Edição 308Setembro 2020
Segunda, 26 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 246 Julho 2015

Divulgação Seji

Brasil sediará os Jogos Mundiais Indígenas

Disputa de modalidades tradicionais praticadas pelos nativos

Brasil sediará os Jogos Mundiais Indígenas

O Brasil está na contagem regressiva para receber mais de 2 mil atletas na primeira edição dos Jogos Mundiais Indígenas no país, que acontecerão em Palmas, no Tocantins, de 23 de outubro a 1º de novembro. Ao evento, organizado pelo Comitê Intertribal Indígena (ITC) em parceria com a prefeitura e o Ministério do Esporte, é esperada a participação de 24 etnias indígenas brasileiras, além de 22 etnias internacionais.

Vila dos Jogos Indígenas

Vila dos Jogos Indígenas

Principal local de competições, a Vila dos Jogos está localizada no entorno do Estádio Nilton Santos, região Sul de Palmas, e se prepara para receber as estruturas temporárias, previstas no projeto de cooperação técnica internacional entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Ministério do Esporte e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), vinculada ao Ministério das Relações Exteriores. A previsão é que a infraestrutura básica da Vila esteja concluída no início de agosto.

Entre os países que disputarão os jogos estão a Argentina, os Estados Unidos, o Chile, o Paraguai e o Uruguai. Eles são, também, os principais países emissores de estrangeiros para o Brasil, segundo o novo Anuário Estatístico do Ministério do Turismo. Outros 17 países também confirmaram a participação no campeonato.

As modalidades disputadas estão divididas em jogos tradicionais praticados pelos nativos, como o tiro com arco e flecha e o Xikunahity, futebol de cabeça, e os jogos ocidentais de competição, como atletismo e natação.

De acordo com o secretário Nacional de Políticas de Turismo do MTur, Júnior Coimbra, o Ministério do Turismo está empenhado em monitorar e capacitar a rede hoteleira de Palmas: “O evento será de grande visibilidade, uma oportunidade para os tocantinenses receberem bem os turistas. A cidade está montando uma estrutura e a rede hoteleira vem sendo ampliada. Além disso, pela duração do evento, será possível conhecer outros municípios, como o Jalapão e as praias banhadas pelos rios Araguaia e Tocantins”.

Os governos locais vêm investindo em cursos técnicos de qualificação profissional para segmentos ligados à gastronomia e ao receptivo de meios de hospedagem. Regiões turísticas fora da capital, como Jalapão e Cantão, também serão contempladas com iniciativas para aprimoramento de mão de obra no setor turístico.

Palmas é uma cidade planejada e possui exuberante conjunto arquitetônico e jardinagem especial. Entre os atrativos, destaca-se o lago formado pela usina hidrelétrica de Lajeado, onde podem ser feitos passeios de barco e pranchas, além da vocação para a prática do ecoturismo entre trilhas, vales e cachoeiras.

Responder