Edição 271Agosto 2017
Domingo, 24 De Setembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 268 Maio 2017

Divulgação

Tão siliconados…

Korn: para ganhar massa muscular e modelar o corpo

Tão siliconados…

Quando alguém vê um homem com o corpo sarado – estilo Superman – logo pensa o quanto ele deve ter malhado para chegar na performance. Nem sempre! Na realidade, a preguiça de malhar e a “afobação da vaidade” têm levado muitos homens a recorrerem à tecnologia da medicina para alcançar os contornos dos sonhos. Silicone não é mais coisa somente de mulheres. Muitos rapazes não contam, mas já aderiram à cirurgia plástica.

“Eles estão aprendendo a não ter medo de agulhas e de preconceitos da sociedade quanto a ser vaidosos. Estão aderindo à prótese de silicone para aumentar o peitoral, a panturrilha e os glúteos”, afirma Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica. A verdade é que, além da preguiça, entrar numa academia e ver os resultados logo é complicado. O processo é demorado demais para a pressa masculina.

“Muitos reclamam que não conseguem ganhar massa muscular nessas regiões do corpo, como o tórax, e por esse motivo optam pelo implante no peitoral que deixa com aspecto de músculos muito bem definidos”, explica. Além do tórax, outras cirurgias plásticas mais solicitadas por eles são panturrilha e glúteos. Na panturrilha, o implante age também para a correção de pernas finas e chega a ter 10 tamanhos diferentes de prótese de silicone. E no glúteo, serve para tornear e remodelar os contornos.

Esse tipo de cirurgia só deve ser feita após os 18 anos, pois é a partir dessa idade que a parte hormonal do homem está equilibrada, as estruturas ósteomusculares e a pele estão desenvolvidas. Ela é feita por meio de uma incisão na pele e a prótese é colocada por baixo do músculo, exigindo anestesia peridural ou geral e depois de 24 horas o paciente recebe alta.