Edição 294Julho 2019
Segunda, 19 De Agosto De 2019
Editorias

Publicado na Edição 293 Junho 2019

Luiz Carlos Ferraz

Administração de Santos banirá uso de plásticos de uso único

Administração de Santos banirá uso de plásticos de uso único

Até o final de 2020, a Prefeitura de Santos pretende banir o uso dos plásticos de uso único, como copos, talheres, pratos, entre outros, em todos os ambientes da administração direta e indireta, substituindo-os por artigos reutilizáveis, com exceção de itens ligados à saúde e que tecnicamente apresentam algum risco de contaminação. Em 2018, a Prefeitura comprou 1,8 milhão de copos plásticos, material que leva cerca de 400 anos para se decompor na natureza.


Após Mutirão Nacional de Destruição de Mercadorias Apreendidas, em junho, Receita Federal de Foz do Iguaçu totalizou 112 mil decodificadores piratas de TV paga destruídos, apreendidos na fronteira do Brasil com o Paraguai. Estudo da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura revela que a pirataria de TV por assinatura provoca uma perda de R$ 9 bilhões por ano no país.


Pesquisa Global Digital Banking Consumer, realizada pela Deloitte, constatou que os consumidores brasileiros utilizam cada vez mais canais digitais para transações bancárias básicas. Em comparação com os consumidores globais, contudo, os brasileiros não possuem satisfação e lealdade tão altas: no mundo, 63% dizem-se completamente satisfeitos com seus bancos, enquanto que no país esse percentual é de 53%.


Fundação Procon-SP apurou que 28% das 1.381 pessoas que responderam pesquisa no site da organização declararam ter utilizado patinete elétrico, dos quais, 77% (302) por meio de locação do equipamento, sendo que 81% responderam que não utilizam equipamentos de segurança e 57% costumam transitar pelas ciclofaixas. O levantamento constatou que 43% dos consumidores que responderam já terem utilizado o serviço de aluguel de patinetes deu o aceite no aplicativo sem ler o termo de uso e a política de privacidade e que 65% não sabiam utilizar o equipamento. O objetivo foi identificar a percepção do consumidor, que utiliza ou não esse meio de locomoção, sobre a segurança e a oferta do serviço.


Hagar Fernandes transformou sua dor em amor e criou em 2013 o projeto “Meu filho, meu anjo”, que consiste na distribuição de anjos artesanais, meninas e meninos, junto a uma oração de Santo Agostinho. Diante da tragédia em Brumadinho, Minas Gerais, o projeto programa levar consolo às famílias que perderam seus entes queridos. Quem quiser participar desse ato de amor deve entrar em contato pelo WhatsApp (13) 99779.8922.

CARTAS para esta coluna: Jornal Perspectiva, Consumidor & Cidadania, e-mail: redacao@jornalperspectiva.com.br