Edição 353Junho 2024
Sábado, 22 De Junho De 2024
Editorias

Publicado na Edição 353 Junho 2024

Animal de estimação propicia saúde

Animal de estimação propicia saúde

Eduardo Ribeiro Filetti

A ciência já comprovou que animais de estimação fazem bem à saúde. Pesquisadores da Universidade de Uppsala, na Suécia, terminaram estudo de 12 anos que mostrou que, para pessoas que vivem sozinhas, a presença de cães diminui em 33% as chances de morte e em 36% o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. A possibilidade de infarto cai 11%. Já para quem mora com mais pessoas, os benefícios são um pouco menores: risco de morte reduzido em 11% e de doenças do coração por volta de 15%.

O amor incondicional que os animais de estimação têm por seus tutores e vice-versa é essencial para o combate de diversas doenças, principalmente os males emocionais. Chamado de pet terapia ou Terapia Assistida por Animais, o uso de bichos domésticos para fins terapêuticos já é reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Em alguns estados brasileiros, como Mato Grosso, São Paulo e Rio Grande do Sul, leis foram sancionadas para permitir a presença de animais de estimação em hospitais públicos e privados, como forma de auxílio terapêutico, em especial de doenças como depressão e ansiedade.

As pesquisadoras Andreia Maria Heins Vaccari e Fabiane de Amorim Almeida, do Hospital Albert Einstein, constataram que a visita dos animais para crianças doentes descontrai o ambiente, propicia maior interação do paciente com os profissionais e demais crianças. Contribui também para que a criança se torne mais cooperativa nos procedimentos hospitalares, além de atuar como estratégia alternativa no alívio da dor e do desconforto. Constatam que essa atividade traz benefícios não só para a criança, mas também para os adultos que cuidam dela.

Um estudo feito pela Universidade de Nova York mostrou que os pets são uma das melhores maneiras de combater o estresse. A pesquisa testou níveis de estresse nas pessoas em situações sozinhas, com seu parceiro, com seu animal e com seu parceiro e animal. Eles notaram que a ocasião de maior relaxamento e tranquilidade foi quando estava com seu animal.

Está claro que esta convivência reduz a sensação de solidão, a ansiedade e a depressão. O contato com os animais, faz os seres humanos produzirem mais hormônios como a ocitocina, prolactina e a serotonina que melhoram o humor.

Muitas famílias escolhem ter um cão para brincar com os filhos, outras preferem não ter animais pois acreditam que os filhos possam desenvolver alergias. Porém, as chances de a criança ter este tipo de problema são 40% menores tendo um animal de estimação. Isto porque a convivência com eles desenvolve um sistema imunológico mais forte, este efeito não acontece entre os adultos que já sofrem de alergias. Segundo cientistas da Universidade de Melbourne, animais de estimação podem fazer bem para a saúde das crianças. Depois de fazer uma pesquisa com aproximadamente 8.500 adultos, eles descobriram que as crianças que foram expostas a animais até os cinco anos tiveram menores taxas de alergia nasal na adolescência.

Criar um bicho em casa ajuda a reduzir a pressão sanguínea, colesterol e o triglicérides. Melhorando a função cardíaca e prevenindo doenças cardiovasculares. Passear com cachorro é uma boa maneira de perder peso, estas caminhadas diárias são mais frequentes do que se a pessoa não tivesse um animal de estimação.

Eduardo Ribeiro Filetti é médico veterinário, professor da Universidade Santa Cecília, mestre em Saúde Pública e pós-graduado em clínica de felinos, especialista em clínica médica e cirurgia de pequenos animais.

Publicado na Edição 352 Maio 2024

Leão, onça, jaguar… nos jardins de Santos

Leão, onça, jaguar… nos jardins de Santos

Leão, de 1940, é obra do artista Sigismundo Fernandes

Eduardo Ribeiro Filetti

Quando pequeno, seis ou sete anos, passeando com a família no Gonzaga, fui incentivado a passar a mão na escultura da leoa que embeleza os jardins da orla. Ao chegar perto, contudo, um senhor deu um grito que quase me matou de susto e me perturbou várias noites, pois sonhava com o animal. Ficou assim na minha lembrança a leoa feroz e sempre que passava pelo local prestava atenção na figura do animal, refletindo se seria …

Leia mais

Publicado na Edição 351 Abril 2024

Guarda responsável!

Guarda responsável!

Eduardo: “Faça uma boa reflexão antes de levar um bichinho para casa”

Eduardo Ribeiro Filetti

É inegável que ter um animal de estimação em casa traz muita alegria para a família toda. Afinal, o pet ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade, entre muitos outros benefícios. Mas, para isso, antes de assumir a responsabilidade de criá-lo, é preciso considerar uma série de fatores. Com a chegada das férias, por exemplo, o número de casos de abandono cresce 70% no Brasil, o que demonstra a falta de preparo …

Leia mais

Publicado na Edição 350 Março 2024

Prevenindo a Leucemia viral felina

Prevenindo a Leucemia viral felina

Sintomas mais comuns da Felv são febre, perda de apetite, perda de peso, letargia

Eduardo Ribeiro Filetti

A leucemia viral felina é uma doença infecciosa que acomete felinos domésticos, geralmente aqueles que tenham vida livre, acesso a rua e ambientes onde existem muitos felinos. A transmissão ocorre através da saliva, fezes, urina, leite de gato infectado pelos vírus da leucemia felina (Felv), transferido durante higienização mútua, lambidas, mordidas, comedouros e caixas de areia compartilhados. Uma mãe infectada pode transmitir o vírus para seus gatinhos durante a gravidez ou …

Leia mais

Publicado na Edição 348 Janeiro 2024

Protegendo o pet do calor excessivo

Protegendo o pet do calor excessivo

Atenção nos horários de passeio

Nestes dias de calor senegalês, temos que tomar cuidado com a saúde de nossos melhores amigos. Cães, gatos, aves e animais silvestres podem sofrer muito em dias mais quentes se não tomarmos alguns cuidados. Embora seja comum o pet passar a se alimentar menos nesta época do ano, a dieta deve ser mantida, com a inclusão de frutas frescas e pequenos cubos de gelo na água de beber.

Deve-se evitar passear em horários de sol a pino para evitar a desidratação (perda de …

Leia mais

Publicado na Edição 347 Dezembro 2023

Dicas para manter o alimento fresco

Dicas para manter o alimento fresco

É preciso armazenar corretamente a ração de seu amiguinho peludo

Com as temperaturas batendo recordes em diversas cidades brasileiras, o calor e o tempo seco têm impactado não só as pessoas, mas também os animais de estimação, que podem demonstrar falta de apetite e de disposição. Por isso, além de escolher uma alimentação completa e balanceada, o modo de armazenar o alimento também é fundamental para manter os benefícios nutricionais e garantir o melhor aproveitamento dos alimentos pelos cães e gatos.

“Os cuidados com a conservação começam ainda …

Leia mais

Publicado na Edição 346 Novembro 2023

Verão exige mais atenção com o pet

Verão exige mais atenção com o pet

Eduardo Ribeiro Filetti

Atento à aproximação do Verão, quando os dias ensolarados e as temperaturas mais elevadas exigem maiores cuidados com nosso animal de estimação, é importante não descuidar desde a hidratação básica até a prevenção a problemas dermatológicos, como micoses (fungos) e as famosas piodermites (infecções de pele), principalmente se o amiguinho tiver contato com areia e/ou terra. É importante estar atento com os parasitas externos, como pulgas, carrapatos e piolhos, que costumam aumentar e podem transmitir inúmeras doenças. É comum, por exemplo, que cães e gatos …

Leia mais

Publicado na Edição 345 Outubro 2023

Sobre a febre maculosa

Sobre a febre maculosa

Doença conhecida como tifo transmitido pelo carrapato

Eduardo Ribeiro Filetti

A febre maculosa é muito semelhante ao tifo. Inicialmente denominada febre maculosa das montanhas rochosas, a doença foi identificada pela primeira vez no final do século XIX, no estado de Idaho, Estados Unidos. Em 1906, o agente etiológico, Rickettsia rickettsii, foi descrito pelo pesquisador Howard Taylor Ricketts, que identificou o carrapato como principal vetor da transmissão. Em função da semelhança da doença com o tifo Ricketts foi convidado a colaborar em pesquisas durante um surto de tifo …

Leia mais

Publicado na Edição 344 Setembro 2023

Pets fazem bem à saúde

Pets fazem bem à saúde

Benefícios comprovados pela ciência

Eduardo Ribeiro Filetti

Pesquisadores da Universidade de Uppsala, na Suécia, terminaram estudo de 12 anos que mostrou que, para pessoas que vivem sozinhas, a presença de cães diminui em 33% as chances de morte e em 36% o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. A possibilidade de infarto cai 11%. Já para quem mora com mais pessoas, os benefícios são um pouco menores: risco de morte reduzido em 11% e de doenças do coração por volta de 15%.

O amor incondicional que os animais de estimação …

Leia mais

Publicado na Edição 343 Agosto 2023

Atenção contra a raiva

Atenção contra a raiva

Eduardo Ribeiro Filetti

Agosto ficou conhecido como mês de cachorro louco, pois, segundo pesquisas, nos meses de junho e julho um número maior de cadelas entra no cio, o que gera maior aglomeração de machos brigando por elas. Ou ainda, o mês do cachorro louco assim foi denominado porque, supostamente, é quando o número de casos da raiva aumenta. Seja por este ou aquele motivo, agosto é o mês oficial da vacinação contra a raiva, quando cães e gatos devem ser vacinados uma vez por ano. Filhotes a …

Leia mais

Publicado na Edição 342 Julho 2023

Entendendo a gripe aviária

Entendendo a gripe aviária

Eduardo Ribeiro Filetti

A gripe aviária é causada por um vírus classificado com orthomixovirus do grupo A, tipo aviário. Há três grupos de vírus de influenza: A, B e C. Esses três grupos ocorrem em humanos. Apenas o grupo A infecta diferentes espécies, animais e humanos. Os vírus influenza A são comumente encontrados em aves aquáticas, como gaivotas, patos, cisnes, gansos, marrecos, trinta-réis, maçaricos. Essas aves compõem o reservatório natural do vírus de influenza. Elas podem ser portadores do vírus e excretar pelas fezes, em muitos casos não …

Leia mais

Publicado na Edição 341 Junho 2023

Intoxicação em animais domésticos

Intoxicação em animais domésticos

Muitos pets chegam intoxicados aos consultórios, clínicas e hospitais médicos veterinários do mundo

Eduardo Ribeiro Filetti

Embora aconteçam episódios intencionais, quando a atitude é criminosa, a maioria dos casos de intoxicação em animais costuma ser acidental. Trata-se de um conjunto de sintomas agressivos ao organismo, produzidos quando uma substância tóxica é ingerida ou entra em contato com a pele, olhos e mucosas, o que geralmente ocorre pela falta de conhecimento ou de experiência nos cuidados com o pet. Algumas das causas de intoxicação em pequenos animais são pesticidas …

Leia mais

Publicado na Edição 340 Maio 2023

Osteoartrose reduz qualidade de vida

Osteoartrose reduz qualidade de vida

Doença é a principal causa de dor crônica em cães e gatos

Eduardo Ribeiro Filetti

A Osteoartrose (AO) é uma doença crônica degenerativa, de evolução lenta e progressiva, que acomete as articulações de cães e gatos, causando perda de mobilidade articular (limitação dos movimentos) e dor. Pesquisas recentes apontam a osteoartrose como a principal causa de dor crônica em cães e gatos, e consequente redução da qualidade de vida dos pets.

Tanto na osteoartrose de origem inflamatória como não inflamatória é comum a presença de mediadores inflamatórios na …

Leia mais

Publicado na Edição 339 Abril 2023

Óleo de cannabis na Medicina Veterinária

Óleo de cannabis na Medicina Veterinária

Filetti: “Progredir nas terapias modernas para melhor qualidade de vida dos animais”

Eduardo Ribeiro Filetti

Muito se tem falado sobre uso de cannabis na Medicina humana, despertando a atenção de médicos veterinários e pesquisadores no mundo. O canabigerol (CBG) é um dos canabinoides estudados e apresenta benefícios promissores no tratamento de humanos e animais.

Muitas destas drogas aprovadas em alguns países para benefício e melhoria de qualidade de vidas entravam no Brasil de maneira irregular. Recentemente, após estudos dos deputados estaduais do estado de São Paulo e aprovação …

Leia mais

Publicado na Edição 338 Março 2023

Para entender o gato!

Para entender o gato!

Gato é limpo por natureza e por isso é um animal ideal para viver em apartamento

O processo de domesticação do gato ainda está em andamento e alguns deles podem mostrar traços selvagens, alerta o médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti. Ele cita relatos de felino que no período de maturidade sexual se torna mais agressivo, sendo recomendada, em certos casos, a castração. “Este procedimento tende a evitar que o pet arranhe as pessoas de casa ou pule pela janela em busca de acasalamento”, afirma Filetti, ao admitir a …

Leia mais

Publicado na Edição 337 Fevereiro 2023

Nosso amiguinho em emergência

Nosso amiguinho em emergência

Levar o pet ao médico veterinário com segurança, para ser diagnosticado e tratado de forma adequada, rápida e eficiente

Cães e gatos tem uma grande energia vital que os move para brincar, correr e interagir com seus tutores, argumenta o médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti, ao ponderar que, em meio a tanta energia, alguns acidentes podem acontecer: “Assim como os seres humanos os pets não são imunes a acidentes e ferimentos”.

Diante de alguma emergência, Filetti, que é professor universitário, elenca algumas dicas importantes. A primeira é levar …

Leia mais

Publicado na Edição 336 Janeiro 2023

Contra a obesidade

Contra a obesidade

Filetti: “É fundamental estabelecer um plano de atividade”

Tema muito debatido e importante na medicina veterinária, o excesso de peso nos pets pode levar a vários tipos de patologias, como diabetes, problemas cardíacos, renais, artroses, alerta o médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti, ao sugerir que, diante do problema, o tutor procure o médico veterinário de seu pet para aplicar um programa para a perda de peso.

Professor universitário na Unisanta e pós-graduado em clínica médica de pequenos animais, clínica e cirurgia de felinos, Filetti afirma o primeiro passo …

Leia mais

Publicado na Edição 335 Dezembro 2022

Carinho na higiene do ouvido

Carinho na higiene do ouvido

Na hora do banho, coloque algodão no ouvido do pet

“Os problemas do ouvido são chamados otopatias e, no caso dos pets, exigem carinho especial do tutor, especialmente para as principais manifestações clínicas, como coceira, edema, odor forte e excesso de cera”. O alerta é do médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti, ao informar que na Clínica Filetti, em Santos, as otopatias correspondem a 15% dos casos. “Se forem considerados os casos dermatológicos, as orelhas representam 20% do atendimento, sendo que 70 a 80% das queixas são de otites …

Leia mais

Publicado na Edição 334 Novembro 2022

Tosse dos Canis

Tosse dos Canis

Vacina pode ser ministrada a partir de oito semanas

A doença respiratória infecciosa canina conhecida por Tosse dos Canis (ou traqueobronquite infecciosa canina) é uma enfermidade muito contagiosa, alerta o médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti. Ele explica que a bordetella bronchipseptica é um patógeno bacteriano comumente encontrado no complexo da doença e muitas vezes leva a sinais respiratórios no cão, que começam de três a 10 dias após a infecção.

Filetti afirma que a doença pode causar tosse seca de início agudo (alta, paroxística, lembrando engasgos) seguida ou …

Leia mais

Publicado na Edição 333 Outubro 2022

Para entender um pouco mais o gato…

Para entender um pouco mais o gato…

Bigodes do felino não são apenas decorativos

Para entender um pouco mais o gato é preciso conhecê-lo melhor, suas manias, caráter e virtudes, e assim poder usufruir de sua companhia. Muitas pessoas são contra esse tipo de felino e assim procedem, muitas vezes, por não o conhecer a fundo. “O cão, por exemplo, é muito extrovertido e mais fácil de ser amado”, destaca o médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti: “Porém, o gato, no seu silêncio místico, revela qualidades surpreendentes e divertidas”.

Professor universitário, pós-graduado em Clínica de Pequenos …

Leia mais