Edição 275Dezembro 2017
Sábado, 16 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 265 Fevereiro 2017

Saudáveis, a base de insetos…

Assim como peixe cru, ovas de peixe, ostras, que até pouco tempo soavam como ingredientes estranhos, os insetos vem conquistando paladares e mudando conceitos. Ricos em proteínas, eles podem ser incorporados na dieta regular em pratos deliciosos. A FAO, órgão da ONU para a Alimentação e Agricultura, classifica o inseto como alimento. De mais de 1 milhão de espécies de insetos conhecidas, 2 mil são catalogadas como alimento. “Os mais utilizados são produzidos pelas biofábricas, mais seguros para o consumo humano”, afirma o consultor de gastronomia Rossano Linassi, citando as larvas de tenébrio comum e tenébrio gigante, o besouro do tenébrio, larvas de mosca, grilos pretos, barata cinérea, barata de madagascar e eventualmente as formigas tanajura coletadas no interior dos estados de São Paulo e Bahia.