Edição 275Dezembro 2017
Segunda, 18 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado em 30/11/2017 - 7:09 am em | 0 comentários

Divulgação

Beneficência Portuguesa trata câncer de próstata com medicamento Xofigo

Beneficência Portuguesa trata câncer de próstata com medicamento Xofigo

Hoje, às 10 horas, no Salão Nobre da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos será anunciado oficialmente o Programa de Tratamento de Câncer de Próstata com o novo medicamento Xofigo,  pela Nucleomed – Medicina Nuclear. Aprovado pela Anvisa e pela FDA (agência reguladora norte americana) o Xofigo (radium 223) é o primeiro agente terapêutico emissor de partículas radioativas capaz de prolongar a sobrevida de pacientes com câncer de próstata resistente à castração, metástases ósseas sintomáticas e doenças metastáticas viscerais desconhecidas, além de postergar o surgimento de complicações iniciais relacionadas às lesões ósseas.

Especialista em Medicina Nuclear, o médico Miguel Henrique Maia Masta, da Nucleomed, fará uma explanação sobre o medicamento, aplicação e efeitos. Na ocasião estarão presentes representantes da Bayer S.A. responsável pelo medicamento no mercado brasileiro, entre eles, Patrícia Fassina, chefe do departamento médico do laboratório.

O novo tratamento de câncer de próstata na Beneficência Portuguesa através do serviço de Medicina Nuclear se reveste de grande importância para a saúde da região, por ser o primeiro e por enquanto o único autorizado ao uso do Xofigo, lembrando que estudos do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam que um em sete homens será diagnosticado com câncer de próstata durante a vida.

O diagnóstico precoce faz toda a diferença no tratamento. Por essa razão a visita anual (homens a partir dos 50 anos que não tenham histórico da doença na família) ao urologista é imprescindível, lembrando que o câncer de próstata pode ser uma doença grave, mas a maioria dos homens diagnosticados com a doença, não morre por causa dela.