Edição 351Abril 2024
Terça, 21 De Maio De 2024
Editorias

Publicado em 3/05/2024 - 6:59 am em | 0 comentários

Divulgação

Campanha Choque Zero visa prevenir risco de choque elétrico na obra

Seconci-SP: cartazes disponíveis no site

Campanha Choque Zero visa prevenir risco de choque elétrico na obra

O Seconci-SP, Serviço Social da Construção, programou a campanha Choque Zero, de prevenção a acidente causado por choque elétrico na obra. Na construção civil, os acidentes graves e fatais provocados por choque correspondem a 20% das ocorrências na obra, atrás apenas dos causados por queda de trabalhador (28%) e queda de material (24%).

A entidade disponibilizará em seu site www.seconci-sp.org.br cartazes alusivos à campanha, para que construtoras possam afixar na obra. Com o slogan “Choque elétrico: um risco que pode ser evitado!”, eles trazem advertências e recomendações baseadas na Norma Regulamentadora 10, tais como:

. Somente trabalhadores capacitados e autorizados, inclusive em primeiros socorros, podem trabalhar com eletricidade.

. Utilize os EPIs corretamente: capacete de segurança Classe B, óculos de segurança raios UVA, UVB e protetor facial, luvas isolantes, vestimenta de proteção térmica (antichama) e botas de segurança isolantes.

. Não é permitido o uso de adornos pessoais nos trabalhos com instalações elétricas ou em suas proximidades.

. Chaves gerais e seccionadoras podem ser utilizadas para interromper a alimentação elétrica das máquinas, permitindo sua manutenção segura.

. Procedimentos de bloqueio e etiquetagem impedem o acionamento acidental de circuitos elétricos durante trabalhos de manutenção (exemplo de aviso: “não ligue, não opere, não restabeleça esse equipamento, estou trabalhando nessa intervenção”).

As palestras presenciais da campanha terão início este mês nas regionais do Seconci-SP, culminando com evento de encerramento e palestra, em 25 de setembro, na unidade central da entidade na capital paulista.

As palestras nas regionais serão ministradas nas seguintes datas: em Campinas (14/5), São José do Rio Preto (5/6), Bauru (6/6), Piracicaba (26/6), Santo André (3/7) Mogi das Cruzes (18/7), São José dos Campos (18/7), Santos (15/8), Ribeirão Preto (28/8) e Sorocaba (4/9).

Responder