Edição 353Junho 2024
Segunda, 24 De Junho De 2024
Editorias

Publicado na Edição 347 Dezembro 2023

Lucyus Ribas/Divulgação

Produção sustentável tende a prevalecer em 2024

Seventy Upper Mansion: mata nativa dentro do condomínio

Produção sustentável tende a prevalecer em 2024

“O consumidor tem percebido, em diferentes âmbitos, a necessidade de defender uma produção mais sustentável e passa a cobrar mais isso das empresas. Além disso, o aumento na temperatura da Terra já é uma consequência de anos sem a devida preocupação com a preservação da natureza. A construção civil, como parte do setor produtivo, também precisa dar as suas respostas para minimizar os danos ao meio ambiente”. A afirmação é do engenheiro civil Maurício Wildner da Cunha, da Construtora Andrade Ribeiro, de Curitiba, no Paraná. Para ele, quem sai na frente são as construções que estabelecem metas de redução de impactos no meio ambiente desde o início até o fim das obras. E mesmo após a conclusão, o empreendimento precisa entregar eficiência energética ao consumidor e oferecer estruturas que priorizem a preservação ambiental.

Edifícios com obras já entregues pelas empresas e que favoreçam, por exemplo, o uso da luz e da ventilação natural são algumas das tendências que já podem ser observadas nas obras da construção civil e que devem ser intensificadas. Outra característica que pode ser observada cada vez mais nas obras são as áreas comuns que também agreguem características de sustentabilidade. Entre elas o engenheiro cita áreas verdes junto aos empreendimentos, jardins para convivência entre os usuários, bem como espaços e equipamentos para veículos que utilizem combustíveis fósseis, como é o caso de bicicletas e carros elétricos.

Em Curitiba, dois edifícios da Andrade Ribeiro reúnem essas características. O comercial AR 3000 está localizado no bairro Juvevê e recebeu a certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) Platinum, concedida pela GBC, instituição que avalia os empreendimentos sustentáveis. O edifício possui fachada envidraçada com proteção solar, o que possibilita menor entrada de radiação ultravioleta, além de bloquear a incidência de calor e colaborar com a economia de energia. Já o Seventy Upper Mansion, na região do Ecoville, possui como uma das características um bosque com mata nativa preservada dentro do condomínio, o que garante a preservação ambiental e permite melhoria no bem-estar e qualidade de vida dos moradores. Além disso, o empreendimento prioriza a luz natural nos ambientes. Outra característica é que a garagem possui tomadas para automóveis elétricos.

Responder