Edição 299Dezembro 2019
Sexta, 17 De Janeiro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 253 Fevereiro 2016

Auxiliar o deficiente visual

Especialistas da Fundação Dorina Nowill para Cegos reforçam que as pessoas com deficiência visual necessitam que o ambiente seja o mais acessível possível para exercerem sua autonomia e independência. Edson Defendi, assessor de Serviços de Apoio à Inclusão da Fundação Dorina, afirma que nem sempre as pessoas cegas ou com baixa visão precisam de ajuda, porém o apoio e o auxílio podem acontecer quando uma pessoa cega, mesmo reabilitada, vá fazer a travessia de ruas, por exemplo. “Para iniciar o contato, é importante se apresentar e perguntar se a pessoa precisa ou deseja auxílio”. É sempre importante avisar sobre degraus, pisos escorregadios, buracos e obstáculos em geral.Especialistas da Fundação Dorina Nowill para Cegos reforçam que as pessoas com deficiência visual necessitam que o ambiente seja o mais acessível possível para exercerem sua autonomia e independência. Edson Defendi, assessor de Serviços de Apoio à Inclusão da Fundação Dorina, afirma que nem sempre as pessoas cegas ou com baixa visão precisam de ajuda, porém o apoio e o auxílio podem acontecer quando uma pessoa cega, mesmo reabilitada, vá fazer a travessia de ruas, por exemplo. “Para iniciar o contato, é importante se apresentar e perguntar se a pessoa precisa ou deseja auxílio”. É sempre importante avisar sobre degraus, pisos escorregadios, buracos e obstáculos em geral.