Edição 309Outubro 2020
Terça, 27 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 295 Agosto 2019

Murray

Professor de Educação Física

Alberto: “Não haverá nação desenvolvida se a disciplina da Educação Física não for tratada pelos governos como prioridade”

Professor de Educação Física

Alberto Murray Neto

Dia 1º de setembro é o Dia do Professor de Educação Física. A prática do exercício físico está indissociavelmente ligada à história da humanidade. Em seus primórdios, o ser humano usava a força física como uma necessidade para sua própria sobrevivência. Com o avanço da civilização e quando o homem não mais precisou usar sua força física como meio de sobrevivência, como herança genética de seu passado, continuou sentindo necessidade de seguir lutando. E seguiu praticando exercícios físicos, desta vez com o objetivo de aprimorar sua condição de vida, como elemento de saúde e formação de caráter.

Não haverá nação desenvolvida se a disciplina da Educação Física não for tratada pelos governos como prioridade e dar a ela a mesma relevância que se dá, nas escolas públicas, às outras matérias.

Minha homenagens aos mestres Régis Trois de Avila, Georgios Stylianos Hatzidakis, Jose Medalha, Nestor Soares Publio, Pedro Henrique Camargo de Toledo, José Antonio Rabaça, Carlos Gomes Ventura (in memorian), Moacir Pinheiro Guimarães, Alexandre França, Ricardo Antonio D’Angelo, Jorge Bichara, Marco Antonio La Porta, Paulo Wanderley Teixeira e tantos outros que dedicam suas vidas a essa nobre profissão.

Destaco ainda meu avô, major Sylvio de Magalhães Padilha, atleta finalista olímpico, precursor da Educação Física no Brasil, militar destacado e professor de Educação Física, instrutor da Esefex e presidente de honra da Associação dos Professores de Educação Física do Estado de São Paulo.

Alberto Murray Neto é advogado do escritório Murray – Advogados, de São Paulo.

Responder