Edição 271Agosto 2017
Domingo, 24 De Setembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 257 Junho 2016

Divulgação

Arquitetura, decoração e paisagismo

Praça Eliane: Jardim flutuante, túnel com jardim vertical…

Arquitetura, decoração e paisagismo

A Casa Cor São Paulo 2016 comemora seus 30 anos com inúmeras novidades, uma delas, o local de realização da mostra, o Ambulatório do Jockey Club. Construído no início do século 20 pelo arquiteto francês Henri Paul Pierre Sajous, o prédio foi restaurado para uso do evento e a partir do ano que vem será entregue para uso do Jockey.

Para compor os ambientes, foram convidados profissionais consagrados, como Alex Hanazaki, que assina o jardim de entrada; Dado Castello Branco, responsável por um dos livings; David Bastos, que criou a sala de convivência; Roberto Migotto, com a sala de jantar e de estar; Leo Shehtman, que transformou um vagão de trem antigo; além de outros, como João Armentano, Marina Linhares, Mauricio Arruda, Ana Maria Vieira Santos, Joia Bergamo, Guilherme Torres, Debora Aguiar.

A sustentabilidade continua sendo um dos pilares da mostra, que apresenta, em parceria com a Inovatech, a Casa Aqua, uma construção desmontável, com quatro volumes independentes, autônoma em energia elétrica e com baixo consumo de água potável, que encanta os visitantes desse ano.

A Casa Cor está aberta para visitação até 10 de julho, de terça a quinta-feira, das 12 às 21 horas, sexta-feira, sábado e feriados, das 12 às 21h30, domingo, das 12 às 20 horas, no Jockey Club, na Avenida Lineu de Paula Machado, 775, Cidade Jardim.

 Atmosfera acolhedora na Praça Eliane

Explorar as melhores formas e versatilidade de uso do porcelanato, em um completo equilíbrio com a natureza e um conceito paisagístico atemporal foi o desafio do arquiteto paisagista Alex Hanazaki em parceria com a Eliane Revestimentos. Com mais de 450 m², o projeto equilibra os revestimentos com aspecto fosco e rigor estético leal às pedras naturais com a perfeita combinação dos elementos naturais e plantas nativas – tais como o icônico e característico Pau-Brasil. O projeto contempla um jardim flutuante, um túnel com imenso jardim vertical, um amplo ambiente com bancos e espaço para circulação e uma cascata de água, que traz movimento e atmosfera acolhedora.

 Sustentabilidade na Casa Aqua

Arq_03_Casa Aqua

Parceria Inovatech Engenharia e grupo Eliane

 Inspirar as pessoas sobre práticas sustentáveis, propondo um novo estilo de morar, é a missão da Casa AQUA criada pela consultoria em sustentabilidade na construção civil, Inovatech Engenharia, em parceria com o grupo Eliane Revestimentos, na Casa Cor São Paulo. Com projeto de arquitetura assinado por Rodrigo Mindlin Loeb e Caio Dotto, a construção desmontável possui 50 m² de área, composta por quatro volumes independentes, autônoma em energia elétrica e com baixo consumo de água potável. Equipada com duas soluções da Eliane Revestimentos, como o sistema de Fachada Ventilada, que garante o conforto térmico, e ainda um bom desempenho ambiental na purificação do ar e prevenção de doenças, através da aplicação da nanotecnologia Cleantec.

Entrada muito além do convencional

Arq_02_Entrada

Formas desiguais da construção

O pavilhão de recepção, assinado pelo arquiteto Otto Felix, propõe uma arquitetura intensa e cerebral, provando que casas podem ir além das formas geométricas convencionais. O ambiente de 75 m² abre a entrada da mostra apresentando a arquitetura desconstruída como parte essencial da decoração e do conceito do espaço. Pelo lado de fora, as formas desiguais da construção cobertas por placas de titânio que podem variar em tons de cinza de acordo com a luz do dia, chamam a atenção pela ousadia e irreverência. Na parte interna, a própria estrutura de madeira compõe a decoração, dando forma a parede e prateleiras.

Home Office: momentos de instrospecção

Arq_04_Home

Harmonia: essência do projeto

Sofisticação, conforto e intimismo traduzem os 11 m² do Home Office, assinado pela designer de interiores Patrícia Hagobian. Uma ambientação intimista, voltada para momentos de introspecção de um morador cosmopolita, culto, viajado, amante da leitura e da arte. Os elementos artísticos presentes no Home Office garantem o conceito contemporâneo. A harmonia é a essência do projeto, onde tudo se encaixa perfeitamente, desde a paleta de cores até os revestimentos e texturas.

Uma cuidadosa curadoria de mobiliários e objetos, com peças importantes no mundo do design; a poltrona vermelha da Vitra, a mesa assinada por Pedro Mendes produzida pela Dunelli Casa, peças do antiquário Arnaldo Danemberg e obras de arte das galerias Monica Filgueiras e Luhly Abreu identificam claramente a paixão do morador por arte e design. Destaca-se também a grande composição de livros e objetos de arte em uma incrível estante de 2,80 m x 2,85 m. Feita em madeira, com detalhes em cobre, o mobiliário foi desenvolvido pela designer especialmente para a mostra.