Edição 275Dezembro 2017
Segunda, 18 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 246 Julho 2015

Consumidor & Cidadania – Edição 246

Consumidor & Cidadania – Edição 246

. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) lançou campanha que critica a inadequação do Núcleo de Apoio Técnico e Mediação (NAT), criado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), para analisar pedidos de tratamentos médicos em planos de saúde. O NAT será composto por operadoras e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e poderá analisar, antes do juiz, pedidos de cobertura de procedimentos médicos que foram negados pelas operadoras a seus consumidores. Para o Idec, o NAT pode prejudicar o direito à vida e à saúde do consumidor e o direito à inafastabilidade da jurisdição.


. A falta de confiança e de segurança são os principais motivos que levam o consumidor mobile brasileiro a não fazer compras no ambiente online, revela a Pesquisa Consumidor Digital, realizada pelo Centro de Inteligência Padrão (CIP) e pela MeSeems, que traçou o perfil desse consumidor, verificando seus hábitos de consumo via smartphones e tablets. Entre os entrevistados, apenas 21,9% realizam compras mensalmente por smartphones e 18,8% por tablets. Quase metade dos usuários (48,4%) de tablets e 38,1% de smartphones não realizam compras pelos dispositivos, pela falta de confiança e de segurança, que desmotiva 49,6% por smartphones e 37,4% por tablets.


. Rogério Santos, diretor da RealtON, listou cinco dicas para quem quer aproveitar a baixa de preços e investir em um imóvel: 1. Fique de olho em ofertas relâmpago, 2. Use sua reserva com inteligência, aproveitando para negociar o valor de entrada, por exemplo, 3. Tenha um bom consultor, 4. Aposte no estoque existente, e 5. Pense como investidor: os preços vão subir e isso não deve demorar.


. As vagas de emprego abertas pelas empresas no Brasil caíram 14,1% em junho, em relação ao mesmo mês do ano passado, completando um ano seguido de queda no ritmo de abertura de vagas, avalia a Catho-Fipe.


. Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP) lançou plataforma online para busca e localização de óbitos de pessoas registradas como desconhecidas. A ferramenta, em www.registrocivil.org.br, reúne a base de dados de óbitos de nove Estados brasileiros, composta por quase 10 milhões de registros, sendo 53 mil deles de pessoas cujos registros de óbitos foram feitos como desconhecidos em razão da ausência de identificação no momento do falecimento.

CARTAS para esta coluna: Jornal Perspectiva, Consumidor & Cidadania, Avenida Epitácio Pessoa, 62, Lj. 50, Boqueirão, Santos/SP, CEP 11045-300, ou por e-mail: redacao@jornalperspectiva.provisorio.ws