Edição 292Maio 2019
Terça, 25 De Junho De 2019
Editorias

Publicado em 17/08/2018 - 8:20 am em | 0 comentários

Divulgação

Dirigir sob neblina aumenta riscos de acidentes e mortes

Nas rodovias, além do farol baixo obrigatório, motorista pode usar farol de neblina

Dirigir sob neblina aumenta riscos de acidentes e mortes

Tem sido comum nos dias mais frios a formação de neblina (ou nevoeiro) nas cidades e nas rodovias. Dirigir sob essas condições requer muita atenção para evitar acidentes e mortes. Por isso, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) orienta motoristas sobre os cuidados a serem tomados.

Uma dos principais recomendações na neblina é reduzir consideravelmente a velocidade. Isso é importante porque, caso haja necessidade de usar os freios, a frenagem será mais segura, podendo evitar choque com o obstáculo à frente, seja outro veículo ou desvio.

Já nas rodovias, a obrigação é dirigir com o farol baixo. Debaixo de névoa, o motorista também pode usar os faróis de neblina. A luz alta não é recomendada, porque aumenta ainda mais a dificuldade de enxergar. A impressão que se dá é a de uma grande parede branca.

Antes de sair de casa, é recomendável que o motorista verifique se os faróis estão em funcionamento, se não há lâmpadas queimadas (inclusive as de freio), se os freios estão bons, se há água no lavador de para-brisa, entre outros cuidados para uma boa viagem.

Não é recomendado, em nenhuma hipótese, acionar o pisca alerta sob neblina. Esse recurso só é indicado quando há veículo parado no acostamento por falha mecânica. Os pneus, por sua vez, devem estar em dia e calibrados de acordo com as recomendações do fabricante.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a falta de alguns cuidados – obrigação de usar o farol baixo, faróis inoperantes ou lâmpadas queimadas, pneu liso (desgastado) – são infrações e geram multa e pontos na habilitação, e até mesmo a remoção do veículo.

No caso de deixar de manter acesa a luz baixa nas rodovias, a multa é de R$ 130,16 (infração média) e quatro pontos na CNH. Já o farol inoperante ou queimado gera multa de R$ 195,23 (infração grave) e cinco pontos na habilitação.

Mais informações em www.detran.sp.gov.br

Disque Detran.SP – Capital e municípios com DDD 11: 3322.3333. Demais localidades: 0300.101.3333. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas, e aos sábados, das 7 às 13 horas.