Edição 273Outubro 2017
Segunda, 20 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado em 13/07/2017 - 11:27 am em | 0 comentários

Divulgação

Informações que todo mundo precisa saber sobre a energia eólica

Energia eólica: mais limpa, com menos custo ambiental

Informações que todo mundo precisa saber sobre a energia eólica

Um dos caminhos para a renovação da matriz energética brasileira é a energia eólica, mais limpa, com menos custo ambiental, e que alcança mais pessoas no país do que se pode imaginar. Em maio de 2017, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), existiam 443 parques eólicos em operação

Segundo o Balanço Energético Nacional, do Ministério de Minas e Energia – Empresa de Pesquisa Energética (EPE), hoje cerca de 47 milhões de pessoas estão sendo abastecidas com energia eólica, um número maior que a população do Sul e Norte do Brasil somados.

Países com territórios relativamente pequenos, como a Costa Rica, já trabalham com quase 100% de sua matriz energética proveniente de energia renovável e, segundo estimativa da COP 21 das Nações Unidas, até 2050, 139 países terão condições de atingir esse mesmo patamar

“Apesar do custo relativamente alto de um aerogerador o investimento vale a pena pela sua capacidade de produção de energia por um longo período”, explica Alexandre Pereira, gerente de Operações da UL DEWI e UL AWS Truepower no Brasil, empresas da UL com foco em energias renováveis.

  1. Por que a energia de uma usina eólica é considerada renovável e a de uma hidrelétrica não? Na verdade, ambas são energias limpas. A definição de energia renovável passa necessariamente pela consideração da fonte utilizada para geração de energia. No caso da energia eólica e hidrelétrica, que utilizam o vento e água respectivamente para geração de energia elétrica, ambas são fontes consideradas renováveis. Porém, os impactos ambientais são bastante diferentes.
  2. É possível saber se a energia que recebo vem de fontes renováveis? Na prática não, porque toda a eletricidade produzida pelos parques eólicos é injetada na rede de transmissão e espalhada por todos pontos da rede elétrica. Como nosso sistema é muito interligado, não é possível saber de qual usina geradora está vindo a eletricidade que chega em cada unidade consumidora.
  3. Dá para produzir energia eólica em todo Brasil ou só em alguns estados? A energia eólica pode ser produzida em qualquer Estado e em qualquer lugar do planeta, mas só é economicamente viável em locais em que as condições de vento são boas para os aerogeradores. Alguns Estados do Brasil, principalmente os da região Nordeste, possuem um potencial muito grande e conseguem produzir energia a preços comparáveis com as grandes hidrelétricas.
  4. O que acontece num bairro abastecido por uma usina eólica quando para de ventar? A energia acaba? No sistema interligado brasileiro isto não acontece nunca, pois sempre tem uma unidade geradora contribuindo para atender a demanda, nesse caso o bairro seria abastecido de energia, mas de uma outra fonte. A diversificação e complementaridade de uma matriz energética com várias fontes, como está se tornando o sistema elétrico brasileiro, é uma das características mais positivas relacionadas à disponibilidade e custo.
  5. A poluição do ar influencia a geração de energia eólica? Sim, os poluentes de fontes naturais, como a maresia e aqueles gerados pela atividade humana, como o dióxido de carbono, podem afetar o desempenho aerodinâmico do rotor e a integridade dos componentes, diminuindo o tempo de vida do aerogerador.
  6. É perigoso passar embaixo ou perto de uma turbina eólica? Existe eletricidade ou radiação no local? É totalmente seguro passar perto e mesmo embaixo de uma turbina eólica em operação. Não existe radiação e nenhum poluente, nem risco para pessoas no chão ao redor da turbina eólica. A eletricidade produzida pela turbina eólica é normalmente conduzida por cabos subterrâneos até uma subestação e de lá distribuída para a rede elétrica.
  7. Se ventar demais uma turbina eólica pode cair? É perigoso passar perto delas numa tempestade? Não. Acidentes com turbinas eólicas são raros, pois estas máquinas são projetadas para resistirem a tempestades, raios e até mesmo furacões. Em casos extremos, é possível que o sistema de controle de uma turbina eólica desligue e trave o movimento para proteger a máquina até que as condições meteorológicas melhorem. A turbina eólica tem para-raios e estar próximo de uma delas durante uma tempestade é tão perigoso quanto estar perto de um prédio alto ou de uma torre de transmissão de energia elétrica.
  8. Quantas pessoas são necessárias para operar uma usina eólica? Qual é a formação que ela deve ter? Para a operação do dia a dia, zero. Não há necessidade de operadores para um parque eólico. Os aerogeradores são projetados com um sistema de controle que faz toda a operação, 24 horas por dia, em qualquer condição climática, por toda a vida útil da máquina (por 20 anos ou mais). Porém, como toda máquina, o aerogerador necessita de manutenções. Periodicamente, ou tipicamente a cada 4 mil horas de funcionamento, uma série de ações de manutenção preventiva deve ser realizada por técnicos mecânicos e eletricistas. Em alguns casos, manutenções corretivas são necessárias para consertar peças e componentes. Engenheiros analisam o estado dos componentes e sistemas, coordenam as ações e fazem laudos técnicos. Operadores de guindastes podem ser requeridos, e escaladores industriais (que utilizam técnica de rapel) são frequentemente envolvidos nas atividades de manutenção das pás. A subestação elétrica do parque eólico requer os mesmos cuidados que qualquer outra subestação de energia
  9. Uma turbina eólica interfere na fauna local, como pássaros e insetos? Normalmente não há interferência nenhuma na fauna local. Devido ao movimento de rotação lento das pás, os pássaros não têm dificuldades de identificar o obstáculo durante o voo. Entretanto, em alguns locais muito específicos, onde existe uma rota migratória de pássaros, medidas preventivas foram adotadas para evitar impactos negativos.
  10. Por que as turbinas eólicas são brancas? Não seria melhor se fossem de uma cor que as disfarçasse no ambiente? A cor branca das turbinas eólicas surgiu na década de 80 quando elas eram ainda relativamente pequenas, do tamanho de árvores. As pás eram pintadas de branco para refletir a radiação solar e evitar degradação dos materiais compósitos utilizados na fabricação das mesmas. Nos países europeus, em que começaram a ser desenvolvidas e instaladas, as turbinas eólicas brancas causavam pouco impacto visual no inverno sempre nevado e no verão eram pouco visíveis por causa da vegetação. Sempre houve uma grande preocupação pela estética dos aerogeradores. A cor branca, associada à relação entre o tamanho do rotor, a altura da torre e a velocidade de rotação foram as principais características que compuseram o conjunto esteticamente agradável e discreto que predominou e virou padrão até hoje.