Edição 353Junho 2024
Segunda, 24 De Junho De 2024
Editorias

Publicado na Edição 348 Janeiro 2024

Divulgação

Carros usados têm giro recorde

Dezembro passado registrou aceleração nas vendas

Carros usados têm giro recorde

Nelson Tucci

O último mês de 2023 foi marcado pela aceleração das vendas de veículos usados, com um giro de estoque recorde anual de 35 dias (período de compra e venda). O número ficou abaixo do registrado no mesmo período de 2022 (43 dias) e do mês de novembro (40 dias). O tíquete médio atingiu R$ 79.257, pouco acima de novembro último (R$ 79.230) e de dezembro de 2022 (R$ 78.796). Os dados são do Estudo Megadealer de Performance Veículos Usados powered by Auto Avaliar, que analisou a base dados de vendas realizadas por meio da plataforma Auto Avaliar, a qual reúne 2.492 concessionárias, de 23 marcas, cadastradas em todo o Brasil.

“A estabilidade nas margens em 10,4% demonstrou um cenário competitivo no final de ano. Tivemos um período de negociações velozes, alcançando novo recorde de 35 dias, entre o período de compra e venda do carro usado. Na composição da rentabilidade, o aumento da velocidade de vendas é fundamental para a melhora nos resultados”, explica o diretor da Megadealer, Ari Kempenich.

A plataforma Auto Avaliar atingiu seu recorde de captações em dezembro de 23, registrando mais de 38,8 mil veículos comprados pelas concessionárias. Já o Retorno Sobre o Investimento (ROI médio calculado pela margem bruta/giro de estoque) nas operações de seminovos (MY21-23) das concessionárias subiu de 64% para 70% em dezembro 2023, demonstrando em geral que o mês foi mais rentável para praticamente todas as marcas.

Em termos de rentabilidade, o destaque é das marcas asiáticas, que registram ROI bem acima da média. O ranking das top 5 ficou assim: Honda e Hyundai (97%), Mitsubishi (85%), Nissan (81%), Renault (76%) e Caoa Chery (75%).

Outro dado do estudo que chama a atenção é o ranking dos melhores negócios em seminovos do mês. “Tivemos uma surpresa, pois os SUVs ocuparam as três primeiras posições, apresentando rápido giro de estoque e alto tíquete médio, fatores que alavancaram a rentabilidade nestas negociações”, observa Kempenich. Em primeiríssima posição destaca-se o modelo Honda HR-V, com preço médio de venda de R$ 130.355, margem bruta de 9,8% e prazo médio de venda de 28 dias. Em segundo lugar está o Hyundai Creta, com preço médio de venda de R$ 105.750, margem bruta de 9,2% e giro de estoque de 26 dias. A terceira posição ficou com o Caoa Chery Tiggo 5x. Seu tíquete médio foi de R$ 98.915, margem de 9,7% e giro de 29 dias.

Nelson Tucci é jornalista, editor de Veículos & Negócios, toda segunda-feira também em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Responder