Santos melhora indicadores de segurança com apoio da Guarda Municipal – Jornal Perspectiva
Edição 282Julho 2018
Quarta, 22 De Agosto De 2018
Editorias

Publicado em 1/03/2018 - 7:51 am em | 0 comentários

Rogério Bomfim/Secom-PMS

Santos melhora indicadores de segurança com apoio da Guarda Municipal

Guarda Municipal protege patrimônio com ações preventivas

Santos melhora indicadores de segurança com apoio da Guarda Municipal

Assim como Helsinki, na Finlândia, Oslo, na Noruega, e Nova York, nos Estados Unidos, Santos registrou no ano passado baixo índice de homicídios: 2,26 casos para cada 100 mil habitantes, segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), enquanto em Helsinki foi de 2,4; Oslo, 3,2; e Nova York, 3,4.

Numa comparação estadual, o município de São Paulo teve no ano passado taxa de 8,02 homicídios por 100 mil habitantes; Campinas, 11,91; São Bernardo do Campo, 6,5; e Piracicaba, 4,44, também conforme dados da SSP.

Em Santos, a avaliação é de que, além da atuação das Polícias Militar e Civil, os resultados foram potencializados pela infraestrutura da cidade. A Guarda Municipal, por exemplo, tem um efetivo de 439 profissionais, com o apoio de 23 veículos, 10 motos, quatro bicicletas e um barco.

A corporação está distribuída entre as coordenadorias do Centro, Praia, Zona Noroeste, Morros e Caruara, na Área Continental. Para incrementar o apoio à segurança no Centro Histórico, em 2017 foi criado o projeto Cidade Segura, no qual 30 guardas municipais usam duas motos, duas viaturas e duas bicicletas para fazer o policiamento na região central e se aproximar de comerciantes, trabalhadores e moradores.

A Guarda também conta com a Ronda Municipal (Romu), composta por 42 pessoas em seis veículos, que oferecem apoio em operações especiais.

A taxa de homicídios de Santos do ano passado representou o segundo melhor desempenho no levantamento histórico, que disponibiliza dados da SSP a partir de 1999. Apenas em 2015, a taxa de homicídios ficou menor, atingindo o recorde de 1,94 por 100 mil habitantes.

Na opinião do secretário municipal de Segurança, Sérgio Del Bel, os números se devem à infraestrutura de segurança oferecida pela Cidade, lembrando a melhora na iluminação pública e as 671 câmeras de monitoramento (serão 1.460 até dezembro). “Tudo isso ajudou”, disse o secretário.

Na modalidade roubo de veículos, para cada 100 mil veículos, Santos atingiu a menor taxa: 82,22. É a primeira vez nesse período que o índice fica abaixo de 100. Já o número de roubos por 100 mil habitantes ficou em 611,30, o menor desde 2009.