Edição 310Novembro 2020
Sexta, 04 De Dezembro De 2020
Editorias

Publicado em 22/05/2016 - 1:51 pm em | 0 comentários

Divulgação

Simone Duarte aplica “mata-leão” e vence no Jungle Fight

Simone Duarte ao lado do presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail, e integrantes da equipe de apoio: Marco Duarte, Márcio André e Sandro Silva

Simone Duarte aplica “mata-leão” e vence no Jungle Fight

Com um clássico “mata-leão”, aos 2m45s do segundo rounde, a pugilista Simone Duarte, patrocinada pela Memorial Necrópole Ecumênica, venceu ontem a paraense Samara “Marituba” Santos.

O combate, na categoria 52 quilos, foi um dos destaques do Jungle Fight 87, o maior evento de MMA da América Latina, realizado no ginásio do Ibirapuera, na capital paulista. Na principal luta da noite, Bruno Cappelozza, do Corinthians MMA, conquistou o cinturão meio-pesado ao vencer o amazonense Klidson de Abreu, da L.A. Esportes.

Ao avaliar sua segunda vitória no Jungle Fight, Simone Duarte contou que impôs sua superioridade logo no primeiro rounde, castigando Samara com chutes e jabs de direta, combinados com cruzados de esquerda.

No segundo rounde, uma sequência de socos e um potente swing de direita fez a paraense balançar, e, no desespero, tentar levar a luta para o chão. Sua estratégia, contudo, não deu certo, pois facilitou Simone na aplicação do mata-leão, o conhecido golpe de estrangulamento usado nas artes marciais. Ao final do combate, ao ser parabenizada pelo presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail, foi orientada para continuar treinando, pois em breve voltará ao octógono.

“Só tenho a agradecer o sr. Pepe (Pepe Altstut, incentivador do esporte e seu patrocinador por meio da Memorial) e o trabalho de minha equipe”, disse Simone Duarte, elencando todos que a auxiliam nos treinamentos: boxe com o marido, o ex-pugilista Marco Duarte; muay thay, com Márcio André; preparação física com Sandro Silva; jiu-jitsu com Erisvaldo e Wagner; e apoio de Robson e Roni.

Simone Duarte é detentora de três cinturões de boxe – entre os quais, campeã mundial na categoria Galo pela Comissão Mundial de Boxe (CMB). Em sua estreia, em janeiro, no Jungle Fight de MMA (Mixed Martial Arts, que envolve diferentes artes marciais), venceu também por finalização a mineira Camilla Guimarães Reis.

Responder