Edição 298Novembro 2019
Sábado, 14 De Dezembro De 2019
Editorias

Publicado na Edição 290 Março 2019

Luiz Carlos Ferraz

Vai viajar e não tem onde deixar o pet?

Vai viajar e não tem onde deixar o pet?

DogHero: aplicativo conecta tutores e anfitriões

PARA resolver o impasse na hora de viajar e não ter onde deixar o pet, foi desenvolvido o DogHero. O aplicativo funciona nas capitais São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, além das cidades de Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul e conecta o tutor ao anfitrião que hospedará seu amiguinho. O app também oferece o serviço de passeios, que duram de 30 minutos a 1 hora e podem ser agendados diretamente pelo aplicativo.

Criada em 2014, a startup reúne mais de 18 mil anfitriões em 750 cidades no Brasil, Argentina e México. “Com os nossos anfitriões, o cão fica hospedado com alguém apaixonado por cachorros e tem a rotina de amor e cuidados mantida como em casa”, explica Eduardo Baer, cofundador e CEO da DogHero.

Para encontrar um anfitrião perto de casa, o tutor do pet deve acessar o site ou baixar o aplicativo. É possível marcar um pré-reencontro para explicar melhor a rotina do cachorro e, depois, a reserva é feita diretamente pela plataforma. Também é possível deixar objetos e brinquedos do cãozinho na casa do anfitrião durante a hospedagem para que ele se sinta em casa.

Para se tornar anfitrião na DogHero é preciso cumprir requisitos de segurança da residência e realizar testes de conhecimentos sobre cachorros. Cerca de 20% dos candidatos são aprovados. Além de responderem a um formulário on-line que leva cerca de duas horas, a empresa pede fotos dos ambientes da casa, para ter certeza de que o cão estará seguro e bem cuidado.

Após a aprovação, o app disponibiliza cursos on-line (Escola de Heróis): os anfitriões assistem às aulas e realizam provas para aprimorar os conhecimentos sobre os cuidados com os cães. Todas as experiências são avaliadas pelos clientes: 98,7% das notas dadas aos anfitriões são 5 estrelas. Mais em www.doghero.com.br


DICAS do dr. Eduardo Ribeiro Filetti: garanta uma boa alimentação ao seu pet pois ela é a base de tudo. Faça uso de vermífugos regularmente e vacine anualmente. E trate-o com amor e carinho!


DESDE 11 de março, mais 3.000 microchips de identificação subcutâneo com a numeração do RGA (Registro Geral Animal) começaram a ser implantados em cães e gatos pela Coordenadoria de Proteção à Vida Animal (Codevida) de Santos. O serviço é gratuito para quem castrou seu animal na unidade e custa R$ 30 para donos de bichos castrados em outros locais e R$ 80 no caso de animais não castrados. Informações sobre dias e horários da microchipagem podem ser obtidas pelos telefones (13) 3203.5075 e 3203.5593, das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas.


FUNDAÇÃO Procon-SP multou e interditou o Canil Céu Azul, em Piedade, região de Sorocaba, no interior do estado de São Paulo, que mantinha cerca de 1.500 cães de raça em condições inadequadas, em desacordo com as normas sanitárias.