Edição 290Março 2019
Sábado, 23 De Março De 2019
Editorias

Publicado em 27/12/2018 - 8:08 am em | 0 comentários

Divulgação

Porto investe mais de R$ 5 mi no meio ambiente e segurança das operações

São Sebastião: principais movimentações foram de cargas vivas

Porto investe mais de R$ 5 mi no meio ambiente e segurança das operações

O ano de 2018 foi de crescimento para o Porto de São Sebastião, no litoral Norte de São Paulo, que movimentou cerca de 718 mil toneladas de produtos, um aumento de 32% em relação ao ano passado. Na importação, os principais produtos operados foram o granel sólido, carbonato de sódio (barrilha), sulfato de sódio, malte, cevada, ulexita e gipsita. Na exportação, as principais movimentações registradas foram de cargas vivas (bovinos) e automóveis. Somente em 2018, o Porto exportou aproximadamente 148 mil cabeças de gado, um aumento de 188% se comparado com o ano anterior.

Além disso, foi registrado crescimento de 35% no número de embarcações que passaram pelo Porto. Em 2017, 63 navios atracaram em São Sebastião. Já em 2018, até o final de novembro, foram registrados 78 navios. A previsão é que o número chegue a 85 embarcações até o final do ano.

O crescimento na movimentação vem acompanhado de investimentos na segurança das operações com aquisição de um scanner, que funciona como um raio x, e é capaz de visualizar o conteúdo no interior de um contêiner. Quando o caminhão passar pelo equipamento, as imagens captadas da carga serão enviadas à Receita Federal, que analisará se a mercadoria está de acordo com a legislação.

A nova tecnologia tornará a fiscalização mais eficiente, reduzindo o tempo de liberação das mercadorias de importação, exportação ou cabotagem. Com investimento de R$ 4,2 milhões do Governo do Estado, o Porto de São Sebastião concluiu a instalação do scanner que já está funcionando em fase de teste e terá suas operações iniciadas a partir de janeiro. Além disso, o Porto vem aprimorando ISPS Code, sistema que segue normas internacionais de segurança para controle de acessos de pessoas e cargas, inclusive com monitoramento de navios, tornando as operações mais seguras.

A Companhia Docas São Sebastião vem mantendo seu compromisso de melhoria contínua na gestão ambiental. Em 2018, investiu R$ 1 milhão em programas que garantem sua classificação entre os três melhores portos do país, conforme o Índice de Qualidade de Gestão Ambiental em Portos Organizados (IQGAPO).

Este ano, o Porto de São Sebastião renovou a certificação da norma ISO 14.001/2004, conquistada em 2015, quando se tornou o primeiro porto público do país a ter o selo internacional, que passa a ter validade até março de 2021. A adesão à certificação ISO 14.001 comprova o desempenho da gestão ambiental da Companhia, por meio do controle dos aspectos e impactos ambientais relacionados às atividades desenvolvidas.

O Porto de São Sebastião é administrado pela Companhia Docas de São Sebastião desde 2007. É fundamental para o desenvolvimento do Vale do Paraíba e região de Campinas, pois tem grande potencial para escoamento das cargas produzidas ou importadas. A localização privilegiada, com duplos acessos aquaviários, e a capacidade de operar cargas de alto valor agregado são diferenciais do porto, que sedia também o Terminal Almirante Barroso (Tebar), voltado exclusivamente às cargas da Petrobrás.