São Paulo.

Presidida pelo engenheiro Roberto Luiz Barroso, a Casa atualmente presta atendimento a 285 pacientes. A maioria é portadora de encefalopatia crônica infantil não progressiva (paralisia cerebral). Os recursos para esse trabalho são provenientes dos setores governamentais, operacionais e predominantemente comunitários, por intermédio de associados, padrinhos esperança, promoções beneficentes, teledoações e Nota Fiscal Paulista.

Responder