Edição 280Maio 2018
Sexta, 22 De Junho De 2018
Editorias

Publicado em 19/04/2018 - 8:19 am em | 0 comentários

Divulgação

Feriado de Tiradentes com atrações nos espaços da Cultura do Estado

MIS-SP apresenta a mostra Maio Fotografia

Feriado de Tiradentes com atrações nos espaços da Cultura do Estado

Mostras artísticas, rodas de conversa, feiras de artesanato e degustação de cafés especiais são alguns dos destaques da programação para o feriado de Tiradentes nas instituições mantidas em São Paulo pela Secretaria de Estado da Cultura.

Confira as opções.

Na capital.

O Museu da Imagem e do Som (MIS-SP) inaugura, no sábado 21, a mostra Maio Fotografia. A abertura, a partir das 14 horas, tem entrada gratuita e traz também rodas de conversa com Walter Carvalho, Ronaldo Entler e Laura Del Rey. Confira detalhes no site www.mis-sp.org.br

Também no sábado, a Pinacoteca de São Paulo realizará a primeira edição da Contação de História em Libras (Língua Brasileira de Sinais) em 2018. A narrativa, liderada pela educadora surda Sabrina Denise Ribeiro e pela intérprete de Libras Elisabeth Figueira, será construída a partir da obra Praia de Biarritz (1913) de Paul Michel Dupuy, em exposição na mostra “Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo”. A atividade começa às 15 horas e é gratuita e aberta a surdos e ouvintes. Não é necessária inscrição prévia e o ponto de encontro será a sala 9 – segundo andar da Pina Luz.

O Museu da Casa Brasileira recebe o Mercado das Madalenas – uma feira de produtos autorais e exclusivos – especial de Dia das Mães. Sábado e domingo, 21 e 22 de abril, das 10 às 20 horas, mais de 100 expositores de diversos segmentos estarão expondo seus produtos. O público poderá conferir também as exposições de longa duração “Remanescentes da Mata Atlântica & Acervo MCB” e “A Casa e a Cidade – Coleção Crespi Prado” e a nova mostra “Design Aerodinâmico”, com mais de 250 objetos de vários segmentos, como meios de transporte e utensílios domésticos.

No mês em que o Estádio do Pacaembu completa 78 anos, quem visitar o Museu do Futebol poderá explorar o túnel do antigo vestiário, caminho que os jogadores faziam para acessar o gramado, durante todo o dia. Nos dias 21 e 22, o Espaço Dente de Leite, ambiente educativo para bebês e crianças de até três anos e suas famílias, terá uma atração especial: o espetáculo teatral “Ciranda Cirandá”, da Cia Tricromática, com a história de um boi que sonhava voar, será apresentado às 14h00 no sábado e às 11h30 no domingo. No dia 21, das 14 horas às 15h30, a ação “Qual Goleiro Sou Eu?” convida os visitantes para um jogo de tabuleiro com cartas contendo informações sobre grandes goleiros brasileiros. Já no domingo, 22, a atividade “Gol de Letra”, das 14 horas às 15h30, desafiará o público a observar caricaturas e frases e descobrir quem é o autor de cada citação.

No Museu da Imigração, dia 21, às 15 horas, vai acontecer a “Mongaba no Museu” – “mongaba” em tupi-guarani, significa “reunião para falar”. Nesse jogo, os participantes poderão brincar de construir histórias a partir de palavras nessa língua. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo e-mail inscricao@museudaimigracao.org.br. Nos fins de semana de abril, as visitas educativas, realizadas sempre às 11h00, terão o tema “Migrações indígenas”. Tomando como base a existência do Peabiru, uma série de caminhos indígenas utilizados desde muito antes da chegada dos europeus, a atividade propõe uma conversa sobre os fluxos migratórios a partir de mapas e vídeos presentes na exposição de longa duração.

No fim de semana do feriado serão realizados os últimos encontros da oficina “Desenhando o Catavento”, no Museu Catavento. Nela, os participantes vão aprender técnicas de observação e explorar o museu registrando tudo em um sketchbook, tipo de caderno utilizado pelos desenhistas de observação. As sessões ocorrem às 10, 12, 14 e 16 horas. Quem for ao Catavento pode ainda conferir a exposição “Desenhando o Palácio das Indústrias”, das 9 às 17 horas.

O Museu Afro Brasil terá novidades: no dia 21, serão inauguradas cinco novas exposições: “Um Frans, a natureza – Exposição em memória de Krajcberg: Esculturas, relevos e fotografias”; “Um Deoscóredes – 100 anos do Alapini Deoscóredes Maximiliano dos Santos: Arte e Religiosidade”; “Os Africanos – O olhar europeu da fotografia contemporânea”; “África Contemporânea” e “África e a presença dos espíritos”. Duas delas oferecem homenagens póstumas a dois nomes fundamentais das artes visuais no Brasil no século XX: o pintor, escultor, gravurista e fotógrafo Frans Krajcberg (1921-2017), falecido no ano passado, e Mestre Didi (1917-2013), cujo centenário de nascimento foi celebrado no último dia 2 de dezembro.

No interior.

Quem for ao Museu do Café, em Santos, no dia 21, poderá visitar o Centro de Preparação de Café e degustar até três variações da bebida. As visitas serão realizadas às 10h30, 12, 15 e 17 horas e os participantes aprenderão um pouco mais sobre as características e peculiaridades de cada grão, além das diferenças existentes entre os tipos de cafés de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), e o que isso influencia no resultado da bebida. A entrada no museu é gratuita, a degustação custa R$ 10. Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br

Também no sábado, 21, das 11 às 15 horas, o Museu Felícia Leirner, em Campos do Jordão, celebra o Dia Mundial do Desenhista com a atividade “Família no Museu: Desenho Livre”, em que os participantes serão convidados a conhecer algumas técnicas de desenho livre, como o desenho às cegas, o desenho por observação e o desenho em partes. A entrada do museu custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). No domingo, 22, às 10h30, será realizado o debate “Diálogos Impertinentes” com o tema “Privilégio Heterossexual”. Mais informações em www.museufelicialeirner.org.br

Nos fins de semana de abril, o Museu Casa de Portinari, em Brodowski, a atividade “Família Legal” realiza brincadeiras que estimulam o raciocínio, a concentração, a memória e a união entre amigos e familiares, sempre inspiradas na vida e obra de Candido Portinari. As atividades são gratuitas, no jardim do museu, das 9 às 12 e das 14 às 16 horas.

Também em todos os sábados e domingos do mês, o Museu Índia Vanuíre, em Tupã, realiza, das 9 às 16 horas, oficinas culturais para famílias. Este mês, a atividade é a confecção de um leque feito em papel cartão com ênfase nos imigrantes espanhóis. A entrada é gratuita.

Bibliotecas.

A Biblioteca de São Paulo terá atividades para todas as idades nos dias 21 e 22 de abril. No sábado, 21, das 11 às 11h45, a atividade “Lê no Ninho” irá estimular a iniciação à leitura para crianças entre seis meses e quatro anos. A atividade se repete no domingo, 22, das 11h30 às 12h15. Das 11 às 13 horas, o “Jogos para todos” oferece oficina de xadrez, – tabuleiros adaptados estarão disponíveis para pessoas com deficiência visual. Às 16 horas, todos poderão participar do “Hora do Conto”, contação de histórias com a Cia Ruído Rosa, que apresentará “Viagem ao Céu”, de Monteiro Lobato, em homenagem ao aniversário do escritor. No domingo, a “Hora do Conto”, também às 16h00, contará a história “Maori e o tubarão”, com narração em Libras. Mais informações no site https://bsp.org.br

Já quem visitar a Biblioteca Parque Villa-Lobos poderá conhecer a Exposição-caderno: Villa-Lobos 2015-2017, de Rubens Matuck, com reproduções do caderno de viagem que o artista fez durante suas idas ao Parque Villa-Lobos entre 2015 e 2017. Nos dias 21 e 22, das 10 às 17 horas, a biblioteca terá programação especial em homenagem ao Dia Internacional do Livro, comemorado em 23 de abril. O programa “Lê no Ninho” acontece nos dois dias, das 10h30 às 11h15. A “Hora do Conto” apresentará, no sábado, a história “O reformador do mundo”, de Monteiro Lobato, e, no domingo, “Por que o céu é tão longe”. No dia 21, será oferecida a oficina ”Este é meu livro! Criação, ilustração e montagem”, que ensinará o processo de produção de um livro para as crianças, das 11h30 às 13 horas voltada a crianças de 5 a 8 anos, e das 14 horas às 15h30 voltada para a faixa etária de 9 a 12 anos. No domingo, 22, das 11 às 16 horas, acontece a ocupação literária “Banho de Leitura”, com a proposta lúdica de ler dentro de uma banheira cheia de almofadas e livros, ao ar livre. E das 14 horas às 15h30, a oficina “Onde as histórias se escondem” levará os participantes a usar a imaginação para enxergar contos de fadas e personagens em situações, lugares e obras de arte. As vagas para as oficinas serão preenchidas por ordem de chegada. Mais informações no site https://bvl.org.br

Fábricas de Cultura.

No sábado, 21, as Fábricas de Cultura da Zona Leste terão uma programação especial voltada ao Dia do Livro. Na Fábrica de Cultura Vila Curuçá quem for à biblioteca será convidado a conhecer um pouco da história real da pintora Margaret Keane, conhecida por seus retratos de crianças com olhos grandes e assustadores. A atividade será baseada em trechos do filme “Grandes Olhos”, do diretor Tim Burton. Na Fábrica de Cultura Sapopemba, o cartunista Ziraldo será o destaque na Leitura Mediada. A Fábrica de Cultura Itaim Paulista realiza a oficina de criação “Preparem seus lápis e Pow!”, em que cada participante irá criar sua história em quadrinhos utilizando os elementos básicos da criação, como ilustração do personagem, ambientação e roteiro. A equipe da biblioteca da Fábrica de Cultura Parque Belém fará a mediação de leitura do livro “Noites Tropicais: solos, improvisos e memórias musicais”, de Nelson Motta, que conta a história de Elis Regina, quando ela foi convidada a comandar o programa “O Fino”. Na Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes será dia de karaokê. No “Karaokê do Tim”, os participantes serão convidados a cantar as letras mais conhecidas de Tim Maia, como “Eu amo você”, “Do Leme ao Pontal”, “Primavera”, “Sossego” entre outras. Todas as atividades são gratuitas.

Osesp.

Sob regência de Cláudio Cruz e com participação da soprano Rosana Lamosa, a Osesp apresenta, no sábado, peças de Robert Schumann, Ronaldo Miranda e Richard Strauss. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.ingressorapido.com.br Domingo de manhã, a Osesp apresenta na série de concertos matinais um repertório composto por “New Century Dawn”, de David R. Gillingham, “Ghost Train”, de Eric Whitacre, “Aquarium”, de Johan de Meij e “Symphony nº 1”, James Stephenson, com regência Mônica Giardini. A apresentação é gratuita e os ingressos ficam disponíveis para retirada na bilheteria do 1º subsolo a partir de segunda-feira, 16 de abril, limitados a quatro por pessoa. Confira a programação da Osesp em www.salasaopaulo.art.br

Responder