Edição 308Setembro 2020
Sexta, 23 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado em 19/06/2019 - 7:47 am em | 0 comentários

Divulgação

São Paulo adota novas ações para combater a violência no trânsito

Programa Respeito à Vida inclui obras, convênios e conscientização

São Paulo adota novas ações para combater a violência no trânsito

O governador João Doria e o vice Rodrigo Garcia apresentaram ontem as ações do programa Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade, com ações focadas em educação no trânsito, obras em rodovias e convênios para melhorias em vias municipais, além de nova campanha de mídia voltada para motociclistas, grupo que lidera as estatísticas de acidentes de trânsito no Estado.

“O programa Respeito à Vida vai garantir à população, por meio de medidas preventivas e educativas, o direito de transitar por vias e rodovias paulistas com segurança. Com foco em educação e comunicação, o programa Via Escola, que será desenvolvido pela Secretaria de Educação e o Detran, vai levar para as escolas da nossa rede os conceitos de paz, tolerância, responsabilidade e orientação no trânsito, para que as crianças levem aos seus pais esses conhecimentos e multipliquem essas ações. Também vamos incentivar a realização de obras e pequenos ajustes em 100 pontos críticos de estradas administradas pelo DER, todos mapeados pelo Infosiga”, destacou Doria.

O Programa Respeito à Vida é responsável ainda pela gestão do Infosiga SP, sistema de dados que traz informações mensais sobre ocorrências fatais de trânsito. Em 2019, de janeiro a abril, o Estado registrou 1.605 óbitos, redução de -4,6% na comparação com o mesmo período do ano passado (1.683 vítimas fatais).

A promoção da cidadania no trânsito é uma das principais vertentes do programa, assim como a formação técnica para capacitar profissionais na gestão da mobilidade. A Secretaria da Educação, em parceria com o Detran.SP, vai levar o tema trânsito para as salas de aula de toda a rede estadual de ensino por meio do Via Escola.

“Esse trabalho se inicia com a valorização e capacitação dos educadores, que serão treinados para incluir a segurança viária de forma transversal na grade curricular, além de reforçar direitos e responsabilidade de todos os atores do trânsito. É focando na educação no trânsito que teremos condutores mais responsáveis no futuro”, afirmou Rodrigo Garcia.

Um novo curso de qualificação com foco na mobilidade urbana e a segurança no trânsito também será promovido. A iniciativa é do Centro Paula Souza e terá turmas com início em 2020, preparando profissionais para atuarem nas esferas municipal e estadual, assim como na iniciativa privada e terceiro setor.

O mapeamento do Infosiga SP mostrou que o maior número de fatalidades de trânsito ocorre em vias municipais. Para reduzir esses índices, o programa Respeito à Vida, em parceria com o Detran.SP, celebra o convênio com 304 prefeituras e destina recursos de multas para intervenções de engenharia como a implantação de lombofaixas, faixas de pedestres e ciclovias, além de melhorias na sinalização.

“A parceria com os Prefeitos é uma estratégia para auxiliar não apenas financeiramente as cidades, mas também prestar suporte técnico para a geração de projetos eficientes e com base nos dados do Infosiga SP. E os recursos, cerca de R$ 200 milhões, vêm das multas do Detran.SP. Ou seja, o dinheiro do infrator é revertido em ações para um trânsito mais seguro, sem onerar o Estado”, explica Garcia.

Desta forma, o programa está presente em todos os municípios integrados ao Sistema Nacional de Trânsito e beneficia diretamente 96% da população do Estado.

Estreou ontem a nova campanha publicitária do governo de São Paulo e Detran.SP com foco nos motociclistas, líderes nas estatísticas de acidentes de trânsito no estado. Somente neste ano, ocorreram 566 fatalidades neste grupo. Os motociclistas representam 35% das vítimas de trânsito.

Os filmes da campanha serão veiculados na TV e rádio, mas também há um forte investimento em mídia online, incluindo ações com influenciadores digitais. Segundo o Infosiga, 42% das vítimas são jovens com idade entre 18 e 29 anos. Os acidentes estão concentrados nos finais de semana (39%) e no período noturno (52%).

Em outra frente, o programa Respeito à Vida e o Departamento de Estradas de Rodagens (DER), órgão vinculado à Secretaria de Logística e Transportes, promoverão melhorias em 100 trechos com alto índice de acidentes em rodovias estaduais. O trabalho de identificação de pontos críticos tem como base as estatísticas do Infosiga SP e promove intervenções por meio de obras de modernização, implantação de radares, lombadas, placas, pintura de faixas, colocação de defensas metálicas ou barreiras de concreto.

Responder