Edição 275Dezembro 2017
Segunda, 18 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado em 11/07/2017 - 8:12 am em | 0 comentários

Raimundo Rosa/Secom-PMS

Estudo aponta Santos como uma das cidades mais seguras do País

Centro Histórico: ranking avalia critérios como monitoramento de áreas de risco

Estudo aponta Santos como uma das cidades mais seguras do País

Santos está entre as 10 cidades mais seguras do Brasil e vem criando cada vez mais condições para se tornar menos violenta, atesta o ranking Connected Smart Cities. O estudo de autoria da consultoria Urban Systems, publicado no site da revista Exame, analisa mais de 700 municípios a partir de 70 indicadores. Santos passou da 29ª (2016) para a 10ª posição e com 1.447 pontos é a 5ª melhor do Estado (a líder nacional é Vinhedo-SP, com 2172).

Na elaboração do ranking, são utilizados como critérios monitoramento de áreas de risco; iluminação pública; taxa de homicídios; acidentes de trânsito; despesas com segurança, além do efetivo de policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito.

O secretário municipal de Segurança, Sérgio Del Bel, analisa que a melhoria no ranking é reflexo da melhora nas condições gerais de Santos, considerando que está dotada de equipamentos e planos de mobilidade, saúde, iluminação, infraestrutura e serviços.

Citando especificamente os investimentos municipais em segurança, Del Bel lembra do aumento no número de câmeras e sua modernização nos últimos anos. Hoje, são cerca de 650 em operação entre fixas (visão de até 150 m), Dome e OCR (digitais de alta resolução, que permitem reconhecer placas de veículos)- aumento de 245% em relação a 2012, quando eram 188.

Também está em fase licitatória para aquisição de equipamentos e mobiliário o futuro Centro de Controle Operacional (CCO), que integrará no embasamento do Paço as imagens das câmeras com órgãos de segurança (Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Samu), trânsito (CET e EMTU) e Serviços Públicos (fiscalização e Meio Ambiente da Prefeitura e concessionárias CPFL, Comgás e Sabesp).

O aumento no efetivo e a melhoria na qualificação dos guardas municipais também é um fator citado pelo secretário, além das forças-tarefas para coibir comércio irregular e outros delitos, integradas pela Prefeitura e órgãos de segurança: “Hoje contamos com cerca de 500 guardas, antes eram cerca de 350 (em 2013). Não podemos esquecer que este resultado é consequência direta do empenho das polícias Civil e Militar”.

No mês passado, a Prefeitura iniciou projeto Cidade Segura, com a criação de um grupo de 30 guardas que atuam no Centro Histórico em ações integradas de prevenção e cidadania. Os resultados foram dois arrombamentos de loja evitados, três presos em flagrante, 29 pessoas abordadas e redução na região de 37% nos crimes de roubo e 27% nos furtos (comparando junho e maio).

Este é o ranking: em 1º Vinhedo (SP), 2º Ipojuca (PE), 3º São Miguel Dos Campos (AL), 4º Mariana (MG), 5º Cabedelo (PB), 6º Paulínia (SP), 7º Amparo (SP), 8º Nova Lima (MG), 9º Artur Nogueira (SP), 10º Santos (SP)