Edição 296Setembro 2019
Sexta, 20 De Setembro De 2019
Editorias

Publicado na Edição 286 Novembro 2018

Divulgação

Como reconhecer a osteoporose?

Álcool e tabagismo podem induzir a perda óssea

Como reconhecer a osteoporose?

A densitometria óssea é o principal exame para detectar precocemente a osteoporose. “Toda mulher com mais de 65 anos e homens acima de 70 anos devem fazer esse exame. Adultos com mais de 50 anos que tenham doenças que possam trazer fatores de risco também devem ser avaliados”, comenta o médico endocrinologista Bruno Ferraz de Souza, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia do Estado de São Paulo (SBEM-SP). Raio X de coluna, exames de sangue e urina também complementam o diagnóstico. No geral, a osteoporose não apresenta sintomas, por isso a necessidade de prevenção.

Além de álcool e tabagismo, doenças endócrinas também podem induzir a perda óssea. Entre elas estão o hipercortisolismo (síndrome de Cushing), tireotoxicose, estados de hipogonadismo (incluindo secundários a tratamento de câncer), hiperparatireoidismo e diabetes mellitus tipo 1 e 2.

“A osteoporose é uma doença que se agrava com o envelhecimento, portanto, só tende a piorar nas próximas décadas, ocasionando dor e sofrimento do paciente e de seus cuidadores, com impactos elevados nos custos financeiros e sociais”, explica a médica Marise Lazaretti Castro, da SBEM-SP. Um terço (33%) das mulheres e um sexto (15%) dos homens com mais de 65 anos terão osteoporose. As fraturas osteoporóticas antecipam a morte, além de causarem dor e levarem à dependência física: “Mas tudo isto pode ser evitado, pois existem tratamentos bastante eficientes”.

Os princípios básicos para prevenção dessa doença estão no tripé: prática constante de atividades físicas; consumo adequado de nutrientes, como cálcio e proteínas, ao longo da vida; e manutenção de níveis adequados de Vitamina D, obtida pela exposição solar – mas, também através de suplementos, já que com a idade a síntese da pele diminui bastante.

Mais em www.sbemsp.org.br