Edição 309Outubro 2020
Terça, 27 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 246 Julho 2015

Crise derruba vendas no agenciamento

A crise econômica está afetando as vendas de 82,1% das empresas do agenciamento turístico do Brasil em 2015, segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas, Estudos e Capacitação em Turismo (Ipeturis) para o Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo (Sindetur-SP) com o objetivo de avaliar as expectativas do setor durante a temporada de Inverno. Entre as empresas que indicaram influência negativa na movimentação, a queda superior a 20% foi apontada tanto nas vendas para pessoas físicas (71,6% das empresas consultadas), quanto nas vendas para público corporativo privado (45,1%). Por sua vez, o setor público apontou menor redução nas vendas, com 59,4% das empresas, indicando uma queda de até 10%.

Segundo Ilya Michael Hirsch, presidente em exercício do Sindetur-SP, as vendas do setor de agenciamento turístico para pessoas físicas foram as mais afetadas negativamente pelos efeitos da crise econômica brasileira com variação média de -39,8%, enquanto que para o segmento corporativo privado a queda teve variação média de -25,7%. Mais da metade das empresas consultadas (67,7%) acreditam que as vendas voltarão aos patamares normais no prazo de um ano. Para uma parcela menor (9,5%), a queda nas vendas ainda deve continuar por mais um ou dois anos. E para (22,9%) delas este período será superior a dois anos.

Responder