Edição 310Novembro 2020
Sexta, 04 De Dezembro De 2020
Editorias

Publicado em 17/09/2016 - 2:47 pm em | 0 comentários

Divulgação/Washington Alves/MPIX/CPB

Lauro Chaman é prata no Ciclismo de Estrada

Chegada de Lauro Chaman: acirrada disputa com o italiano

Lauro Chaman é prata no Ciclismo de Estrada

Após o bronze, o paraciclista Lauro César Chaman, da equipe Memorial-Santos/Fupes, conquistou medalha de prata na prova de resistência no Ciclismo de Estrada, categoria C4-5, hoje, nas Paralimpíadas Rio 2016. Na quarta-feira passada, Chaman obteve o bronze na prova de estrada contrarrelógio, categoria C-5.

Chaman completou em 2h13min46 o percurso de 87 km no circuito montado no Pontal do Recreio dos Bandeirantes, atrás do holandês Daniel Abraham Gebru, com 2h13min08. O bronze ficou com o italiano Andrea Tarlao, com menos de um segundo atrás de Chaman. Entre 31 participantes, Soelito Ghor, também da equipe Memorial-Santos/Fupes, terminou em 14º lugar.

Nos primeiros 15 quilômetros Chaman esteve à frente da competição, com Jiri Jezek, da República Tcheca, em segundo, e o italiano Pierpaolo Addesi, em terceiro. Em outra parcial, o holandês Gebru passou a liderar, deixando Chaman em segundo e o italiano Tarlao em terceiro. Ao final, quando as posições já estavam invertidas, houve acidente envolvendo os líderes Yehor Dementyev, da Ucrânia, e Alistair Donohoe, da Austrália, beneficiando Gebru e Chaman.

“Foi um sonho que virou realidade”, afirmou Chaman: “Minha família e meus amigos me viram ganhar a medalha. Eles alugaram um microônibus para vir e foi muito importante tê-los aqui”.

“Chaman andou escapado durante quase toda a prova e contou com o suporte do Soelito, quando necessário e possível. Chaman tem todo o mérito e trabalhou muito para isso”, comemorou Cláudio Diegues, coordenador técnico da equipe Memorial-Santos/Fupes: “Estamos muito felizes com o resultado, pois foram duas medalhas inéditas para o Brasil”.

Diegues aproveitou para agradecer todos que colaboraram para que a boa campanha do Ciclismo: “Todos nós, equipe, Confederação, Comitê Paralímpico, técnicos, apoiadores, patrocinadores, principalmente nosso comandante Pepe Altstut, todas as pessoas que dão suporte ao ciclismo estão de parabéns. Agradecemos ainda a Prefeitura, que dá apoio através da Fundação Pró-Esporte, enfim, todas as pessoas que torcem e contribuem para que seja possível manter nossa equipe e nossos atletas no topo durante tantos anos”.

A equipe Memorial-Santos/Fupes conta com co-patrocínio da Unisanta, VZAN e Spiuk e apoio da ERT Uniformes, Clínica Ortocenter e MemorialStore.

Responder