Edição 273Outubro 2017
Domingo, 19 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 271 Agosto 2017

Divulgação

T5 suporta bem os dois primeiros anos

T5 2015: o desafio de avaliar um modelo usado

T5 suporta bem os dois primeiros anos

Nelson Tucci

Por sugestão da JAC, dirigimos um veículo com dois anos de uso. Aceitamos o desafio de avaliar um modelo e pegamos o T5, ano 2015, câmbio manual e quase 30.000 km rodados.

Externamente o modelo pouco mudou, então você se sente dentro de um carro novo, com belo design italiano. A suspensão tipo McPherson, de característica macia, continua muito boa na cidade e não cria problemas na estrada. O tempo de uso não refletiu qualquer alteração comparada a um modelo novo, também por nós avaliado há várias edições.

O nível de ruídos da carroceria não incomoda. É um ou outro barulhinho, para os quais os ouvidos precisam estar aguçados. O painel multimídia tem conexão HDMI, leitor de MP3, rádio AM/FM etc., mas o bluetooth não conectou com dois diferentes celulares novos.

Os faróis permanecem potentes, as lanternas de LED estão inalteradas e o ar condicionado digital é muito bom, a exemplo da cinematográfica câmera de ré. A confortável cabine para cinco passageiros e um porta-malas de 600 litros são pontos relevantes neste SUV.

Lembrando que o volante multifuncional é revestido e a direção assistida um show para o/a motorista. Mesmo dentro desse tempo de uso, o câmbio – de 6 marchas – continua com fácil engate.

Apesar de ser um carro, de caráter geral, moderno e sugestivo para a compra, o motor 1.5 l de 127 cv pode ser considerado ultrapassado. Há coisa melhor no mercado hoje. Não à toa já surgem informações que para 2018 o novo T5 (e possivelmente outros modelos) venha com o motor flex 1.6 l, mais forte na retomada e até um pouco mais econômico.

Não que o 1.5 l faça feio no consumo, pois um carro com tamanha carroceria e 1.210 kg tirar 10,5 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada, a gasolina, está de bom tamanho, mas sempre dá pra melhorar. Aguardemos os próximos passos da JAC, que ora reestrutura a operação no país.

Leia Veículos & Negócios atualizada semanalmente em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br