Edição 273Outubro 2017
Sábado, 18 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado em 18/07/2016 - 12:28 pm em | 0 comentários

Divulgação

“A Última Peregrinação” será lançado sábado, na Pinacoteca Benedicto Calixto

Reflexões e revelações sobre o Caminho de Santiago

“A Última Peregrinação” será lançado sábado, na Pinacoteca Benedicto Calixto

Nelson Tucci

Quantas vezes você se permitiu questionar sobre as suas certezas? Quantas vezes brigou com os seus demônios? Quantas vezes parou para refletir sobre as coincidências que permeiam a sua vida? Quantas vezes se perdoou? Quantas vezes tentou entender a morte? E… quantas vezes procurou sentir a vida em sua plenitude, captando os sinais mais sutis que lhe são enviados? Quantas? Tem certeza?

É neste profundo mergulhar em si mesmo, levando um papo reto com o seu eu, que o jornalista Luiz Carlos Ferraz constrói a sua obra. Passo a passo ele nos leva pelos Caminhos de Santiago, que são muitos: o Caminho Francês, o Português, o Aragonês, o Sanabrês… E quando tudo já parecia percorrido, ele volta ao início: o Primitivo, que poderia ter sido “naturalmente” o primeiro, mas para ele foi o último a ser peregrinado (até aqui!) – cuja saga ambienta seu mais recente livro “A Última Peregrinação”, que será lançado em 23 de julho, a partir das 17 horas, na Pinacoteca Benedicto Calixto, em Santos.

A obra nos sugestiona ao raciocínio de que se está sempre recomeçando? Ou teria sido esta apenas uma coincidência? Os quase 2.000 quilômetros percorridos a pé, em seis anos (distância equivalente de São Paulo a Montevidéu), mostram mais que o propósito de se descobrir. Revelam o caminho da fé. A fé em Deus, nos milagres, nas coincidências… e por conseguinte a fé em si próprio. A fé reforçada de que é possível – e necessário, talvez? – o exercício da construção, da desconstrução e da reconstrução do humano, do Ser individual. A fé de que o leitor poderá ser sugestionado ao autoconhecimento e buscar as suas certezas. Ou descobrir as dúvidas latentes…

A fé que move montanhas – como nos ensina o dito popular – é a mesma fé que põe o Ser em pé, para olhar adiante, nos ensina Ferraz. Muito além dos imponentes edifícios medievais e dos singelos “pueblos”, dos embrutecidos muros que separam e das providenciais pontes que unem, o jornalista dá uma aula de história, apresentando um pouco do berço da Humanidade pelo território europeu.

Até chegar à Praza do Obradoiro e reencontrar Santiago, o autor nos desvela, com simplicidade e honestidade, muitas dúvidas. E o faz com a mesma simplicidade da qual são dotados os grandes homens, e com as dúvidas que assomam a todas as mentes privilegiadas. Mas pare de se preocupar! Pois citando trechos do Evangelho, Luiz Carlos Ferraz nos leva à reflexão sobre o porquê de se enveredar pelos caminhos de escolhas muitas vezes fúteis e alerta para que não se abandone o essencial. Recorre às Escrituras: “Os que não conhecem a Deus se preocupam com todas estas coisas, mas vós tendes um Pai celestial que bem sabe o que necessitais… Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”.

E de forma direta, o autor nos convida à Caminhada: “Pouco conhecia sobre o Caminho Primitivo quando decidi peregriná-lo em junho de 2015. Sabia que se tratava do primeiro entre os Caminhos a Santiago de Compostela, mas não tinha consciência de que peregrinaria um dos mais difíceis, talvez o mais difícil entre os Caminhos que convergem às relíquias do apóstolo de Jesus, Tiago Maior, rico em paisagens extraordinárias, como no trecho em que atravessa a Cordilheira Cantábrica, que separa, ou une, o Principado das Astúrias e a Galícia. Como consegui vencer este desafio é o que relato neste livro”.

Buen Camino, peregrino!

Santiago de Compostela

Conta a tradição que, após pregar na Espanha, Tiago Maior, apóstolo de Jesus e filho de Zebedeu e Maria Salomé, regressou à Palestina e foi decapitado por ordem do rei Herodes (41-44 d.C.). Seu corpo foi colocado numa barca de pedra e, milagrosamente, viajou da Palestina à Galícia, chegando à costa em Iria Flavia, atual Padrón. O corpo foi sepultado e no século IX encontrado e declarado autêntico pelo bispo Teodomiro. No local, por determinação de Alfonso II, Rei de Astúrias e León, foi construída uma igreja, dando origem à cidade de Santiago de Compostela e ao fenômeno da peregrinação. Uma história que realmente mexe com o sagrado e a capacidade de inquirição de cada um de nós.

Luiz Carlos Ferraz

Luiz Carlos Ferraz: jornalista peregrino

O autor

Luiz Carlos Ferraz, 60 anos, é natural de Santos, no litoral do Estado de São Paulo, e exerce as atividades de jornalista e advogado. Diretor da Titan Comunicação Ltda., é editor do jornal Perspectiva.

Estudioso do Caminho de Santiago, Ferraz realizou seis peregrinações a Santiago de Compostela, percorrendo a pé mais de 2.000 quilômetros. É autor da trilogia “Pedras do Caminho”: “Meu Encontro no Caminho de Santiago”, sobre o Caminho Francês, peregrinado em 2009, 800 km em 29 etapas (Editora Titan/2013); “Sentido do Perdão no Caminho de Santiago”, sobre o Caminho Português, 240 km em 10 etapas, feito em 2010 (Titan/2014); e “Busca sem fim no Caminho de Santiago”, sobre o Caminho Aragonês, 180 km em sete etapas, realizado em 2012 (Titan/2015).

Inaugurou nova série de livros sobre outros Caminhos de Santiago com “Descobrindo novos Caminhos, as pedras do Caminho Sanabrês”, sobre o Caminho Sanabrês, 420 km em 16 etapas, peregrinado em 2014 (Titan/2015), seguido de “Passos do Amor – A Peregrinação de Francisco, de Assis a Santiago de Compostela” (Titan/2015), lançado em 4 de outubro de 2015.

Em junho de 2015 peregrinou o Caminho Primitivo, de Oviedo a Compostela, 320 km em 13 etapas, que inspirou “A Última Peregrinação”.

Em junho passado peregrinou o Caminho Inglês, desde Londres…

Acompanhe o autor em www.facebook.com/CebolaFerraz e no blog www.pedrasdocaminhodesantiago.blogspot.com.br

Ficha Técnica

. Título: “A Última Peregrinação, lágrimas no Caminho Primitivo a Santiago de Compostela”

. Autor: Luiz Carlos Ferraz

. Editora: Titan Comunicação Ltda.

. ISBN: 978-85-910810-7-3

. Formato: 17 cm x 24 cm

. Nº de Páginas: 144

. Cor: 4×4

O evento

O lançamento de “A Última Peregrinação” é uma realização da Titan Comunicação, com patrocínio de Real Consultoria Imobiliária, Pet Memorial, Engeplus Incorporadora e Construtora, Apply Auditores Associados, Ferreira & Cheganças Materiais para Construções, Unisanta, Stiletto, Translitoral, Le Ayres Fotografia Profissional, Toads, Sweet Salt Gourmet, Jornal Perspectiva, Rádio City 102 FM e Prefeitura de Santos.

Metade da renda obtida com a venda do livro será doada à Casa da Esperança de Santos, que em 2017 estará comemorando 60 anos de fundação. A instituição é mantida pelo Rotary Club de Santos e atende crianças e adolescentes portadores de paralisia cerebral.

O livro estará à venda na Realejo Livros e na Livraria Nobel, Bairro Gonzaga, em Santos, e poderá ser solicitado pelo e-mail titan.com@uol.com.br, telefones (13) 3284.2373 / 9.9147.6668.

 LOCAL – A Pinacoteca Benedicto Calixto está localizada na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, Bairro Boqueirão, em Santos, com estacionamento pela Avenida Dr. Epitácio Pessoa, 100.