Edição 273Outubro 2017
Quinta, 23 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 254 Março 2016

Sandra Netto

Fuschini Miranda Premium Office. Corporativo no capricho!

Torre está implantada em terreno de 1.800 metros quadrados

Fuschini Miranda Premium Office. Corporativo no capricho!

Sandra Netto

Marco no portfólio de obras da Engeplus Construtora e Incorporadora, o edifício corporativo Fuschini Miranda Premium Office está recebendo os retoques finais visando sua entrega em abril. O empreendimento está localizado na Avenida Ana Costa, esquina com Rua Joaquim Távora, na Vila Mathias, em Santos, e, conforme destacou o diretor da empresa, engenheiro Roberto Luiz Barroso, ele sela a parceria com os proprietários do Liceu São Paulo, Ermenegildo Pinheiro da Costa Miranda e Regina Helena Fuschini Miranda.

“O prédio encontra-se praticamente pronto e já liberamos alguns conjuntos para que os clientes possam fazer adaptações e personalizações, de acordo com o tipo de negócio”, afirma Barroso, que ao lado do filho engenheiro, Roberto Luiz Barroso Filho, e do neto, também engenheiro, Diogo Godinho Barroso, desenvolveram o projeto do corporativo, incorporando inúmeros diferenciais em relação à concorrência.

O projeto arquitetônico do Fuschini Miranda é de autoria do escritório Passarelli Zonis Arquitetura e Engenharia. A torre está implantada em terreno de 1.800 metros quadrados, somando 20.600 metros quadrados de construção. Ela contempla 22 pavimentos, sendo 19 andares de conjuntos comerciais, mais cobertura de uso coletivo e dois andares de garagem, além de térreo e subsolo.

“É um edifício comercial moderno, com arquitetura contemporânea, localização estratégica, na principal avenida de Santos, que pode atender um profissional ou empresa de menor porte até uma firma que tenha grande necessidade de área”, destacou a arquiteta M. Cecilia Passarelli Zonis, ao explicar que cada andar possui área de 680 metros quadrados, modulável em 12 conjuntos, cada com 53 metros quadrados, com inúmeras possibilidades de integração.

Esta flexibilidade, conforme enfatizou o engenheiro Roberto Luiz Barroso, foi adotada por vários compradores, mediante a aquisição de dois, três, quatro e até os 12 conjuntos de um andar completo – como no caso de uma empresa do setor de saúde.

Ao relacionar diferenciais do projeto, a arquiteta Cecília citou que todos os conjuntos são muito bem iluminados e ventilados por grandes janelas e portas de terraço, assim como todos possuem banheiro e terraço técnico para instalação de ar condicionado. O piso rebaixado nos conjuntos facilita a distribuição de pontos de eletricidade, ou de água, caixas de lógica, de acordo com a necessidade da empresa. Já a cobertura é de uso comum, com salas de reunião e treinamento, auditório, e lanchonete com terraço panorâmico.

A realização do Fuschini Miranda é especial para a Engeplus porque marca a história da empresa com a efetiva participação da terceira geração da família de engenheiros. Formado há dois anos no curso de Engenharia Civil da Unisanta, Diogo Godinho Barroso acompanhou a obra desde o primeiro ano da faculdade. “Tive todo um processo de aprendizagem em vários setores, tanto no canteiro, como no administrativo. Ao me formar, foi uma mudança mais de cargo do que atuação, o que sempre fiz com suporte de meu pai, de meu avô, do engenheiro Carlos Indame, enfim, de toda equipe da Engeplus”, afirma Diogo, em tom de agradecimento.

Presente em todas as fases da obra, Diogo afirma que o empreendimento representou vários desafios para a empresa, primeiramente, por ser um prédio comercial e não residencial, como a Engeplus é especializada. “Além da logística diferente, as fundações profundas, por exemplo, não foram as que executamos usualmente, pois exigiu a combinação do sistema de estaca escavada e a cravação de perfis metálicos, que utilizamos ao redor do terreno, no muro de contenção”.

Outro aprendizado foi com relação às exigências do Corpo de Bombeiros em prédios comerciais, como a implantação do sistema de sprinklers (chuveiros automáticos) para prevenção de incêndio. A solução adotada pelos modernos elevadores fornecidos pela Atlas Schindler também agregou importante conhecimento ao jovem engenheiro. O prédio está equipado com cinco elevadores sociais e um de serviço. Dos cinco sociais, três foram zoneados, do 11º ao 21º andar, e dois, do 3º ao 10º andar. Já o de emergência tem parada em todos os pavimentos: “Acompanhei a execução e vi muita modernidade, como a comunicação inteligente entre os elevadores e o objetivo de economizar energia”.

Da mesma forma que aprendeu muito, Diogo – já pós-graduado e programando a realização de intercâmbio internacional –, também afirma que colaborou com o sucesso da construção, por meio da introdução de algumas metodologias de execução com êxito. Entre elas, citou a utilização do gesso liso nas paredes em áreas secas e mantendo as áreas que receberão umidade com argamassa e revestimento de azulejo, e a fachada externa com argamassa e cerâmica: “Foi a primeira obra que a Engeplus usou o gesso liso. Foi um dos pontos positivos que sugeri e foi adotado. Muitas empresas já aplicam o gesso dessa forma e a relação custo-benefício é muito boa, pois gera economia e rapidez na obra, enfim, produtividade”.

Ao destacar os pontos fortes do empreendimento, Diogo relaciona em primeiro lugar o elevado padrão de qualidade adotado nas obras da Engeplus, sempre com a utilização de profissionais renomados e materiais de marcas consagradas. Além disso, o projeto contemplou unidades com medidor de água individual e o prédio com sistema de água de reuso, com reaproveitamento de águas pluviais, mediante captação e tratamento, destinada aos vasos sanitários. O engenheiro destaca ainda a excelente localização na Avenida Ana Costa, a principal da cidade, e o atendimento pós-entrega: “Muito diferente de outros empreendimentos construídos por empresas de fora da região, na Engeplus você fala direto com o proprietário e fica tudo mais fácil”.

Neste final de março, o Fuschini Miranda está na fase de acabamento final, com arremate na cerâmica de fachada, pintura interna em algumas salas, pintura do piso da garagem e demarcação das vagas.

Avenida Ana Costa: visão do terraço panorâmicoSandra Netto

Avenida Ana Costa: visão do terraço panorâmico

Estilo jovem e criativo

Focadas em projetos de arquitetura, interiores e espaços urbanos, as arquitetas Ana Beatriz A. C. Busnardo, Isabella Panucci e Roberta Martins, da Tapume Arquitetura, realizaram o projeto do hall de entrada e do espaço multiuso da cobertura do Fuschini Miranda. Na cobertura foi harmonizada a iluminação e o gesso visando dar conforto visual ao espaço. Já o hall, pensado como cartão de visita do empreendimento, a equipe usou um conceito atual e clean para que todos se sintam bem e acolhidos. Nesse sentido, foram utilizados elementos de diferentes texturas com tons madeira, o cinza lembrando concreto e a sofisticação do espelho e do mármore, formando ambiente jovem e atemporal. O hall foi dividido em quatro setores que ocupam o mesmo espaço: a recepção, em destaque; o estar, com confortáveis poltronas e decoração que amplia o ambiente; a entrada das catracas, com ênfase à acessibilidade; e o hall de elevadores, onde todos os elementos se entendem.

Atuação de parceiros tradicionais

Edifício comercial moderno, arquitetura contemporânea, localização estratégicaSandra Netto

Edifício comercial moderno, arquitetura contemporânea, localização estratégica

A realização do Fuschini Miranda Premium Office contou com a participação de tradicionais parceiros da Engeplus Construtora e Incorporadora. A Enmage prestou serviços de rebaixamento do lençol freático utilizando equipamentos de baixo consumo de energia, por meio do sistema well-points, detalhou o diretor, engenheiro Gerson Vilaverde.

O controle de qualidade do concreto foi feito pela Teste Engenharia, do engenheiro Franco Pagani, que atua no mercado desde 1964, sendo proprietário do 1º laboratório de ensaios de materiais de Santos.

Toda a alvenaria foi feita com blocos cerâmicos de furos horizontais da Cerâmica Anhanguera Jundiaí Ltda., adquiridos por meio da Tapinaré Representações, dirigida por Albano da Silva Soares e Cristiane R. Soares. Entre as vantagens de utilizar produto 100% natural, estão a baixa absorção de umidade, isolamentos térmico e acústico, proporcionando elevada performance na obra e mais conforto no interior das unidades, afirmaram os representantes da Tapinaré. “Todos os produtos fabricados pela Cerâmica Anhanguera seguem a norma NBR 15270 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)”, frisaram Albano e Cristiane, lembrando que os blocos podem ser entregues a granel ou paletizado.

Fornecendo todo tipo de material de construção, desde o básico ao acabamento em geral, mais uma vez a Comercial Casa D’Água atuou como um dos principais parceiros. “Estamos muito felizes por termos participado em mais este empreendimento da Engeplus, selando uma parceria de muitos anos, cumprindo prazos com pontualidade e oferecendo marcas renomadas no mercado”, comentaram os diretores da Casa D’Água, Ricardo S. Baptista e Joaquim dos Santos Neto.

A Harco Engenharia executou o projeto e a implantação da infraestrutura do sistema de ar condicionado do tipo split nas áreas comuns do empreendimento, e conforme destacou o diretor da empresa, engenheiro Edgard Lopes Hernandes, a Harco é pioneira na região a aplicar nos tubos de ar uma carga de nitrogênio (cerca de 300 libras) sob pressão e vedá-los nas pontas. A Harco também foi responsável pelo projeto e instalação do sistema de pressurização das escadarias de emergência, em conformidade com as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) NBR 9077 e Instrução Técnica do Corpo de Bombeiros – IT 13/2011.

O gesso de revestimento, forros e molduras foi realizado pela JG Gesso. O sistema drywall, de gesso acartonado, foi aplicado nos forros dos terraços e banheiros das unidades e também nas áreas comuns e nos shafts. Com 25 anos de tradição a empreiteira JG Gessos comemora o segundo ano de parceria com a Engeplus: “Temos orgulho de ter concluído mais um empreendimento de alto padrão”, afirmam os diretores Bertolino Carvalho da Silva, o Galego, e Suzete Oliveira Damasceno.

As pedras naturais foram fornecidas pela Marmoraria Santista. Conforme detalhou o diretor André Glerean, os peitoris, soleiras e portais dos elevadores receberam granito preto São Gabriel; os lavatórios, granito branco Dallas; enquanto o portal e balcão da recepção, mármore branco Piguês.

A Magenta Alumínio participou de mais este empreendimento da Engeplus fornecendo os caixilhos em alumínio branco, com destaque para as fachadas tipo “pele de vidro”, com colagem utilizando fita dupla face 3M. Somos devidamente homologados pela 3M para executar este tipo de trabalho, com equipe treinada e habilitada a colar e efetuar os relatórios necessários para garantir total segurança ao cliente, afirmou o diretor João Magenta.

A Sanchez Light Store executou o projeto luminotécnico em conjunto com a Tapume Arquitetura, Escritório de Arquitetura e Design de Interiores. Todas as luminárias utilizadas no Fuschini Miranda possuem a tecnologia LED, começando pelo hall de entrada, fachada, áreas comuns, cobertura, garagens e, apesar de terem um custo inicial maior, elas são mais econômicas e acabam se pagando com o tempo, com redução do consumo em cerca de 80% em comparação com as tradicionais halógenas. Elas também colaboram com o meio ambiente, pois podem ser todas recicladas e não agridem em sua decomposição com metais pesados, como é o caso das fluorescentes. Conforme explica o diretor e consultor de projetos da Sanchez Light Store, Pablo Angel Elias Sanchez, entre tantas vantagens o sistema LED oferece tecnologia e estética de alto padrão com fácil instalação e custo de manutenção reduzido. “A Sanchez Light Store – Eletricidade e Iluminação, também forneceu todas as tomadas e interruptores da Linha Nereya, da Pial Legrand”, destacou Pablo: “Além da funcionalidade e design, a linha tem inovações que economizam o tempo de serviço de instalações elétricas”.

A Thema Soluções, que há 29 anos atua nas áreas de telecomunicações, centrais de portaria, antenas coletivas, automatização de portões e de segurança eletrônica (câmeras e alarmes), forneceu e instalou o Sistema de Interfonia e Monitoramento de Câmeras. Segundo o diretor comercial João Henrique da Silva, os equipamentos são digitais e exigem equipe técnica treinada e especializada para sua implantação. A Thema também oferece consultoria necessária à atualização dos sistemas e ao aumento da segurança de seu patrimônio.