Edição 285Outubro 2018
Quinta, 15 De Novembro De 2018
Editorias

Publicado na Edição 276 Janeiro 2018

Por um Brasil decente

Este 2018 promete. Crescimento econômico – com geração de empregos, naturalmente –, inflação baixa, acesso ao crédito, comida mais barata na mesa, exportação gerando dólares, corruptos sendo lacrados em suas celas, tudo conquistado “por direito”… e o povo torcendo muito na Copa (para justificar a perda de importantes dias de trabalho com esta paixão). A mãe de todas essas ações será a eleição que escolherá, entre outros, o novo presidente da República. Tudo o que foi listado acima, contudo, na boca de certos candidatos poderá não valer nada. Afinal, em ano de Copa do Mundo não faltará quem entre em campo apenas para jogar para a torcida. Algumas caras novas deverão estar na urna eletrônica, como Manu D’Ávila e João Amoêdo. Outros serão mais do mesmo, como se prevê com Alckmin, Ciro, Marina, Álvaro e Cristovam… além dos midiáticos do momento, Lula, Bolsonaro e Collor. Teremos embates, debates, réplicas e tréplicas, mas a pergunta que está na mesa, desde já, é a seguinte: quem, de verdade, quer fazer algo pelo País e não apenas pelo seu bolso? O momento é de prestarmos atenção nos movimentos, porque há tempo de avaliar melhor cada um e escolher direito. Afinal, só queremos um Brasil decente!