Edição 281Junho 2018
Segunda, 23 De Julho De 2018
Editorias

Publicado na Edição 241 Fevereiro 2015

Luiz Carlos Ferraz

Revelações do Caminho de Santiago

Ferraz no Caminho Sanabrês a Santiago de Compostela

Revelações do Caminho de Santiago

Editor do jornal Perspectiva, o jornalista Luiz Carlos Ferraz lança sábado, 14 de março, a partir das 17 horas, na Pinacoteca Benedicto Calixto, em Santos, dois livros sobre o Caminho de Santiago: “Busca sem fim”, que encerra a trilogia Pedras do Caminho, e “Descobrindo novos Caminhos”, que inaugura série sobre outras rotas de peregrinação que levam a Santiago de Compostela, na Espanha.

O evento contempla exposição de fotos – a partir de 10 de março –, exibição de vídeos, apresentação de música celta e do folclore galego, com o gaiteiro Luiz Henrique Castiñeiras e a flautista Mila Maia, e convida o público a se surpreender com a tradicional rota de peregrinação cristã, surgida a partir do século IX, quando foram encontradas as relíquias de Tiago Maior, um dos 12 apóstolos de Jesus, que estão guardadas na cripta da catedral de Santiago de Compostela.

“As peregrinações revelam a busca de autoconhecimento pelo místico Caminho de Santiago, o que, de uma forma singela, é a parábola da luta diária em busca da plena felicidade”, sintetiza Ferraz, ao explicar a importância das peregrinações em sua vida, ora tirando dúvidas, ora gerando outros questionamentos, enfim, proporcionando uma nova visão de mundo.

Segundo o jornalista, o projeto Pedras do Caminho foi idealizado para consolidar três grandes momentos pessoais: “O primeiro revelou o encontro comigo mesmo; o segundo, ensinou-me o sentido do perdão, não só pelo que faço, mas especialmente por aquilo de bom que deixo de realizar; e o terceiro, enfim, me projetou um sentimento de busca sem fim, sem limites, o que foi definitivamente confirmado na quarta peregrinação”.

Reflete o autor: “Sempre alguém me pergunta: ‘Mas é preciso ir tão longe?’. Sinceramente, não sei. Talvez não, quem sabe?”.

Em “Busca sem fim”, que encerra a trilogia, Ferraz realiza a tradicional rota tendo a oportunidade de relembrar as duas peregrinações anteriores e aprofundar o impacto do Caminho de Santiago em sua vida. Uma conquista que ele classifica como mais uma etapa em sua busca. O livro é ambientado no Caminho Aragonês, no trecho entre Somport, nos Pirineus, na fronteira entre França e Espanha, e Puente la Reina, quando a partir daí (ou um pouco antes, em Obanos…) o Aragonês se encontra com o Caminho Francês. O trajeto possui cerca de 190 quilômetros e foi peregrinado durante 7 dias em junho de 2012. Além do aspecto pessoal, ao peregrinar o Caminho Aragonês o jornalista conheceu o rico patrimônio histórico, arquitetônico e cultural existente na rota, que cruza a comunidade autônoma do Aragão, formada pelas províncias de Huesca, Teruel e Zaragoza.

A tradição conta que o Santo Graal, o cálice sagrado de Jesus, permaneceu no Monastério de San Juan de la Penã de 1071 até 1399, após passar por diversas localidades… O Monastério que o peregrino visitou e revela suas impressões.

Em “Descobrindo novos Caminhos”, o jornalista confirma sua tese de que sim, essa busca é mesmo sem fim no Caminho de Santiago. Nesta quarta peregrinação, o pano de fundo é o fantástico Caminho Sanabrês, uma variante da tradicional Vía de la Plata, que inicia em Sevilha e segue até Astorga para encontrar-se com o Caminho Francês… Em Granja de Moreruela, contudo, a Vía de la Plata oferece a opção de um Caminho a Oeste, passando por Puebla de Sanabria, Ourense, entre outros pueblos, e que é denominado Caminho Sanabrês, ou Mozárabe, chegando direto a Santiago de Compostela. O Caminho Sanabrês de Ferraz somou cerca de 420 quilômetros e foi peregrinado em 16 dias, em junho de 2013. Em vez de Granja de Moreruela, o ponto de partida foi ainda na Vía de La Plata, em Zamora, um dos mansios da formidável rede de vias romanas que funcionou na Península Ibérica e está descrita no famoso Itinerário Antonino, do século III.

Com a quarta peregrinação, o jornalista completou 1.653 quilômetros a pé pelos Caminhos de Santiago… Como ele afirma no livro: “Caminhos que levam o peregrino ao reencontro consigo mesmo, em busca de conhecimento, de autoconhecimento, de paz interior, de momentos de reflexão sobre sua existência, sobre o que fez, o que faz e o que ainda pretende fazer nesta curta, porém, rica, bela, agradável… experiência de vida. Buen Camino!”

O evento que acontecerá na Pinacoteca Benedicto Calixto é uma realização da Titan Comunicação, com apoio de Pet Memorial, Engeplus Incorporadora e Construtora, Apply Auditores Associados, T-Recupera Engenharia, Ferreira & Cheganças Materiais para Construções, Unisanta, Stiletto, Divena, Capital Serviços Técnicos, Toledo Corretora de Seguros, Le Ayres Fotografia Profissional, Toads, Sweet Salt Gourmet, Jornal Perspectiva, Rádio City 102 FM e Prefeitura de Santos.

Metade da renda obtida com a venda dos livros será doada à Casa da Esperança de Santos, mantida pelo Rotary Club de Santos, que atende crianças e adolescentes portadores de paralisia cerebral.

Os livros estarão à venda na Realejo Livros, Bairro Gonzaga, em Santos, e poderão ser solicitados pelo e-mail titan.com@uol.com.br, telefone (13) 3284.2373.

A Pinacoteca Benedicto Calixto está localizada na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, Bairro Boqueirão, em Santos, com estacionamento gratuito pela Avenida Dr. Epitácio Pessoa, 100. Suas atividades têm patrocínio da Fundação Benedicto Calixto, Associação de Amigos da Pinacoteca, Embraport, Ecoporto Santos, Unisanta, BitCom, Terracom, General Sistema de Comunicação, Sistema A Tribuna de Comunicação, Porto Seguro e Prefeitura de Santos.

"Busca sem fim": volume encerra a trilogia "Pedras do Caminho"Divulgação

“Busca sem fim”: volume encerra a trilogia “Pedras do Caminho”