Edição 275Dezembro 2017
Segunda, 18 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado em 6/01/2017 - 8:41 am em | 0 comentários

Divulgação/Secom-PMS

Após 20 meses de congelamento, Santos reajusta tarifa de ônibus

Frota santista conta com 52% dos ônibus com ar condicionado

Após 20 meses de congelamento, Santos reajusta tarifa de ônibus

A passagem do transporte coletivo municipal e lotação será reajustada de R$ 3,25 para R$ 3,85 a partir da zero hora de domingo. Os créditos eletrônicos já depositados no Cartão Transporte (CT) serão convertidos em número de passagens, pelo valor anterior, de R$3,25. Aos domingos, continua valendo a meia tarifa de R$ 1,90 para o pagamento com CT comum; e estudantes dos cursos regulares contarão, como de costume, com desconto de 50% no valor da passagem.

O aumento ocorre após 20 meses de congelamento da tarifa – o último foi em maio de 2015. O reajuste será de 18,46%, equivalente à inflação do período, considerando a data-base prevista em contrato (janeiro/2015 a janeiro/2017). Contribuíram para a definição da nova tarifa o aumento dos gastos com a folha de pagamento e benefícios dos funcionários da permissionária, Viação Piracicabana – houve dois acordos coletivos no período – além da elevação de outros insumos que compõem o custo do transporte coletivo, como combustível. Esses dois componentes já somam R$ 0,56 dos R$ 0,60 que serão acrescentados ao preço da passagem.

O cálculo da tarifa do transporte é feito por meio de uma planilha de custos, de acordo com metodologia do GEIPOT, órgão ligado ao Ministério dos Transportes. O valor obtido é influenciado diretamente pelas características de cada sistema de transporte, tais como idade média da frota, tipo de veículos, folha de pagamento dos empregados, número de gratuidades, quantidade de passageiros transportados e quilometragem percorrida.

Nos últimos meses, a administração municipal exigiu da empresa permissionária melhorias no sistema de transporte coletivo, como a substituição dos equipamentos de bilhetagem eletrônica. Todos os ônibus agora possuem aparelhos modernos, que resultam em eficiência na comunicação, rapidez no embarque e menor necessidade de manutenção. Também houve investimento no sistema de monitoramento de frota, melhorando sua eficiência e garantindo consultas mais precisas no site “Quanto Tempo Falta”. Todos os veículos passaram a contar com sistema de georreferenciamento, contra os 60% obtidos com os validadores anteriores.

Em razão de algumas reclamações por parte de usuários de transporte, o sistema de wi-fi foi substituído em todos os ônibus por equipamentos de última geração. Os aparelhos estão sendo testados e já possuem alto índice de aprovação entre os passageiros.

A frota santista conta com 52% dos ônibus com ar condicionado – são 150 dos 286 veículos operacionais, disponibilizados à população gradualmente desde 2013, fruto da implementação do Plano de Melhorias do Transporte.

Uma novidade para o próximo Verão será a aquisição de mais 30 veículos com sistema de refrigeração, totalizando 180 (63%). E até 2020, a frota municipal atingirá 100% de climatização, com ar condicionado em todas os carros das 40 linhas municipais.