Edição 310Novembro 2020
Sexta, 04 De Dezembro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 251 Dezembro 2015

Divulgação

Quando a criança não quer comer

Alimentação suplementar: como evitar problemas de desnutrição e crescimento

Quando a criança não quer comer

Toda família com criança pequena está atenta à qualidade da alimentação, visando incentivar bons hábitos e formar adultos saudáveis. Segundo dados recentes do Estudo Nacional de Fortificação Complementar (Enfac), realizado pelo Ministério da Saúde em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), só no Brasil, estima-se que 20% das crianças menores de cinco anos apresentam anemia, sendo maior a incidência em crianças menores de dois.

A dificuldade na absorção de nutrientes e a baixa oferta de vitaminas compromete o crescimento infantil, desenvolvimento intelectual e em casos mais extremos pode levar à morte. Além disso, o excesso de alimentos processados, fast food e abuso do sal e do açúcar, fazem com que a recusa por alimentos saudáveis e naturais seja ainda maior.

Neste contexto, a alimentação suplementar ajuda a combater carências nutricionais que muitas vezes não podem ser supridas apenas através da alimentação tradicional por problemas metabólicos ou de apetite. É importante que a formulação seja específica de acordo com as necessidades nutricionais e até mesmo restrições de dieta que a criança possa ter, visando emagrecimento ou ganho de peso.

Segundo a nutricionista Joanna Lima, da loja Nova Nutrii (www.nutrii.com.br), a suplementação errada pode ser tão prejudicial quanto a falta de nutrientes, sendo recomendável que estes produtos sejam adquiridos de fonte confiáveis, seguindo a orientação médica, e marcas confiáveis com regulamentação da Anvisa.

A Novanutrii é especializada em nutrição clínica com produtos voltados para o paciente domiciliar ou Home Care. São mais de 10 anos representando e entregando produtos nutricionais de alta qualidade que possibilitam a recuperação do paciente, direto na sua casa. A empresa disponibiliza equipe de nutricionistas para atender de maneira personalizada e esclarecer as principais dúvidas sobre o uso de nutrições especializadas.

Responder