Edição 296Setembro 2019
Domingo, 15 De Setembro De 2019
Editorias

Publicado em 28/08/2019 - 7:49 am em | 0 comentários

Isabela Carrari/Secom-PMS

Livraria flutuante já recebeu mais de 11 mil visitantes no Porto de Santos

Logos Hope: a maior livraria flutuante do mundo

Livraria flutuante já recebeu mais de 11 mil visitantes no Porto de Santos

A abertura oficial da maior livraria flutuante do mundo, o navio Logos Hope, ontem, no Cais da Marinha, no Porto de Santos, reuniu autoridades municipais, portuárias, da marinha, líderes religiosos e jogadores do Santos FC. A embarcação ficará na cidade até 15 de setembro oferecendo mais de 5 mil títulos e intercâmbio cultural com 400 voluntários de mais de 60 países. Atracado desde o sábado passado, o Logos Hope já recebeu mais de 11 mil visitas aos eventos artísticos, exposições interativas e atividades multiculturais.

“É um prazer para nossa cidade receber essa tripulação. Vocês estão levando cultura, arte, informação e transformação para todos os cantos do mundo. Levam o que há de melhor em cada nação, que é o voluntariado e o amor ao próximo. Estamos felizes por Santos ser o primeiro porto brasileiro, do total de cinco, a receber vocês. Nossa cidade é global, com tradição em acolher bem a todos que nos visitam”, disse o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, que abriu oficialmente a livraria ao lado do diretor da embarcação, o sul-coreano Pil-Hun Park, e do capitão do Logos Hope, Tom Dyer.

Conforme Park, a visão do Logos Hope é ajudar a todos em todo o mundo: “Atingimos essas metas de diversas maneiras, compartilhando conhecimento, ajudando em diversos projetos sociais e disponibilizando bons livros. Levamos nossos valores e esperança”. O capitão do navio falou que a iniciativa é uma plataforma de treinamento para os jovens: “Eles são treinados para trabalhar na hotelaria, nas relações públicas ou nos projetos sociais, entre outras funções. Depois de dois anos voltam para casa com muitas habilidades. Somos muito agradecidos pelos brasileiros que fazem parte disso”.

Agraciado com um livro, o prefeito presenteou a tripulação com uma publicação sobre o Museu Pelé autografada pelo Rei, entregue juntamente com os jogadores Jean Mota e Felipe Jonatan, do Santos FC. Depois da permanência na cidade, o Logos Hope partirá para o Rio de Janeiro, onde ficará de 19 de setembro a 6 de outubro e, na sequência, irá para Vitória, Salvador e Belém.

No convés, fica a livraria repleta de exemplares a preços acessíveis nos idiomas português e inglês, de variados temas: cristão, infantil, gastronomia, esporte, artes, ciência, didática, ficção, romance, entre outros. Os pagamentos podem ser em dinheiro ou com cartão de crédito. Cartões de débito não são aceitos.

No próximo domingo e nos dias 5 e 8 de setembro, haverá o espetáculo teatral “O leão, a feiticeira e o guarda-roupa”, às 15h30 e às 19h30. Recomendada para maiores de 7 anos, a peça é uma adaptação do clássico de Clive Staples Lewis por Jimmy Hendricks. O ingresso custa R$ 20. Outra atração é o “Encontro das Culturas”, a ser realizado dia 7, às 16 e às 19h30, com entrada a R$ 10. Interessados podem comprar os ingressos antecipadamente pela Internet.

Visitas monitoradas de escolas podem ser feitas mediante agendamento. O contato deve ser pelas redes sociais (Facebook – logoshopesantos e Instagram – @santoslogoshope). No passeio, os alunos conhecerão o navio, os locais de convivência dos tripulantes, a história da embarcação, além da livraria.

O navio Logos Hope está em operação desde 2009 pela GBA Ships, uma organização cristã internacional sem fins lucrativos, sediada na Alemanha, que desde 1970 atua em embarcações com um programa multicultural e social, somando visitas a mais de 1.400 portos, em mais de 160 países e territórios no mundo e 46 milhões de visitantes a bordo. O programa já visitou Santos com outros navios há 40 anos: Doulos em 1979, 1981 e 1983, e Logos II nos anos de 1991, 1994 e 1999.

As visitas podem ser feitas até 8 de setembro, de terça a sábado, das 10 às 21 horas, e domingo, das 14 às 21 horas; de 10 a 15 de setembro, de terça a domingo, das 14 às 21 horas; segundas-feiras permanece fechado para manutenção. A entrada custa R$ 5, sendo gratuita para crianças até 12 anos e idosos acima de 60.